Porto Alegre, quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
174501
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
174501
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
174501
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

COMUNICAÇÃO 04/05/2015 - 18h32min

Presidente da Abert diz que crise e demissões não ameaçam liberdade de imprensa

Agência Brasil

Marcelo Camargo/Agência Brasil/Divulgação/JC
De acordo com Daniel Slaviero, não houve e não há demissões em massa no setor
De acordo com Daniel Slaviero, não houve e não há demissões em massa no setor

A atual conjuntura econômica é um desafio com grande impacto, mas que não afeta a solidez e a credibilidade do setor de comunicação social, disse hoje (4), em Brasília, o presidente da Associação Brasileira de Rádio e TV (Abert), Daniel Slaviero, na cerimônia de abertura do 7º Fórum de Liberdade e Democracia, evento organizado pela revista Imprensa.

Slaviero prefere não usar a expressão “crise econômica” ao conceder entrevistas. Segundo ele, após anos de crescimento econômico, durante os quais as empresas de comunicação lançaram programas e produtos e ingressaram em novos mercados, o momento é de “ajustes”.

Para o presidente da Abert, esses ajustes, em muitos casos, têm significado demissões, inclusive de jornalistas. Entretanto, ele garante que os cortes não afetam a solidez do segmento e a qualidade da informação nem comprometem o direito à liberdade de imprensa.

De acordo com Slaviero, não houve e não há demissões em massa no setor. Acrescentou que a maioria ocorre em áreas de apoio e não na atividade-fim. “Alguns veículos têm de fazer ajustes pontuais em suas estruturas – mais nas áreas de apoio que na atividade-fim. Ainda que possa haver problemas pontuais, é uma conjuntura a que o setor acaba se adaptando. Até porque, já vivemos crises muito mais graves.”

Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Celso Schröder, afirmou à Agência Brasil que dezenas de jornalistas experientes (muitos premiados) têm sido demitidos todos os meses. Parte dessas vagas acaba sendo preenchida por profissionais com menos experiência e que aceitam receber salários menores.

“Depois de atingir a base das redações de todo o país, as demissões começaram a atingir postos de chefias e profissionais qualificados. Logicamente, isso afetará a qualidade do jornalismo e a liberdade de imprensa e de expressão, um direito que não é dos jornalistas ou das empresas, mas da população. Na medida em que não damos à população um jornalismo qualificado, sonegamos a plenitude desses direitos”, comentou o presidente da Fenaj.

Schröder também relativiza a ideia de que o setor esteja sofrendo os efeitos de uma crise econômica.

“Os indicadores são muito bons. Ao demitir 130 jornalistas, uma empresa do Rio Grande do Sul teve o cuidado de explicar que está financeiramente bem. Não está caracterizado o fechamento de postos de trabalho. O que há é o velho rodízio de profissionais bem pagos por outros que recebem menos”, concluiu.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Conceito de regulamentação da mídia não é claro, diz presidente da Abert
Daniel Slaviero disse que as empresas do setor de comunicação estão abertas à discussão de propostas que contribuam para garantir os direitos da sociedade à liberdade de imprensa
Isara Marques assume a presidência da Fundação Cultural Piratini
Sartori anuncia jornalista para a presidência da Fundação Piratini
Entidades de imprensa repudiam decisão que mandou recolher Isto É
Entidades representativas do setor de imprensa criticaram a decisão da Justiça do Ceará que determinou a retirada de circulação da edição desta semana da revista "IstoÉ"
Empreendedorismo muda perfil das escolas de Comunicação
Para a diretora da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP), Margarida Kunsch, hoje o aluno atua principalmente como autônomo, microempresário ou freelancer