Porto Alegre, sábado, 21 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
17°C
22°C
11°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1510 4,1530 0,26%
Turismo/SP 4,1200 4,3600 0,69%
Paralelo/SP 4,1300 4,3700 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
690540
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
690540
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
690540
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Meio ambiente Notícia da edição impressa de 19/04/2010

Programa recebe medicamentos vencidos

Panvel, Ufrgs e Pucrs promovem o descarte correto de remédios

Jessica Gustafson, especial para o JC

A rede de farmácias Panvel em parceria com a Ufrgs e Pucrs promove o Programa Destino Certo com o objetivo de educar a população sobre os riscos do descarte errado de medicamentos vencidos. Jogar estes materiais no lixo comum, nos vasos sanitários ou nas pias pode trazer danos tanto à saúde das pessoas quanto ao meio ambiente. Pensando nisso, foram instalados até o momento 16 postos de coleta, para que a população deposite os medicamentos. A ideia é ampliar o recebimento para todas as filiais.

Os remédios coletados são separados na Faculdade de Farmácia da Ufrgs e encaminhados para a empresa responsável pelo descarte correto, a Pró-Ambiente. “Decidimos fazer esse projeto porque tínhamos uma demanda muito grande de nossos clientes, perguntando o que fazer com o medicamento vencido”, explica Leonor Moura, farmacêutica da Panvel e coordenadora do Projeto Destino Certo. O pedido dos consumidores fez com que a coleta destes produtos, antes só realizada com os medicamentos que passavam do prazo dentro das farmácias, se estendesse para os que eram armazenados em casa. “Basta agora levá-los até o ponto de coleta mais próximo, sem a bula e a caixa da embalagem, já que estas devem ser colocadas direto no lixo seco.” Outra atitude que minimizaria o problema seria a criação de embalagens menores ou que pudessem ser destacadas com a quantidade certa de medicamento para cada paciente.

Para entender melhor os danos ocasionados na água e no solo, Marco Dexheimer, diretor-técnico da Pró-Ambiente, instrui que medicamento vencido não é mais medicamento e sim resíduo químico. Desta forma, o produto preocupa porque possui propriedade tóxica. “Ao descartar, estamos colocando substâncias tóxicas no solo, que é o responsável por toda a agricultura. Assim, corremos o risco de ter alimentos contaminados com substâncias prejudiciais, absorvidas pelas raízes.” Na água o problema é o mesmo. Ao descartar essas substâncias no vaso sanitário ou na pia, elas vão para o Arroio Dilúvio e o lago Guaíba, locais que o Dmae e a Corsan coletam água para transformá-la em potável. “Existe uma grande probabilidade de ficarem resíduos químicos nesta água tratada.”

O procedimento feito na Pró-Ambiente consiste em depositar os medicamentos nas chamadas valas de decomposição ou células de decomposição. Esses locais têm o formato de piscinas e são forrados com camadas de argila compactada e uma geomembrana que reveste a argila. As valas são cobertas para evitar o contato com a chuva. Esta impermeabilização permite que os resíduos não contaminem o solo.

COMENTÁRIOS
marilene eduardo - 06/07/2010 - 22h38
Parabéns aprendi muito com esta matéria, vou aderir ao programa,e entregar medicamentos vencidos nos postos de recolha.


Gigi Pessoa -
21/11/2010 - 18h51
Eu preciso saber onde eu entrego/ deposito os medicamentos vencidos que tenho em casa a partir de hoje 21/11/2010. Vocês podem me informar, por favor? Aguardo retorno. Atenciosamente, Gigi Pessoa

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
ONG quer que Dilma divulgue antes no País plano de combate ao aquecimento global
Conhecido como INDC, esse plano definirá as medidas que o País adotará para cortar emissões de gases de efeito estufa
Dados preliminares indicam alta de 68% no desmatamento na Amazônia
A taxa total de 5.121,92 Km2 -cerca de três vezes a cidade de São Paulo- é a mais elevada, nos registros do Deter
Estudo aponta que 90% das aves marinhas têm plástico no estômago
Cerca de 60% das espécies estudadas tinham plástico nas entranhas
Para Rodrigues, deve-se investir em pesquisas sobre o clima
Instituto prepara inventário de gases do efeito estufa em Porto Alegre