Porto Alegre, domingo, 05 de julho de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
16°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
104884
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
104884
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
104884
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Copa Libertadores 17/02/2011 - 21h53min

Grêmio vence no Olímpico e lidera o Grupo 2

Rafael Vigna

Jefferson BERNARDES/afp/jC
Escalação ofensiva de Renato resultou em gols e deixou o time com a segunda melhor campanha.
Escalação ofensiva de Renato resultou em gols e deixou o time com a segunda melhor campanha.

A torcida gremista tem muitos motivos para comemorar na noite desta quinta-feira (17). Depois de uma vitória consistente, por 3 a 0, com dois gol de Douglas, sobre o Oriente Petrolero, o time assumiu a liderança da chave na sua estreia pela fase de grupos da Libertadores 2011. Além disso, o placar de hoje no Estádio Olímpico - fruto da ousadia de Renato Portaluppi ao armar a equipe com apenas um volante -, deixa o tricolor com a segunda melhor campanha da competição, condição fundamental para jogar as partidas decisivas em casa.

Em campo, o Grêmio precisou de alguns minutos para superar o nervosismo inicial. Do outro lado, os Boliviano apenas trocavam passes e mantinham a posse de bola, procurando valorizar o tempo em busca de um empate.

Com uma fomação bastante ofensiva, que tinha apenas Rochemback como meio-campo de contenção, Carlos Alberto ajudava na marcação e apresentava movimentação destacada. O atacante demonstrava muita categoria, ganhou o apoio das arquibancadas e a confiança para arriscara alguns chutes de longa distância, aos 13 e aos 14 minutos.

Os visitantes não ofereciam riscos à defesa tricolor. Assim, aos poucos, os comandados de Renato Portaluppi passaram a pressionar e a desperdiçar muitas chances de gol. Em duas tabelas entre Borges e Douglas, a bola sobrou limpa para o centroavante, que acabou não convertendo as oportunidades. O camisa nove ainda chegou a comemorar depois de matar com o braço e empurrar para as redes. No entanto, o árbitro da partida, o uruguaio, Líber Prudente, assinalou a infração e anulou a jogada.

Se a mão de Borges frustrou os torcedores, um lance semelhante, desta vez inexistente, devolveu a alegria e transformou em festa as arquibancadas. Aos 40 minutos, Gabriel avançou e Terrazas conseguiu cortar de cabeça, mas Líber Prudente correu para marca do pênalti, alegando toque de mão do zagueiro boliviano. Douglas cobrou no canto esquerdo e inaugurou o escore.

O gol deu a tranquilidade necessária para que o Grêmio voltasse para a segunda etapa disposto a dominar os rivais. E foi o que aconteceu. Logo aos dois minutos, Borges, em sua jogada mais característica, recebeu de costas para a zaga, girou e chutou, o goleiro Suárez fez a defesa parcial e Gilson só teve o trabalho de empurrar para as redes.

O placar de 2 a 0 já garantia a liderança da chave. Entretanto, faltava um detalhe para complementar as comemorações no estádio Olímpico. Isso até os 24 minutos, quando Lúcio cruzou rasteiro para a conclusão certeira de Douglas, que decretou os três pontos e liderança isolada do Grupo 2.

Grêmio 3 x 0 Oriente Petrolero

Victor
Gabriel
Paulão
Rodolfo
Gilson
Fábio Rochemback
Carlos Alberto (Adílson)
Lúcio (Maylson)
Douglas
Borges
André Lima (Escudero)
Técnico: Renato Gaúcho


Hugo Suárez
Miguel Hoyos
Gustavo Caamaño
(Meléan)Alejandro Schiapparelli
Luis Gutiérrez
Fernando Saucedo
Joselito Vaca
(Peña) Jhasmany Campos
(Biscaldi) Diego Terrazas
Mauricio Saucedo
Juan Carlos Arce
Técnico: Ariel Cuffaro Russo


Árbitro: Líber Prudente (URU).


COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR