Porto Alegre, sábado, 18 de setembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
692375
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
692375
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
692375
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Acessibilidade Notícia da edição impressa de 13/05/2015

Táxis adaptados devem demorar para circular

Comissão se reúne esta semana para encaminhar licitação na Capital

Igor Natusch

PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Modelo terá rampa traseira para o acesso de deficientes físicos
Modelo terá rampa traseira para o acesso de deficientes físicos

Uma comissão especial formada por integrantes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e da Secretaria Municipal da Fazenda (SMF) deve reunir-se ainda nesta semana para tentar desatar o nó que trava, há mais de um ano, a licitação de táxis com acessibilidade universal em Porto Alegre. Sancionada pelo prefeito José Fortunati em março do ano passado, a Lei do Táxi Acessível prevê 85 novas permissões para veículos dotados de rampas dobráveis manuais, localizadas na parte traseira, que facilitem o embarque e desembarque de portadores de deficiência física da Capital.

A previsão anterior da prefeitura era lançar a licitação antes do final de 2014, com o objetivo de ter os táxis adaptados rodando pela Capital ainda no primeiro semestre deste ano. No entanto, a dificuldade em definir os moldes da licitação acabou atrasando o projeto. Com isso, não há previsão de quando os veículos com acessibilidade estarão em circulação.

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, explica que, depois de reuniões com o Ministério Público do Estado e com o Ministério Público de Contas, foi decidido adotar um modelo de seleção por meio de provas, descartando a opção de fazer o processo seletivo por experiência. Havendo um número de interessados superior ao das permissões disponíveis, o texto prevê a realização de sorteio. A participação de empresas está vedada, e os atuais permissionários também estão excluídos pela proposta que norteia a licitação.

De acordo com Cappellari, a redação final do documento teria sido fechada em dezembro do ano passado. Desde então, o avanço do projeto está nas mãos da Secretaria da Fazenda. "Enquanto não for lançado o edital, nós (EPTC) não temos controle sobre os prazos", afirma.

Quando em atividade, os taxistas cobrarão a mesma tarifa que o restante da frota e poderão transportar passageiros sem necessidades especiais. Não é necessário que o passageiro deixe a cadeira de rodas para embarcar. Em um primeiro momento, a Lei do Táxi Acessível prevê que os veículos atendam pontos específicos da cidade, priorizando áreas de grande movimento como o aeroporto e a rodoviária. Após um período de avaliação, o projeto deve ser contemplado com uma central telefônica para distribuir as corridas, semelhante aos atuais serviços de rádio-táxi.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Proposta de R$ 330 mil vence licitação para construir 500 rampas em calçadas da Capital
Duas empresas apresentaram propostas financeiras na licitação para a execução de cerca de 500 rampas de acessibilidade, os chamados rebaixos em calçadas, em vias de Porto Alegre
Piso podotátil também será instalado para alertar deficientes visuais
Porto Alegre publica edital para construção de rampas
Por causa da dificuldade de acesso, Bruna acompanha o noivo Jaime às aulas de doutorado
Alunos denunciam falta de inclusão na Ufrgs
Cohen faz ação por respeito às vagas especiais de estacionamento
Blitz na Capital promove respeito às vagas para pessoas com necessidades especiais