Porto Alegre, terça-feira, 22 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
21°C
27°C
13°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0740 4,0760 1,35%
Turismo/SP 4,0280 4,2760 1,52%
Paralelo/SP 4,0500 4,2700 1,61%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
110393
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
110393
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
110393
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
De Olho na tevê Carlos Pires de Miranda
carlos@piresdemiranda.com.br

De Olho na tevê

Coluna publicada em 16/09/2015

Um termômetro da eficiência

Em oito dias o Grêmio terá três seríssimos desafios, todos longe de sua torcida. Hoje, tem boas chances de vitória contra o Atlético-PR, concorrente direto ao G-4; sábado, contra o Palmeiras, a parada será mais dura, mesmo no Pacaembu. E quarta-feira, no Maracanã, um jogo de vida ou morte para o Fluminense, interessadíssimo na Copa do Brasil - se não fizer escore, terá a dolorosa missão de fazê-lo na Arena. Sejam quais forem os três resultados, nada estará decidido em relação à Libertadores. Mas serão jogos capazes de revelar o verdadeiro potencial do time de Roger.

Um sonho distante


O Inter jogou pouquinho, contou com ajuda do árbitro (que não quis ver o pênalti cometido por Rafael Moura), mas voltou de Curitiba com o que interessava: três pontos. Hoje, a história é outra, enfrenta um Corinthians muito superior, mas é isso que deixa o jogo à sua feição: vai defender-se como puder e contra-atacar com a velocidade de Valdívia, Vitinho e (se jogar) Sasha. Recuperado, talvez D'Alessandro ofereça ao torcedor uma atuação à altura do que dele se espera. Em suma: última chance para o time de Argel mostrar se pode seguir sonhando com G-4.

Revelação

Lembram como Roger foi efetivado no comando do Grêmio? Primeiro tentaram ?Dorival Junior, levaram uma reprimenda do falastrão Eurico Miranda pela ousadia ? ele, que semanas depois demitiria seu antes valioso treinador. Cristóvão Borges também não aceitou a espartana proposta tricolor e a direção voltou-se, então, para uma pepita de ouro que estava no Novo Hamburgo: Roger Machado, capaz de trabalhar por módicos R$ 150 mil de salário. Estive entre os descrentes, hoje estou entre os admiradores da maior revelação de técnico dos últimos anos no Brasil.

Complô até nos horários


Para a turma do chororô, que reclamava de o Corinthians, melhor atração da Globo (às 16h e às 22h), nunca jogar às 11h: domingo passado, no horário matinal, fez 3 a 0 sobre o Joinville ? e desde quarta-feira não havia mais ingressos para o jogo. No próximo domingo, o Timão enfrenta o Santos, novamente às 11h. Já o Atlético-MG, só jogou uma vez de manhã. E contra o Cruzeiro, domingo, um zagueiro do Galo socou a bola na área e não foi marcado pênalti. O torcedor mais apaixonado, quando seu time não é líder, costuma ver complôs onde há somente Ibope e erros de arbitragem.

Pitacos

Defenestrado semana passada, o CEO do São Paulo Alexandre Bourgeois caiu atirando: "Financeiramente o clube explodiu", afirma. Ele define como "exemplar" o formato de administração do Grêmio. *** Bourgeois foi sumariamente demitido por Olivério Junior, assessor de imprensa do São Paulo. Jornalista é uma função, assessor de clube é outra, de empresário, uma terceira. Olivério, parece, tenta desempenhar as três. *** Bobô fez mais do que eu esperava no Grêmio. Mas terá de fazer bem mais para me convencer de que sua contratação foi um acerto. *** É outro mundo, esse do futebol: considera-se modesto o salário de quem percebe R$ 5 mil por dia, quantia que muitos brasileiros sonham ganhar por mês.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Hoje é com a torcida
Desde o Grenal sustento que, se sonhar com Libertadores, o Inter deve olhar primeiro para a Copa do Brasil
Antes que seja tarde
Excluída aquela enganadora goleada sobre o pobre Vasco da Gama, temos que o Inter tomou três gols do Avaí e dois dos reservas do São Paulo, sem marcar nenhum
Bolinhos de bacalhau
Hoje, um prato cheio será servido aos colorados em seu estádio: o apetitoso Vasco da Gama
Cumprindo tabela
A dupla navega serena pelas águas da Copa do Brasil