Porto Alegre, sexta-feira, 13 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
31°C
33°C
17°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0920 4,0940 0,67%
Turismo/SP 4,0800 4,3220 0,13%
Paralelo/SP 4,0900 4,3100 0,23%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
626329
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
626329
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
626329
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Repórter Brasília Edgar Lisboa
edgarlisboa@jornaldocomercio.com.br

Repórter Brasília

Coluna publicada em 11/11/2010

A história de Pedro Simon

Chega a surpreender a desenvoltura com que é conduzida pelas suas principais lideranças, no PMDB do Rio Grande do Sul, a sucessão do seu líder histórico, Pedro Simon, no comando do partido. A cada dia surge mais um candidato. A imprensa ecoa as pretensões assumidas até o momento de forma individual, sem amparo em manifestações de apoio de qualquer setor partidário. Pródigos em críticas, avançam sem atentar ao retrovisor, como se o PMDB da atualidade não fosse produto de uma longa - e muitas vezes dramática - história partidária constituída por erros e acertos - muito mais acertos, na realidade. A história e a permanência de Simon na vida pública nacional, sua contribuição ao País e, especialmente, ao Rio Grande, e a forma honrada e digna com que conduziu o PMDB gaúcho até aqui, capitão que foi de muitas vitórias eleitorais e políticas, merece reverência e gratidão.

Bancada gaúcha elege Manuela

A bancada gaúcha na Câmara tem uma nova coordenadora. A deputada Manuela D’Ávila, do PCdoB, foi escolhida ontem depois que Ruy Pauletti (PSDB) abriu mão da vaga que seria dos tucanos pelo sistema de rodízio de partidos. “Como eu estarei aqui na próxima legislatura, ele abriu mão”, explicou a deputada. Manuela se comprometeu em encaminhar as emendas dos deputados que não concorreram ou não se elegeram nas últimas eleições e dar acompanhamento. Outro ponto destacado por ela é a elaboração do orçamento do ano que vem. Além disso, Manuela já convocou uma reunião para o dia 23 deste mês para definir as prioridades de 2011. O governador eleito Tarso Genro (PT) pediu uma reunião com a bancada. Ele está no exterior e só retorna dia 22. É possível que Tarso participe da reunião do dia 23. Apesar das especulações, Manuela D’Ávila não fala sobre o Ministério dos Esportes. “Como não fui convidada, são apenas especulações.”

Gaúcho inovador

O gaúcho Fernando Alberto Graziotin foi eleito o melhor inventor Inovador da região Sul e ganhou o Prêmio Finep de Inovação 2010. Dado pela Financiadora de Estudos e Projetos, vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, o prêmio garante de R$ 120 mil a R$ 2 milhões para que os vencedores continuem as pesquisas. Nos últimos oito anos, a Finep investiu R$ 3,4 bilhões na região Sul.

R$ 300 milhões para o trigo

O trigo da safra de 2010 terá o apoio de R$ 300 milhões na comercialização, tanto pelo Prêmio Escoamento do Produto (PEP) quanto pelo Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro). Boa notícia para o Rio Grande do Sul, onde a colheita começa no mês que vem e os indicativos de mercado mostram que o preço do cereal vai ficar abaixo do mínimo de R$ 477,00 a tonelada. As operações para equalizar o preço serão feitas em leilões promovidos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

E R$ 3 milhões para o pêssego

A Conab também liberou R$ 3 milhões para os produtores de pêssego do Sul do Estado. Esse recurso vai ser destinado através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e será dividido em duas partes: formação de estoque e aquisição de polpa. “Esse anúncio dá tranquilidade aos produtores, pois garante o aproveitamento pleno da safra agregando renda às famílias”, disse o deputado Fernando Marroni (PT).

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Golpe e corrupção
A sessão desta quinta-feira na Câmara deverá ser marcada principalmente por duas palavras: golpista e corrupto
Depósitos judiciais
Está sendo discutido no Supremo Tribunal Federal (STF) o uso de depósitos judiciais para pagar despesas públicas
Estatuto do Desarmamento
A comissão especial que trata do projeto de lei que revoga o Estatuto do Desarmamento deve votar o relatório do deputado Laudívio Carvalho (PMDB-MG) hoje
Brasil chinês
A Câmara dos Deputados aprovou a urgência na tramitação do projeto de lei que regula a compra de terras brasileiras por estrangeiros