Porto Alegre, quinta-feira, 21 de janeiro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
859175
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
859175
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
859175
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ORÇAMENTO FAMILIAR 23/06/2010 - 10h36min

Famílias chefiadas por branco gastam 89% a mais que famílias de negros

Agência O Globo

Quanto maior a escolaridade, maiores as despesas das famílias. Quando a cor é o quesito, as despesas mensais de famílias chefiadas por brancos chegam a ser quase 90% superiores a de famílias comandadas por pretos. As conclusões fazem parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que investigou cerca de 60 mil domicílios, entre maio de 2008 e maio de 2009, e coletou informações sobre despesas, rendimentos e a variação patrimonial das famílias brasileiras.

A pesquisa revela que quando o chefe de família tem 11 anos ou mais de estudo, as despesas com consumo aumentam de forma substancial. Elas chegam a ser em média 207% superiores às famílias chefiadas por pessoa com menos de um ano de estudo. Nos anos de 2002 e 2003, data da última pesquisa desse tipo, a distância entre as despesas dessas famílias chegava a cerca de 400%.

Já entre as famílias chefiadas por pretos, as desigualdades persistem e se acentuaram ainda mais frente à última pesquisa. As despesas mensais de famílias chefiadas por brancos são em média 89% superiores às despesas de famílias chefiadas por pretos. Há seis anos, essa diferença era de 82%.

Entre os sexos, o perfil dos gastos também é diferente. Famílias chefiadas por homens mantêm despesas mensais 20% superiores às famílias comandadas por mulheres. Em comparação à última pesquisa, há seis anos, a distância entre esses dois segmentos também aumentou.

 

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR