Porto Alegre, sábado, 18 de setembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
207660
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
207660
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
207660
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Acessibilidade Notícia da edição impressa de 13/08/2015

Proposta de R$ 330 mil vence licitação para construir 500 rampas em calçadas da Capital

Suzy Scarton

Duas empresas apresentaram propostas financeiras na licitação para a execução de cerca de 500 rampas de acessibilidade, os chamados rebaixos em calçadas, em vias de Porto Alegre. Durante o pregão físico, a empresa vencedora foi a Ana Cardoso ME, de Santa Catarina, que ofereceu o valor mais vantajoso, de R$ 329.998,00, resultando em uma economia de 34,03% - o valor-teto para as intervenções era de R$ 500.220,00.

A Ana Cardoso ME tem até as 14h do dia 17 para apresentar à Comissão Especial de Licitação para Projetos Estruturantes da prefeitura a planilha com composição detalhada dos preços. Depois da assinatura do contato, a empresa tem cinco dias úteis, a partir da ordem de início, para iniciar os trabalhos. O prazo para a conclusão das obras é de sete meses.

O titular da Secretaria Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social (Smacis), Raul Cohen, considera a iniciativa um avanço para a cidade. "É o início de um processo", comentou. De acordo com Cohen, as rampas serão implantadas em regiões de grande afluência de pessoas, como a avenida Assis Brasil e as ruas 24 de Outubro e Lima e Silva. Em novembro do ano passado, 130 rampas foram construídas em diferentes áreas da Capital.

A Smacis também pretende concretizar um projeto de implementação de corrimãos em praças da Capital. "Há idosos que têm dificuldades para descer, nossas praças possuem desníveis", ponderou. A inclusão social também é prioridade da pasta, que quer instalar equipamentos híbridos, adequados tanto a deficientes quanto a pessoas sem problemas de mobilidade, e capacitar mais 225 intérpretes de libras até o final do ano.

A Retroplan Transportes e Licitações Ltda. acabou declinando da proposta. O representante da Repav Saneamento e Construções Ltda. chegou atrasado à reunião e não pôde apresentar os valores da empresa.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Piso podotátil também será instalado para alertar deficientes visuais
Porto Alegre publica edital para construção de rampas
Modelo terá rampa traseira para o acesso de deficientes físicos
Táxis adaptados devem demorar para circular
Por causa da dificuldade de acesso, Bruna acompanha o noivo Jaime às aulas de doutorado
Alunos denunciam falta de inclusão na Ufrgs
Cohen faz ação por respeito às vagas especiais de estacionamento
Blitz na Capital promove respeito às vagas para pessoas com necessidades especiais