Porto Alegre, segunda-feira, 21 de janeiro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
32°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7700 3,7720 0,37%
Turismo/SP 3,7300 3,9300 0,51%
Paralelo/SP 3,7400 3,9400 0,51%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
895479
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
895479
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
895479
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Patrimônio Notícia da edição impressa de 20/12/2010

Casa da família Lutzenberger será sede da empresa Vida

Cláudio Isaías

ANA PAULA APRATO/JC
Filha do ambientalista destaca a criação de um memorial em homenagem ao pai e ao avô
Filha do ambientalista destaca a criação de um memorial em homenagem ao pai e ao avô


Desocupado desde 2002, o casarão da família Lutzenberger, na rua Jacinto Gomes, no bairro Santana, será a sede da empresa Vida. A ocupação do local pelo empreendimento altera os rumos traçados em 2009 pelos familiares, que cogitavam alugar o imóvel e o jardim lateral. Os dois espaços interessavam a um restaurante localizado na avenida Venâncio Aires, que planejava transformá-lo em estacionamento.

No entanto, neste ano surgiu a necessidade de a Vida, empresa criada pelo ambientalista José Antônio Lutzenberger, mudar de endereço. O prédio que a instituição utiliza no município de Guaíba pertence à indústria Celulose Riograndense, que solicitou a devolução do imóvel. De acordo com Lilly Charlotte Lutzenberger, filha do ambientalista, a ideia inicial, quando a empresa de celulose solicitou a devolução da área, era construir um prédio em Eldorado do Sul. No município funciona a central de reciclagem de resíduos industriais criada há 22 anos por Lutz.

No entanto, os planos mudaram e as herdeiras Lilly e Lara resolveram utilizar a casa de Porto Alegre como sede da Vida. A empresa, que pertence à família, propôs restaurar o casarão e transformá-lo em escritório do empreendimento. A previsão é de que a inauguração ocorra em 2011. "Vamos restaurar o prédio e deixá-lo bacana sem alterar as características originais", destaca.

Para Lilly, a reforma da casa de três pavimentos significa também uma preservação da memória do avô, arquiteto e aquarelista José Lutzenberger, e também do pai. Em abril deste ano, o escritório da Fundação Gaia deixou o local que ocupava nos fundos da casa na Jacinto Gomes para atuar no Rincão Gaia, em Pantano Grande.

Segundo ela, abrigar a empresa Vida é o melhor destino que poderia ser dado ao imóvel da sua família. "O caráter funcional que passa a ter este imóvel, ocupado pela sede da empresa, permite uma preservação mais sustentável a longo prazo", acrescenta.

A filha de Lutz salienta que na Europa é comum empreendimentos instalarem-se em prédios antigos. "A casa, além de ser sede da empresa, terá o memorial Lutzenberger, com informações sobre o meu avô, que a construiu, e do meu pai, que viveu no local e desenvolveu toda a sua atuação como ambientalista", acrescenta.

O arquiteto Flávio Kiefer, responsável pela transformação do Hotel Majestic na Casa de Cultura Mario Quintana, coordenará os trabalhos de recuperação do imóvel. Já o arquiteto José Lutzenberger é responsável por prédios como a igreja São José, o Palácio do Comércio e o Pão dos Pobres.

A história da família permanece intacta tanto nas paredes quanto nos detalhes simples da vida doméstica. No topo da escada que une os três pavimentos está um vitral com o brasão familiar, onde uma adaptação inclui a bandeira do Brasil. Na cozinha, ainda existem os potes de mantimentos de porcelana, identificados no idioma alemão. Retratando cenas do cotidiano, as aquarelas pintadas por José Lutzenberger acompanhavam os degraus da escada. No local, funcionava o escritório do arquiteto e, além da garagem, existia um pequeno laboratório fotográfico.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Trabalho começou quatro meses após o incêndio, em julho de 2013
Custo de obras no Mercado deve aumentar R$ 5,5 milhões
Flores enfatiza necessidade de revitalizar o viaduto Otávio Rocha
Projeto de revitalização do viaduto Otávio Rocha é concluído
Estima-se que a nova listagem contenha cerca de 400 imóveis
Proteja Petrópolis cobra preservação de casas
Ação, no sábado, contou também com a presença de pais de alunos de escolas da região
Mutirão busca amenizar abandono de praça