Porto Alegre, terça-feira, 10 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
35°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1300 4,1320 0,33%
Turismo/SP 4,0900 4,3400 1,13%
Paralelo/SP 4,1000 4,3300 1,14%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
133406
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
133406
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
133406
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Venezuela Notícia da edição impressa de 09/08/2010

Chávez insiste em ‘diálogo construtivo’ com a Colômbia

Mandatário venezuelano abandona o tom agressivo e se diz aberto ao bilateralismo
PRESIDENCIA/AFP/JC
Santos mostrou prioridade para negociar com o país vizinho
Santos mostrou prioridade para negociar com o país vizinho

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, insistiu ontem na necessidade de um diálogo construtivo com a Colômbia e exortou seu novo colega colombiano, Juan Manuel Santos, a reconstruir as relações bilaterais rompidas durante o governo do antecessor Alvaro Uribe. “Eu faço o meu apelo a Santos, pelo respeito, pelo diálogo construtivo, pelo pensar e agir de forma soberana, para ser fiel à vontade de nossos povos irmãos pela paz e pelo progresso”, escreveu Chávez, em sua coluna semanal na imprensa As linhas de Chávez.

Sem meias palavras, o novo presidente da Colômbia afirmou na solenidade de sua posse, no sábado, que sua primeira tarefa será “reconstruir as relações com a Venezuela e o Equador”. Santos disse que quer respeitar e ser respeitado pelos vizinhos, que “a história nos une”, apesar das “diferenças ideológicas” e que a palavra “guerra” só deve ser falada contra o narcotráfico. “Antes de ser soldado, preciso ser diplomata”, afirmou o novo presidente.

Santos deixou claro, também, que a estratégia de negociação com Venezuela e Equador é “um diálogo franco e direto, de respeito mútuo”. Sobre o prazo para começar o diálogo, ele explicitou: “O mais rápido possível”. E justificou: “Quando os governos disputam, os povos sofrem”. No governo do antecessor, Álvaro Uribe, Santos foi ministro da Defesa e um dos líderes do combate à narcoguerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Chávez já havia feito o convite a um diálogo a Santos e ontem, o presidente venezuelano reforçou o convite e afirmou que “se a Venezuela for respeitada, poderemos avançar”. “Se a Venezuela continuar a ser desrespeitada, nada de novo e bom seria possível”, completou Chávez, em um recado indireto, mas claro, a Uribe.

Os chanceleres da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Colômbia, María Ángela Holguín, se reuniram ontem para discutir a crise diplomática entre os dois países. Chávez ordenou a Maduro que expressasse a Holguín seu desejo de se reunir “cara a cara” com Santos. “Se ele não puder vir à Venezuela nos próximos três ou quatro dias, eu estaria disposto a ir a uma reunião na Colômbia”, completou.

O rompimento diplomático das relações foi feito por Chávez no dia 22 de julho, horas depois de a Colômbia do então presidente Alvaro Uribe levar à Organização dos Estados Americanos (OEA) a denúncia de que há ao menos 1.500 guerrilheiros das Farc e do Exército de Libertação Nacional (ELN) em território venezuelano.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Manifestantes protestam contra sentença dada a opositor do governo
Críticos da administração socialista do país se manifestaram usando roupas brancas e bandeiras em apoio a Lopez
Julgamento de líder da oposição na Venezuela se aproxima do fim
O julgamento do líder da oposição na Venezuela, Leopoldo Lopez, que já dura mais de um ano, está em seus estágios finais
Passagem no estado de Táchira ficará interrompida durante 72 horas
Venezuela fecha trecho da fronteira com a Colômbia
Ceballos comemorou com a esposa e os filhos
Ceballos cumpre prisão domiciliar