Porto Alegre, quinta-feira, 02 de julho de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
13°C
14°C
4°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
121135
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
121135
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
121135
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

previdência 30/04/2015 - 17h51min

AGU cobra na Justiça prejuízos do INSS com pagamento de auxílio-doença

Agência Brasil

A Advocacia-Geral da União (AGU) entrou com ação regressiva na Justiça para cobrar de uma empresa de telemarketing os gastos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com o pagamento de 330 auxílios-doença, concedidos aos funcionários da empresa. Segundo a AGU, é a maior ação regressiva já impetrada no pais.

A ação de cobrança foi proposta por procuradores federais, com base em relatório de fiscalização do Ministério do Trabalho, que encontrou na empresa condições inadequadas para os trabalhadores. Houve denúncias de assédio moral, jornada de trabalho abusiva, irregularidades no pagamento de salário e ausência de período de descanso.

De acordo com a ação, por causa das condições de trabalho, vários funcionários ficaram doentes e precisaram solicitar o pagamento do auxílio-doença. 

No entendimento da AGU, a conduta da empresa causou doenças físicas e psíquicas aos funcionários e provocou prejuízo aos cofres públicos. Para os procuradores,  a cobrança tem por objetivo evitar a negligência das empresas no cumprimento da legislação trabalhista.

"Constatou-se o uso intencional, repetitivo e sistemático de métodos agressivos de gestão, atitudes e comunicações que provocam constrangimento, humilhação e sofrimento psíquico daquele que, por ter o trabalho diário como fonte de subsistência, a ele submete-se além dos limites, chegando ao adoecimento", justificaram os procuradores. 

Na Administração Pública, as ações regressivas podem ser ajuizadas para cobrar de empresas privadas os prejuízos causados ao governo por negligência ou descumprimento da legislação.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Aposentados e pensionistas por invalidez ficam isentos de perícia médica
Aposentados por invalidez e pensionistas inválidos beneficiários do Regime Geral da Previdência Social ao completarem 60 anos ficarão isentos de exame médico-pericial periódico
O segurado ou pensionista deve levar um documento de identificação com foto
Aposentados e pensionistas têm até o dia 30 para fazer comprovação de vida
Aposentados e pensionistas fazem mobilização no centro de Porto Alegre
Participantes pedem fim do desconto sobre aposentadorias e pensões do serviço público
Sistemas de atendimento do INSS voltam a funcionar
Interrompimento começou na sexta-feira para modernização do servidor