Porto Alegre, sexta-feira, 24 de janeiro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
29°C
34°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1860 4,1880 0,50%
Turismo/SP 4,1200 4,3820 0,09%
Paralelo/SP 4,1300 4,3800 0,22%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
196733
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
196733
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
196733
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

tecnologia Notícia da edição impressa de 23/07/2010

País quer ampliar venda de software livre no exterior

Brasil tem experiência e profissionais que o diferenciam no mercado

Patricia Knebel

CRISTIANO SANT’ANNA/INDICEFOTO/DIVULGAÇÃO/JC
Fórum reúne profissionais de diversos países para debater rumos da TI até sábado, na Pucrs
Fórum reúne profissionais de diversos países para debater rumos da TI até sábado, na Pucrs

O Brasil quer apresentar ao mercado norte-americano as suas competências em software livre e, a partir disso, se tornar um parceiro efetivo para o desenvolvimento de soluções em plataformas livres. De acordo com o diretor de mercado da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), Djalma Petit, os players brasileiros podem ocupar o espaço de fornecimento que hoje pertence às empresas de países longínquos, como a Índia, cuja aposta é geralmente em software proprietário. "Temos ações planejadas para chamar a atenção para a capacidade brasileira de desenvolvimento de software livre. É esse o recado que esperamos passar aos clientes dos Estados Unidos", revela.

Dentro dessa estratégia, a Softex desenvolveu, em parceria com o instituto norte-americano Everest Institute, um white paper (espécie de artigo), apresentando o expertise brasileiro nessa área. O documento está sendo apresentado no estande do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) aos visitantes do 11º Fórum Internacional Software Livre (Fisl11). O evento acontece até sábado na Pucrs, em Porto Alegre. Durante o evento, a Secretaria de Política de Informática (Sepin/MCT) cadastrará empresas que trabalham com software livre e que tenham cases de sucesso para relatar.

O white paper aponta que o País reúne todas as condições para garantir uma posição de liderança no mercado mundial de software livre, diferenciando-se de outros países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) por possuir programadores capacitados, companhias especializadas na comercialização de soluções open source e inúmeras empresas bem-sucedidas no emprego de ferramentas baseadas em software livre em diversas verticais, como telecomunicações e educação.

O diretor da Softex explica que o segmento de software livre é parte integrante de um setor mais amplo e, por isso, enfrenta desafios similares ao das demais empresas de Tecnologia da Informação (TI) brasileiras. "A fixação da marca do Brasil como um provedor global de serviços é uma questão importante", sugere. Além disso, ele cita o fato de que a competição internacional exige empresas mais robustas enquanto no Brasil o setor de TI é formado, basicamente, por competidores de pequeno porte.

Para que a TI brasileira ganhe espaço no mercado externo, foi criada a marca Brasil IT+, desenvolvida para dar uma maior unidade às ações realizadas. "Queremos dizer ao mundo que a nossa indústria de software é muito diversificada e tem uma oferta ampla, desde software livre até proprietários especializados", conclui.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Documentos foram assinados nesta quinta-feira por José Ivo Sartori
Rio Grande do Sul lança editais para parques e polos tecnológicos
Nanossatélite brasileiro entra em órbita e tem sinais captados no país
O artefato está em órbita a uma altitude de cerca de 400 quilômetros e funciona da forma prevista
Donos de aparelhos Apple já podem baixar sistema operacional iOS 9
A Apple liberou nesta quarta-feira (16) a nova versão do seu sistema operacional, o iOS 9, que já está disponível para os modelos mais recentes de iPhone, iPad e iPod Touch
Mark Zuckerberg anunciou que a empresa já está trabalhando na nova ferramenta
Facebook terá botão ‘não curti’, anuncia Mark Zuckerberg