Porto Alegre, domingo, 15 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
30°C
18°C
13°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0860 4,0880 0,68%
Turismo/SP 4,0100 4,2400 0,47%
Paralelo/SP 4,0200 4,2500 0,47%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
157659
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
157659
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
157659
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Habitação Notícia da edição impressa de 19/04/2010

Feirão da Casa Própria supera expectativas de construtoras

Empresas apresentaram lançamentos e oportunidades imobiliárias durante evento no Cais do Porto

Mayara Bacelar

Claudio Fachel/JC
Adriana (c) e o marido Gauss (e) foram até o Cais conferir as ofertas de imóveis.
Adriana (c) e o marido Gauss (e) foram até o Cais conferir as ofertas de imóveis.

Com oferta de cerca de 10 mil imóveis, o 1º Feirão da Casa Própria ImóvelClass começou em ritmo de evento consolidado. Durante os três dias em que esteve no Cais do Porto, na Capital, aproximadamente 15 mil pessoas circularam pelo local para conferir lançamentos e oportunidades imobiliárias no segmento econômico. A maior parte dos 14 estandes presentes no feirão trabalhava com propriedades vinculadas ao programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida, com valores entre R$ 50 mil e R$ 200 mil.

Até o início da tarde de ontem, aproximadamente mil pessoas haviam passado pelo estande da Rossi. A construtora, que levou à feira em torno de 500 imóveis para o público, fechou contrato de venda de pelo menos 10 unidades apenas na sexta-feira, primeiro dia de evento. O coordenador de vendas da Rossi no feirão, Luis Almeida, revela que o movimento no sábado foi ainda melhor, quando 25 imóveis foram comercializados. “A nossa expectativa é ótima, melhor impossível, mesmo que o movimento no domingo tenda a ser menor em função de outros eventos, como a final do Gauchão”, diz.

O otimismo se estende aos negócios realizados em outras empresas. No caso da construtora Tenda, as projeções para o período do feirão foram superadas. Com 11 contratos fechados e mais de 300 visitantes desde sexta-feira, o supervisor de vendas Fabiano Karoly se surpreendeu com os resultados obtidos. “Por ser a primeira edição do feirão achávamos que podia ter uma resposta de público menor, mas o movimento é grande”, afirma Karoly. Ele acrescenta que em torno de 70 vendas devem ser finalizadas até o fim da semana, com base nas propostas efetuadas durante o evento.

A assistente administrativa Adriana Souza e o marido Rafael Gauss foram até o Cais do Porto para conhecer os empreendimentos e avaliar preços. Em busca do primeiro imóvel próprio, o casal, acompanhado do filho Gabriel, ainda não havia fechado negócio, mas optaram por comparecer ao evento em função da diversidade de propostas. “A vantagem do feirão é que várias construtoras estão reunidas no mesmo lugar, é mais fácil ver o que todas têm a oferecer”, relata Adriana.

Mesmo com perspectivas positivas e grande presença de público, alguns possíveis compradores não ficaram satisfeitos com o que encontraram no feirão. Carregando um anúncio que falava sobre a possibilidade de adquirir um imóvel com parcelas de R$ 50,00 mensais, Daniela dos Santos, atualmente em licença pelo INSS, revela que não encontrou nenhuma construtora que trabalhasse com a condição. “Isso é propaganda enganosa, a menor parcela que encontrei era de quase R$ 400,00, com entrada de R$ 18 mil e muita burocracia”, protesta.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Caixa fecha cerco a inadimplentes do Minha Casa e imóveis serão retomados
CEF apertou a cobrança das prestações que estão atrasadas e passou a ligar e a enviar SMS para os beneficiários
Terceira etapa do Minha Casa, Minha Vida será lançada em setembro, anuncia Dilma
A meta é contratar mais 3 milhões de unidades habitacionais até 2018
Caixa já contratou R$ 1,35 bilhão de linha de financiamento à casa própria do FGTS
A Caixa Econômica Federal informou que já contratou R$ 1,35 bilhão na linha de financiamento à casa própria pró-cotista, destinada a trabalhadores com conta do FGTS há, no mínimo, três anos
BB quer liberar R$ 1 bilhão em crédito para casa própria para cotistas do FGTS
Banco mapeou 2,2 milhões de clientes que reúnem condições para pegar financiamentos por essa linha