Porto Alegre, sábado, 27 de novembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
208259
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
208259
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
208259
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

copa 2014 Notícia da edição impressa de 27/02/2012

Financiamento é novo obstáculo para o Beira-Rio

Arquivo/JC
Zamin disse que não existe restrição à empresa
Zamin disse que não existe restrição à empresa

Um novo obstáculo surgiu na reforma do estádio Beira-Rio, palco dos jogos da Copa do Mundo de 2014 em Porto Alegre. Segundo o Banrisul, a construtora Andrade Gutierrez (AG), responsável por conduzir as obras, não apresentou garantias sólidas para obter a quantia requerida. A empreiteira havia procurado o banco com o intuito de conseguir um financiamento pela linha ProCopa Arenas, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes).

No último final de semana, a AG divulgou nota dizendo que aguardava apenas a resposta da instituição financeira para assinar o contrato com o Internacional e apresentar o cronograma de trabalho, retomando em seguida a reformulação do estádio colorado. Há quase oito meses, o barulho das máquinas não é ouvido no local. A empreiteira ainda afirmou que a garantia da parcela que cabe a ela no processo (20%) foi apresentada e aprovada. Além disso, a Andrade Gutierrez disse que o plano de garantias referente ao conjunto de investidores na Sociedade de Propósito Específico também foi apresentando ao Banrisul.

Diante do comunicado da construtora, o presidente do Banrisul, Túlio Zamin, disse que não existe restrição à empresa, mas que a proposta não poderia ser aceita sem a liquidez necessária. Zamin lembrou que, há aproximadamente um mês, o banco rechaçou o pedido de empréstimo nos termos apresentados na ocasião. O governador do Estado, Tarso Genro, também rebateu o comunicado da construtora, dizendo que é injusto o Banrisul assumir os riscos da empresa. O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, se mostrou preocupado com a nota da Andrade Gutierrez e constatou que não é a pressão que resultará no atendimento da solicitação. De acordo com o prefeito, os prazos começam a passar sem uma definição, colocando em xeque a realização da Copa do Mundo. Nesse sentido, ele destaca que é necessária uma definição nos próximos dias.

COMENTÁRIOS
Desdêmona Capuletto - 27/02/2012 - 10h21
Bem feito. Esses políticos estão acostumados a fazer tudo com dinheiro público, que deveria ser usado para a população em forma de escolas, hospitais, postos de saúde, habitação, segurança e saenamento. O Banrisul não deve liberar um centavo, pois eles já estavam com as propostas de obras superfaturadas, contando com o dinheiro que seria desviado...


Joel -
27/02/2012 - 11h48
É uma vergonha! No Rio Grande sei que existem empreiteiras tão competente ou mais que essa Andrade Gutierrez,o Inter não pode entregar um patrimonio dos colorados para uma empresa que não seja ou não tenha a identidade com o povo gaúcho. E olha que eu acompanho tudo daqui do Mato Grosso do Sul.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Institutos europeus dizem que Brasil ‘perdeu’ com Copa
Para membros da Fifa, o impacto real da Copa no Brasil apenas será conhecido em um prazo de cinco anos
Copa elevou percepção de demanda fraca em serviços
Para a Fundação Getulio Vargas (FGV), que apura o índice, este padrão "confirma o efeito negativo da paralisação parcial das atividades durante a Copa"
Visa divulga gastos com cartões em estádios e Fan Fest
No total, foram feitas 582,3 mil transações financeiras de 12 de junho a 13 de julho nas 12 cidades-sede do mundial
Segundo ANTT, 19 mil turistas chegaram ao País de ônibus na Copa
Os fretamentos internos somaram 6.869 viagens com destino às cidades-sede, o que representa 32% do total de deslocamentos interestaduais realizados no período do Mundial