Porto Alegre, sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
28°C
15°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
135176
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
135176
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
135176
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Indústria 03/06/2011 - 21h00min

Tarso quer credenciar o Estado a receber fábrica da Hyundai

CACO ARGEMI/PALÁCIO PIRATINI/JC
No último dia de agenda na Coreia do Sul, comitiva gaúcha visitou a fábrica da montadora.
No último dia de agenda na Coreia do Sul, comitiva gaúcha visitou a fábrica da montadora.

No último dia de agenda oficial na Coreia do Sul, a comitiva gaúcha visitou a montadora de automóveis Hyundai, em Asan, no sul de Seul. Considerada uma das mais modernas do grupo, a unidade produz mais de mil carros por dia. Cada modelo leva cerca de seis horas para ser totalmente montado e a capacidade de produção é de um carro finalizado a cada 57 segundos. Mesmo com a grande automatização da linha de montagem, quatro mil funcionários trabalham no local.

Após assistirem vídeos institucionais da empresa, o governador Tarso Genro e o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Paulo Tigre, fizeram uma apresentação do Estado, mostrando suas condições para receber investimentos. "O Rio Grande do Sul tem uma cadeia produtiva qualificada e de uma diversidade muito grande. Além disso, está localizado geograficamente no centro do Mercosul, próximo às cidades de São Paulo, Buenos Aires, Montevidéu e Assunção", destacou Tarso. Na sequência, Tigre acrescentou aos executivos coreanos que o Estado pode ser "um grande centro de distribuição da empresa no Mercosul".

O CEO da Hyundai Motor Company, Steve Yang, afirmou que se a primeira fábrica instalada no Brasil trouxer os resultados esperados, "o Rio Grande do Sul será a primeira opção para a instalação de uma próxima". Atualmente, a Hyundai possui seu complexo industrial em Piracicaba, no interior de São Paulo, que se destaca pela produção das caminhonetes Tucson, uma das mais vendidas no País.

Ao final do encontro, Tarso Genro e Paulo Tigre ainda fizeram um test-drive na pista da montadora, dirigindo um modelo Azera. Mais cedo, a comitiva esteve em outro braço do grupo Hyundai, voltado à construção pesada. O CEO, Young Kim, ficou positivamente impressionado com as potencialidades do território gaúcho e admitiu que, até aquele momento, a empresa só estudava investimentos em São Paulo. " A partir de agora nós passamos a olhar o Rio Grande do Sul", afirmou Kim.

Ainda nesta sexta-feira (3), o governador recebeu executivos da LSMtron, que vai instalar uma fábrica de tratores no Brasil. Além disso, foram assinados quatro memorandos de entendimentos, sendo o primeiro entre o Governo do Estado e o Instituto Pasteur Korea, ligado ao importante órgão francês, com o objetivo de realizar intercâmbios e troca de informações de pesquisas tecnológicas sobre doenças tropicais, como malária e dengue, por exemplo. Em seguida, foi a vez da Feevale assinar o documento para estabelecer parceria com o Instituto.

O terceiro e o quarto memorandos são voltados ao centro tecnológico da Unisinos, o Tecnosinos. Um é para a fabricação de painéis para produção de energia solar e, o outro, para a fabricação de pequenos aviões pilotados por controle remoto, os chamados Vants (veículos aéreos não tripulados). A ideia é que estes veículos auxiliem na segurança pública das cidades que serão sede da Copa do Mundo de 2014.


COMENTÁRIOS
WAGNER REIS - 05/06/2011 - 12h17
TORÇO PARA O GOVERNADOR TER SUCESSO. PARA MIM O PT ESTÁ DEVENDO UMA MONTADORA PARA O RS, JÁ QUE MANDOU A FORD EMBORA. MAS PERCEBO QUE O TARSO ESTÁ TENTANDO CORRIGIR ESSE ERRO GRAVÍSSIMO DO OLÍVIO DUTRA. POR QUE O ARGUMENTO QUE TERIA QUE FAZER MUITOS FAVORES PARA FORD, E ELE DIZIA QUE NÃO ERA JUSTO PARA OS GAUCHOS, MAS QUANTO BENEFICIO PARA OS GAUCHOS MANDAR A FORD EMBORA, OUTRA COISA, ELE NÃO QUIS NEM CONVERSAR, PARECIA QUE ELE QUERIA BOICOTAR O QUE BRITO FEZ, ATÉ HOJE EU NÃO ME CONFORMO, ISSO QUE PARA MIM NÃO FARIA DIFERENÇA, JÁ QUE SOU DE CAXIAS, MAS EU PENSO NO ESTADO COMO UM TODO.


alex -
12/08/2011 - 13h36
è bem verdade, olivio dutra mostoru que nao passa de um Troglodita Marxista, mandou um empreendimento do porte da Ford embora só por recalque em relação a Antonio Brito. Saibam que Brito sim foi exemplo de governador ousado e de visão, consegui A GM e a Ford para o estado, qual outro governador conseguiu fechar com uma motadora? nenhum. Espero que Tarso não seja tão Bagualesco quanto olívio e traga investimentos de porte para o estado, principalmente para o centro e metade sul.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Usinas destinam 59,9% da oferta de cana à produção de etanol na quinzena
Com isso, o mix relacionado ao etanol passou de 56,06% para 59,99%
Pesquisa revela baixa perspectiva para a indústria gaúcha
O Índice de Confiança do Empresário Industrial de setembro caiu de 37,4 pontos em agosto para 36,6 pontos em setembro, atingindo o segundo menor nível da série histórica iniciada em 2005
Senai assina acordo com instituto alemão para acelerar inovação em indústrias
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) assinou esta semana um acordo para facilitar as parcerias com a Sociedade Fraunhofer, da Alemanha, formada por 67 institutos de inovação
Índice de produção cai a 42,7 pontos em agosto ante 44 pontos em julho, diz CNI
Os indicadores da pesquisa variam no intervalo de zero a 100, sendo que valores abaixo de 50 indicam evolução negativa