Porto Alegre, terça-feira, 24 de maio de 2022.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
101319
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
101319
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
101319
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

COPA 2014 04/03/2012 - 16h10min

"O Brasil vai organizar uma Copa do Mundo impecável", diz Teixeira

Agência Brasil

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, publicou, no portal da entidade na internet, comunicado sobre os preparativos para a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil - motivo de críticas do secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke.

Na última sexta-feira (2), Valcke havia dito que o Brasil precisava levar “um pontapé no traseiro” para acelerar as obras da Copa do Mundo e criticou também a Lei Geral da Copa, que tramita na Câmara dos Deputados. As declarações fizeram o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, convocar uma entrevista coletiva no sábado (3), na qual disse que não aceitará mais Valcke como interlocutor das conversas entre a Fifa e o Brasil.

“Algumas questões na organização da Copa do Mundo podem parecer que avançam lentamente. Mas, em todo processo democrático, as discussões devem ser amplas e sempre levar em conta os interesses do povo. O Brasil não tem um dono, é uma democracia sólida e reconhecida mundialmente. O país e seus três Poderes devem ser respeitados sempre”, disse Teixeira no comunicado.

O presidente da CBF reconheceu “que as preocupações da Fifa, em relação aos preparativos de todas as Copas do Mundo, são naturais e legítimas”. Mas garante que “a entidade pode ficar tranquila porque o Brasil e seu povo têm competência e seriedade para organizar uma Copa do Mundo impecável, inesquecível”.

Ainda de acordo com Teixeira, a Copa de 2014 ocorrerá no Brasil porque “veio através de uma construção política que possibilitou o rodízio de continentes. Chegou à América do Sul pela sua força de nove títulos mundiais. Foi confiada ao país mais vitorioso da história das Copas, o único que disputou todas as edições do torneio. Veio para uma das seis maiores economias do planeta, para o país que segue crescendo enquanto a maior parte do mundo atravessa uma grave crise”.
Teixeira reforçou ainda que o Mundial ocorrerá também por vontade do governo federal, do Comitê Organizador Local da Copa (COL), da CBF, “mas, acima de tudo, por merecimento. O povo brasileiro que, ao contrário de vozes isoladas que preferem o canto da derrota, receberá [a Copa do Mundo] com extremo orgulho, 64 anos depois, a maior festa do futebol mundial”.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Institutos europeus dizem que Brasil ‘perdeu’ com Copa
Para membros da Fifa, o impacto real da Copa no Brasil apenas será conhecido em um prazo de cinco anos
Copa elevou percepção de demanda fraca em serviços
Para a Fundação Getulio Vargas (FGV), que apura o índice, este padrão "confirma o efeito negativo da paralisação parcial das atividades durante a Copa"
Visa divulga gastos com cartões em estádios e Fan Fest
No total, foram feitas 582,3 mil transações financeiras de 12 de junho a 13 de julho nas 12 cidades-sede do mundial
Segundo ANTT, 19 mil turistas chegaram ao País de ônibus na Copa
Os fretamentos internos somaram 6.869 viagens com destino às cidades-sede, o que representa 32% do total de deslocamentos interestaduais realizados no período do Mundial