Porto Alegre, sexta-feira, 14 de agosto de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
16°C
23°C
15°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
696949
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
696949
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
696949
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

energia 23/09/2015 - 14h26min

Cemig irá disputar suas 18 usinas em leilão de outubro, diz presidente

O presidente da Cemig, Mauro Borges, disse que a companhia irá disputar as 18 usinas antigas que eram controladas por ela e que irão a leilão no dia 30 de outubro. Após reunião no Ministério de Minas e Energia com representantes da pasta, com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, o executivo disse que o governo tentará viabilizar junto a bancos uma forma de captação para as empresas interessadas no leilão dos valores dos bônus de assinatura que somam R$ 17 bilhões, dos quais R$ 11 bilhões devem ser pagos ainda este ano e os R$ 6 bilhões restantes no primeiro semestre de 2016. O lote de 18 usinas da Cemig terá outorga de R$ 2,216 bilhões.

"Discutimos as condições para participação de Cemig, Cesp e Copel no certame. Nenhuma das empresas tem recursos em caixa para disputar o leilão de maneira competitiva. Além do empréstimo bancário, a emissão de debêntures também é uma das alternativas", disse Borges após a reunião. O presidente da Cesp, Mauro Arce, também estava no encontro e o diretor-presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, não pôde comparecer devido a um problema com seu voo de Curitiba.

De acordo com o presidente da Cemig, a participação no leilão das usinas não muda o posicionamento da empresa em relação às outras três hidrelétricas, cuja renovação é contestada pela companhia mineira na justiça. "Diferentemente dessas 18 que vão a leilão, as três usinas que questionamos ainda não foram renovadas nenhuma vez e entendemos que esse é um direito nosso", completou.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, esteve no Ministério de Minas e Energia durante cerca de 40 minutos e foi embora antes da chegada do ministro Eduardo Braga, que foi chamado de última hora para uma reunião com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Decisão judicial a favor da Abrace implica nova alta na conta de luz, diz Aneel
Agência livrou associados da Abrace do pagamentos de parte dos programas do fundo setorial Conta de Desenvolvimento Energético
Ministério cogita queda de até 2% no consumo de energia em 2015
Pior cenário cogitado aponta retração mais acentuada do que aquela estimada pela Empresa de Pesquisa Energética em julho
Governo ainda não definiu modelo de pagamento de indenizações ao setor elétrico
De acordo com Aneel, a única certeza neste momento é a inviabilidade desse custo ser incorporado à tarifa
Governo espera receber R$ 11 bilhões com leilões de usinas hidrelétricas
O valor corresponde a 65% da outorga dos empreendimentos, que totaliza R$ 17 bilhões, e deverá ser pago no ato da assinatura do contrato