Porto Alegre, quinta-feira, 05 de agosto de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
163340
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
163340
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
163340
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Painel Econômico Danilo Ucha
[email protected]

Painel Econômico

Coluna publicada em 14/04/2015

A grande oportunidade da piscicultura

DANILO UCHA/JN/JC
Tilápia chegando ao frigorífico MCassab, na divisa São Paulo-Minas
Tilápia chegando ao frigorífico MCassab, na divisa São Paulo-Minas

Apesar de possuir 8,5 mil quilômetros de costa, muitos rios e lagos, o Brasil ainda importa da América do Sul, Europa e Ásia 60% dos peixes que consome, o que equivale a cerca de 300 mil toneladas. Por isso, há um grande mercado para a indústria da pesca em alto mar e para a piscicultura (peixes cultivados), atividade esta que vem crescendo, inclusive no Rio Grande do Sul, e já produz 585 mil toneladas/ano no País, movimentando cerca de R$ 4 bilhões/ano, entre produção de peixes e de rações, e empregando cerca de 1 milhão de pessoas direta e indiretamente. O consumo de pescado vem aumentando. Em 10 anos, passou de 6 kg/habitante/ano para 9,5 kg/habitante.

Piscicultura II

Os dados são de 2014, fornecidos por Eduardo Amorim, presidente da Associação Brasileira de Piscicultura, entidade criada, em São Paulo, para representar o setor. Diz que a piscicultura já está em 50% dos municípios brasileiros, mas ainda falta muito para atender a demanda de pescado do País. “O Brasil possui um enorme potencial para a produção de organismos aquáticos e atualmente se situa entre os 15 maiores produtores do mundo, de acordo com a FAO. Porém, a atividade ainda enfrenta enormes desafios e gargalos em nosso País.”

Turismo

O 29º Salão de Negócios Turísticos Ugart/Braztoa (União Gaúcha dos Operadores e Representantes de Turismo do Rio Grande do Sul e Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) abrirá, hoje, no Centro de Eventos do Plaza São Rafael. Participam operadoras, agências, entidades turísticas nacionais e internacionais, até dia 17.

Piscicultura III

Um exemplo pioneiro é o projeto que o Grupo MCassab mantém nos rios Sapucaí e Grande, em Rifaina, na divisa São Paulo-Minas Gerais, onde a produção de tilápia, desde a alimentação dos peixes até a despesca, é totalmente automatizada. Os alevinos (peixinhos) e a comida chegam aos tanques com tela de aço, no meio do rio, por tubulações; e a retirada dos peixes adultos (com média de 1 kg) até os caminhões de transporte também é feita por aspiração em grandes tubos, como explica Gustavo Bozzano, diretor do empreendimento. O investimento foi de R$ 50 milhões. O Rancho Porto do Milagres produz 2 milhões de alevinos/mês, 400 t/mês de tilápias, que são processadas em frigorífico próprio, com capacidade de 40 t/dia. Da tilápia, que demora 7/8 meses para ficar no ponto de abate, 30% são filé, 10% para hambúrguer e os resíduos são aproveitados em farinha de peixe e óleo de peixe.

CBC Oxicorte

A CBC Oxicorte, maior empresa do segmento de corte térmico em chapas de aço da região metropolitana, sediada em Porto Alegre completa 15 anos em abril. Ela fornece chapas de aço cortadas sob medida pelos processos de oxicorte, plasma de alta definição e serra de fita para a indústria metalmecânica, eólica, óleo e gás, construção civil, agroindústria e alimentícia.

Premiação Agas

A premiação do Ranking Agas 2014, iniciativa da Associação Gaúcha de Supermercados, será na quinta-feira, às 20h, no Grêmio Náutico União. Repetindo uma iniciativa de sucesso lançada há seis anos, a Agas premiará os supermercados gaúchos que mais mereceram destaque por seu crescimento ao longo do ano passado. Segundo o presidente Antônio Cesa Longo, a iniciativa volta a consagrar empresas de todos os tamanhos, distinguindo-as em 11 categorias.

O Dia

Ignácio Rey, economista da Guide Investimentos, falará sobre o cenário econômico, em café da manhã da Morai$ Inve$t, às 8h, no Palácio do Comércio, Visconde do Cairu, 17, 3º andar.
A Ambev, a Embrapa Trigo e a Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária realizarão encontro, hoje e amanhã, em Passo Fundo, para falar sobre o cultivo de cevada.
O Sescon-Serra Gaúcha promoverá, às 8h, na CIC Caxias, café com o gerente do Ministério do Trabalho e Emprego em Caxias do Sul, Vanius João de Araújo Corte.
Criatividade será o tema na Federasul, às 8h, com o sócio-diretor da Ibe Marketing, Janer Costa.
A Associação do Aço-RS apresentará o consumo de aço no Estado e as perspectivas para 2015, às 9h30min, no hotel Plaza São Rafael, com o presidente José Antonio Fernandes Martins.
A Fundação de Economia e Estatística apresentará a Carta de Conjuntura FEE de abril, às 10h, na rua Duque de Caxias, 1.691.
O secretário de Comunicação do Estado, Cleber Benvegnú, estará na reunião do Clube de Opinião, às 10h, no hotel Plaza São Rafael.
A advogada Karime Costalunga falará sobre a guarda compartilhada, às 12h, no Iargs, na travessa Acelino Carvalho, 21, 4º andar.
O hospital Moinhos de Vento promoverá reunião sobre o futuro da assistência obstétrica, às 12h15min, no 4º andar do Bloco C.
Encontro sobre a força do marketing e da venda para pequenos e médios lojistas de moda, às 18h30min, no Palácio do Comércio, 3º andar. Com Carlos Fortes e Lélia Ferrari.
Aula inaugural do MBA FGV em Gestão Comercial, com Luís Roberto Mello, às 19h, no CEEM, em Caxias do Sul.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
A crise ainda não chegou ao fundo do poço Uma história complicada sobre remessa de divisas Caiado acusa governo federal de expropriar terras no País Insegurança jurídica entrava desenvolvimento