Porto Alegre, quarta-feira, 16 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
20°C
26°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1550 4,1570 0,21%
Turismo/SP 4,1200 4,3700 0,27%
Paralelo/SP 4,1300 4,3600 0,22%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
857192
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
857192
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
857192
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

EDITORIAL Notícia da edição impressa de 13/05/2015

O dinheiro da corrupção está voltando à Petrobras

A chamada teoria da conspiração, na qual todos enxergam segundas intenções sobre o que está sendo averiguado, dito ou divulgado na imprensa tinha, até o dia 11 de maio de 2015, ainda muitos adeptos.

Toda a Operação Lava Jato, segundo eles, visaria a enfraquecer a Petrobras para, depois, vendê-la, privatizá-la, de preferências às grandes empresas petrolíferas do mundo, as "Sete Irmãs".

No entanto, foram R$ 157 milhões devolvidos na forma de delação premiada e o montante poderá chegar a R$ 1 bilhão, segundo noticiado e com a promessa de novas adesões ao modelo.

Então, pode-se festejar que este é, de fato, o início da recuperação da Petróleo Brasileiro S.A, com parte do dinheiro da corrupção voltando à empresa.

Não totalmente, mas limpando o cenário e varrendo, espera-se que para sempre, as falcatruas que vinham sendo perpetradas contra a estatal há muitos anos, embora, segundo uma doleira condenada, "sem corrupção o Brasil para e entra em crise". Uma ironia terrível mas, que, na prática, pode ser verdade, aqui e ali, lastimavelmente.

Na Operação Lava Jato foram acusações devidamente apuradas e, segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com absoluta impessoalidade, em uma resposta à acusação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), segundo a qual ele, Janot, escolhia a quem investigar.

O povo está aplaudindo esta volta do dinheiro da empresa. Mesmo que, ao fim, ainda fique no prejuízo entre o que foi surrupiado e o devolvido, a sensação de justiça estará consolidada. E o aviso aos vigaristas à espreita ainda impunes também: cuidado, vocês podem ser presos em outra investida a ser deflagrada.

Mesmo com as habituais filigranas jurídicas, os recursos e os longos prazos, as punições estão sendo mantidas, embora alguns procedimentos legais tenham que ser observados, eis que estão vigorando, com a atual legislação.

Vamos torcer para que o País não tenha mais uma bipolaridade socioeconômica e jurídica. Ora somos o país da moda, em outros dias surgimos à beira do abismo fiscal, da balança comercial e do crescimento deficitários.

Tão somente uma inquebrantável busca da verdade é que corrigirá os erros de governos que praticam um irracionalismo unilateral.

Não podemos, para entender os problemas que nos assolam, dissociarmo-nos da sociologia social. Temos fatores que giram em torno do psiquismo das massas bem como socioeconômicos.

Sem esquerdismos nem direitismos, dicotomia que só nos tem atrasado, temos, sim, condições de nos guiarmos em busca de dias melhores, sem as peias dos vieses ideológicos. A força dos anseios pela felicidade empurra os brasileiros para frente, pois é equipamento natural de todos nós.

A cura social virá com a remoção dos obstáculos que nos impedem de agir. Porém, dentro da ordem, do planejamento, da disciplina e da consciência coletiva positiva.

O dinheiro da corrupção está sendo devolvido e isso acalma a mente e os corações dos que labutam de maneira diária em busca do sustento próprio e da família, sejam homens ou mulheres, jovens ou chegando na segunda idade, às vezes até na terceira, eis que ter 60 anos não é mais empecilho para alguém continuar mourejando por um rendimento maior.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Gaúchos não são realistas e pedem o impossível
A Assembleia Legislativa aprovou o aumento do ICMS de 17% para 18%, mas apenas no governo José Ivo Sartori (PMDB)
Na ONU, Brasil e Vaticano com boas mensagens
"A importância das regras não pode ser maior que o amor", afirmou o Papa Francisco
O debate entre a inação e os reformistas gaúchos
A Assembleia Legislativa está aprovando reformas de base para que o Rio Grande do Sul consiga voltar a crescer
As tarifas e os juros que nos atormentam a vida
Há palestrantes ganhando um bom dinheiro para dizer às pessoas como elas devem administrar as suas finanças