Porto Alegre, sexta-feira, 23 de agosto de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
12°C
23°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0770 4,0790 1,19%
Turismo/SP 4,0100 4,2300 0,95%
Paralelo/SP 4,0200 4,2400 0,95%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
351476
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
351476
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
351476
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Infância Notícia da edição impressa de 27/05/2010

Beatriz conta que 3.550 crianças trabalham na Capital

Comissão discute a condução de veículos por crianças
Claudio Fachel/JC

A Comissão Especial da Câmara de Vereadores de Porto Alegre destinada a tratar da implementação da Lei das Carroças esteve reunida ontem pela manhã para debater o problema do uso de mão de obra infantil no manejo das carroças e carrinhos.

Segundo o presidente da comissão, é mais comum se enxergar irregularidade na presença de menores de idade trabalhando em setores do comércio: "Aí a coisa funciona, mas ao ver crianças conduzindo carroças, não acham grave, acham normal", disse o vereador Beto Moesch (PP).

Segundo dados apresentados pela representante da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc), Beatriz Kulisz, existem atualmente, em Porto Alegre, aproximadamente 3.550 crianças em situação de exploração, sendo que, destas, apenas 1.200 são atendidas pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). Beatriz afirma que "espaço não falta" para abrigar a totalidade das crianças no Peti, mas há, muitas vezes, dificuldade em convencer as famílias. "Não pode haver essa realidade em que a família não entende que o jovem tem de participar de trabalhos educativos no contra-turno da escola", disse Luciano Marcantônio, secretário-adjunto de Governança da Capital.

Crianças flagradas conduzindo carroças e carrinhos devem ser imediatamente conduzidas ao Conselho Tutelar (CT) e esta tarefa cabe à Brigada Militar, segundo o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que trata do assunto. Porém, há uma cobrança por parte do CT com relação à EPTC para que o órgão faça também esse encaminhamento. "No TAC, essa parte não é com a EPTC, ficou com a Brigada, que às vezes é acionada, mas não vem", alegou Marcelo Soletti, da EPTC. Marcantônio afirmou que a Governança irá manter diálogo com o Conselho Tutelar para saber "o que é necessário para resolver esse problema".

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Isabella ressalta que só aos 12 anos a criança consegue ser mais crítica
‘Bombardeio de publicidade’ desperta o consumismo