Porto Alegre, sábado, 04 de dezembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
121312
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
121312
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
121312
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Estados Unidos 08/09/2015 - 21h47min

Hillary Clinton pede desculpas por uso indevido de conta de e-mail pessoal

Hillary Clinton pediu desculpas por ter usado sua conta de e-mail pessoal para tratar de assuntos de trabalho como Secretária de Estado dos EUA, após recusar-se repetidamente a fazê-lo.

"Eu acho que eu poderia e deveria ter feito um trabalho melhor ao responder estas questões antes. Eu realmente talvez não tenha me dado conta da necessidade de fazer isso", disse Clinton para o canal de televisão ABC News. "O que eu fiz era permitido. Mas, em retrospecto, olhando para trás agora, mesmo sendo permitido, eu deveria ter usado duas contas. Uma para e-mails pessoais e outra para e-mails de trabalho. Iso foi um erro. Eu sinto muito por isso. Eu assumo a responsabilidade", declarou.

Este foi o último e mais claro indicador que Clinton, a principal pré-candidata à presidência dos Estados Unidos do Partido Democrata, concluiu que precisa ajustar sua caminhada em meio a uma queda nas pesquisas de intenção de voto e uma onda de criticismo sobre sua decisão de usar exclusivamente uma conta de e-mail pessoal no Departamento de Estado e a maneira como lidou com a questão.

Os assessores de Clinton veem a questão do e-mail como uma distração que está impedindo suas outras mensagens de chegarem ao público. Entretanto, essa tarefa pode ser difícil. As investigações do caso estão em andamento em diversos comitês do Congresso e em duas frentes independentes e ela está programada para testemunhar em um painel da Câmara em outubro.

Além disso, o Departamento de Estado está liberando uma nova leva de seus e-mails todos os meses, pelo menos até o final do ano.

Clinton enfrentou questões sobre se assuntos secretos foram enviados através de servidores privados. Sua campanha afirma que nenhum dos e-mails tinham segredos de Estado no momento em que foram enviados. 

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Francisco também participou de encontro com bispos na catedral de São Mateus, em Washington
Papa defende combate a mudanças climáticas
É esperado que Walker faça o anúncio nas próximas horas
Governador republicano, ex-favorito, desiste de corrida à Casa Branca
Barack Obama e Michelle Obama saíram da Casa Branca para a homenagem
Minutos de silêncio lembram 14º aniversário do 11 de Setembro nos EUA
Em entrevista, Trump não consegue identificar líderes radicais islâmicos
O pré-candidato não soube reconhecer por fotos os líderes de organizações radicais do Oriente Médio e confundiu a Força al-Quds com os curdos