Porto Alegre, segunda-feira, 21 de janeiro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
32°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7700 3,7720 0,37%
Turismo/SP 3,7300 3,9300 0,51%
Paralelo/SP 3,7400 3,9400 0,51%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
194343
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
194343
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
194343
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

panorama Notícia da edição impressa de 17/09/2009

Sem deixar de ser Leo

Caroline da Silva

Accorde Filmes/Divulgação/JC
O papel de protagonista no filme Em teu Nome projetou o ator.
O papel de protagonista no filme Em teu Nome projetou o ator.

Muitos disseram, logo depois do Gracias a la vida, que não tardaria muito a ele estar no horário nobre da televisão brasileira. Após ser anunciado como vencedor do prêmio de melhor ator no 37º Festival de Gramado, Leonardo Machado subiu ao palco do Palácio dos Festivais para buscar seu Kikito e cantou o primeiro verso da canção de Violeta Parra eternizada na voz de Mercedes Sosa. Aos 33 anos, foi o primeiro gaúcho a receber esse reconhecimento na Serra gaúcha e agradeceu por ter recebido tanto. Principalmente pelo papel de protagonista, fazendo o pedido de que Gramado voltasse a contemplar os coadjuvantes, seu lugar em tantas produções.

Enganaram-se os que pensaram que o prestígio da prata da casa viria somente depois da cerimônia de premiação. Ainda durante o festival, o ator recebeu o telefonema de Luiz Antonio Rocha, produtor de elenco da Rede Globo, oferecendo um papel na novela Viver a Vida, que estreou nesta semana.

Leo não deixará de ser Leo. Dia 29 de setembro, no 14º capítulo da nova trama de Manoel Carlos, o porto-alegrense entrará no ar como Leopoldo, cujo apelido nos diálogos do roteiro é o mesmo que o seu. Nessa novela, o autor traz a superação em todos os campos de vida, como a saúde, o trabalho, o amor e a família. Haverá um núcleo da história ambientado em um hospital, a fim de abordar a medicina paliativa. O personagem de Leonardo Machado é casado com Marta (papel da atriz paulista Gisele Reiman), que estará fazendo tratamento para câncer. Leopoldo é um homem de meia-idade, pai de uma garota de 17 anos (personagem de Isabel Mello). “Passei por um processo de envelhecimento, com cabelos grisalhos”, diz o ator que também está ostentando uma senhora barba.

Suas gravações começaram ontem, no Rio de Janeiro. “Não sei muito mais do personagem, é aquela coisa Manoel Carlos...”, responde Leonardo, explicando que o roteiro da novela vem em blocos de cinco capítulos. Ele acredita ser um trabalho bacana, porque os textos do autor têm temas polêmicos, tratam de conflitos humanos. Em sua opinião, isso é desafiador para a interpretação. Resumindo, a essência de Leopoldo está na luta contra a doença.

Leonardo ainda não tem ideia do volume das gravações nem do tamanho de seu papel. Ele pretende não se estabelecer definitivamente no Rio, quer ficar indo e voltando conforme a necessidade, porque sua vida é aqui, afirma. Acha que interpretar esse papel será interessante, principalmente em uma novela de Manoel Carlos, “que nunca se sabe o que está por vir, as coisas estão sempre abertas”. Viver a Vida tem direção de Jayme Monjardim e o ator diz que esse é um ótimo momento para aprender a fazer televisão. Não por estar mais maduro, mas é um momento especial em sua carreira.

Nas telinhas, Leonardo Machado fez especiais regionais e participações em outros títulos da Globo, duas pontas em O Clone (2001) e Senhora do Destino (2004), e o personagem Hugo, da juvenil Malhação, em 2007. O personagem era um empresário que entrou no núcleo dos skatistas, propondo sociedade no Largadão, negócio de João (Java Mayan) e Kiko (Alexandre Slaviero). Ele mesmo compara as interpretações: “Malhação é muito simples, não tem tanta dedicação por parte do ator”.

Do público gaúcho, os olhos claros, a voz e a presença de palco são bem conhecidos. Integrante do grupo teatral Cia. Rústica, participou do projeto Em busca de Shakespeare. Atuou em duas montagens do autor: Sonhos de uma noite de verão (2006) e A Megera Domada (2008). No cinema, entre outros papéis, fez parte do curta-metragem de estreia de Gustavo Spolidoro, Outros (2000), e depois estrelou novo curta do diretor em 2002, Domingo. Em longa, já havia participado de Valsa para Bruno Stein, de Paulo Nascimento, e teve um papel grande em 3 Efes, de Carlos Gerbase, ambos lançados em 2007.

Apesar de premiado e muito elogiado, ironicamente, Leonardo não seria o protagonista de Em teu nome, também de Nascimento. No filme, ele interpretaria Leopoldo Feldens, que acabou sendo César Troncoso. Agora, seu personagem da novela das oito tem o mesmo nome. Leonardo conta que até brincou com o cineasta: “Estava fadado a ser um Leopoldo. E estou muito feliz porque ele será chamado o tempo todo de Leo”.

COMENTÁRIOS
kari - 03/10/2009 - 22h11
aiii léo!!! Que boom, estamos mto feliizers com esta tua realizaçãooo! Parabéns!

imprimir IMPRIMIR