Porto Alegre, segunda-feira, 21 de janeiro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
32°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7700 3,7720 0,37%
Turismo/SP 3,7300 3,9300 0,51%
Paralelo/SP 3,7400 3,9400 0,51%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
976869
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
976869
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
976869
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Reino Unido Notícia da edição impressa de 11/08/2011

Três jovens morrem em Birmingham

Em Londres, reforço nas forças de segurança impediu que ocorressem novos conflitos com moradores
CARL DE SOUZA/AFP/JC
Policiais isolam área onde rapazes de origem asiática foram atropelados
Policiais isolam área onde rapazes de origem asiática foram atropelados

A polícia da cidade britânica de Birmingham começou uma investigação de homicídio após as mortes de três jovens, atropelados na madrugada de ontem, quando um automóvel avançou contra eles durante os motins que se espalharam de Londres para outras cidades inglesas. A polícia de West Midlands, que supervisiona a ordem em Birmingham, deteve um suspeito de 32 anos que seria o atropelador e recuperou o carro usado por ele, o qual está na perícia. Os jovens, de origem sul-asiática, tinham entre 20 e 30 anos. Segundo familiares e amigos, eles estavam na rua para proteger suas casas de saqueadores.

Com isso, sobe para quatro o número de mortos nos tumultos que tomaram conta do Reino Unido nesta semana. Um homem de 32 anos morreu na terça-feira em Londres, após ter sido baleado um dia antes durante um protesto em Croydon, na zona sul de Londres.

Um dos mortos de Birmingham era um mecânico de 21 anos chamado Haroon Jahan. “O homem que matou ele jogou o carro em cima da multidão e assassinou três jovens inocentes”, lamentou Tariq Jahan, pai de Haroon. A violência aconteceu à 1h no bairro de Wilson Hill, de acordo com o Wall Street Journal. Jahan afirma que correu para o local do atropelamento e ajudou a socorrer um dos três jovens, até que percebeu que seu filho estava entre as vítimas. Com as mãos e o rosto cobertos de sangue, ele tentou reanimar o filho com massagem cardíaca, mas o esforço foi em vão.
Embora as autoridades tenham alertado os moradores a ficarem em casa enquanto durarem os motins que tomaram conta da Inglaterra desde sábado, muitos preferiram ir às ruas para defender suas casas e lojas, em parte porque acreditam que a polícia é incapaz de defendê-los dos saqueadores.

Em Londres, milhares de policiais mantiveram as ruas calmas. O primeiro-ministro David Cameron voltou a afirmar que o país não vai permitir que a “cultura do medo” tome conta das ruas. O premiê convocou o Parlamento, que estava em recesso, para um debate de emergência hoje sobre os distúrbios.

Em todo o país, a polícia deteve quase 1.200 pessoas, sendo 800 somente em Londres, desde que os protestos tiveram início, no sábado. Os tumultos na capital britânica começaram após a polícia matar a tiros Mark Duggan, de 29 anos, em Totten-ham, no Norte de Londres, na quinta-feira passada. No sábado, ocorreu um protesto, que logo se espalhou para outras regiões da cidade e ficou violento, com saques a lojas e ataques incendiários contra prédios, automóveis e ônibus.

A violência provocou a retomada do debate sobre as medidas de austeridade do governo conservador, que vai cortar 80 bilhões de libras em gastos públicos até 2015 para reduzir o crescente déficit público do país. Cortes no orçamento da polícia fazem parte do pacote.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Jeremy Corbyn deverá ser candidato a primeiro-ministro em 2020
Para Cameron, Partido Trabalhista ameaça a segurança nacional
Rainha celebrou o recorde em inauguração de ferrovia na Escócia
Elizabeth II se torna a rainha britânica a permanecer mais tempo no posto
Eventos foram preparados em homenagem à monarca
Elizabeth II é a rainha a ocupar por mais tempo o trono britânico
Família ainda cobra da polícia britânica uma explicação para a morte
Morte de Jean Charles completa 10 anos