Porto Alegre, terça-feira, 13 de abril de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
149955
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
149955
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
149955
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ARTIGO Notícia da edição impressa de 23/09/2015

Violência em Porto Alegre e o Estado

Roberto Axelrud

Porto Alegre nunca esteve em uma situação tão calamitosa como nos dias atuais. A segurança pública, que já era pouco eficiente em proteger os cidadãos, está, mais do que nunca, sucateada e inexpressiva. A criminalidade, que já vem em ascensão nas últimas décadas, está abruptamente ativa, especialmente por conta das constantes greves dos servidores públicos que contribuem para que os espaços coletivos se tornem ainda mais desocupados pela população de bem e trabalhadora.

O estado do Rio Grande do Sul foi assumido pelo governo de Tarso Genro (PT) com resultados orçamentários positivos. Quando o governo de José Ivo Sartori (PMDB) assumiu, o Estado já apresentava saldo negativo e deve encerrar o ano de 2015 com mais de R$ 5,4 bilhões de déficit orçamentário. A "falência" econômica do Estado gaúcho contribui para que tenhamos um ambiente cada vez menos favorável às práticas empreendedoras. Paralelamente, na medida em que Porto Alegre se torna cada vez mais "fantasma", percebemos condições mais favoráveis para o aumento generalizado da violência. Desde o início da paralisação dos servidores públicos, a Capital gaúcha já registrou, por exemplo, um aumento de 20% em relação a roubos de veículos.

Nunca foi tão perigoso sair de casa. Não há bairro, local, horário e estabelecimento que não esteja sujeito à bandidagem. É sabido que o governo petista foi culpado pela piora do cenário econômico gaúcho, porém o atual governador não consegue encontrar maneiras de melhorar os aspectos socioeconômicos locais. Não devemos permitir que a violência seja algo aceitável em nossas vidas. É necessário reiterar a importância de difundir algumas ideias liberais, como a privatização, por exemplo, pois subsequentemente estamos vivenciando e percebendo fracassos na administração pública. Os indivíduos devem retomar o controle de suas escolhas e depender minimamente do Estado.

Empresário e associado do IEE

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil