Porto Alegre, domingo, 29 de novembro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
153971
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
153971
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
153971
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ELEIÇÕES 2014 25/11/2014 - 19h37min

Campanha de Dilma deve declarar arrecadação de R$ 318 milhões

A campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição deve declarar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) custo de R$ 318 milhões. O valor é 42% superior aos R$ 224,5 milhões gastos (corrigidos pelo IPCA) na primeira eleição da presidente, em 2010.

Além dos R$ 318 milhões, o comitê da campanha de Dilma deve declarar cerca de R$ 32 milhões em despesas estimadas, referentes a gastos feitos por candidatos a governador em materiais nos quais a presidente também apareceu. Isso eleva o custo da campanha para aproximadamente R$ 350 milhões. Segundo o comitê pela reeleição da presidente, a arrecadação foi R$ 169 mil superior ao custo da campanha.

O valor contabilizado pelo PT fica abaixo do último teto de despesas fixado pelo partido, R$ 383 milhões, e acima da primeira previsão de custos de R$ 298 milhões. Segundo o jornal  Folha de S. Paulo , a campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado por Dilma no segundo turno, custou R$ 216 milhões e arrecadou R$ 201 milhões, deixando prejuízo de R$ 15 milhões.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Planos de saúde doaram R$ 55 milhões nas eleições de 2014
O apoio financeiro de 40 empresas do setor ajudou a reeleger Dilma Rousseff, três governadores, três senadores, 29 deputados federais e 29 deputados estaduais
Executiva do banco Santander diz na justiça que PT ‘exigiu’ sua demissão
Sinara foi demitida em julho em meio à polêmica criada em torno de uma correspondência enviada aos clientes do banco informando-os sobre "os riscos da reeleição" da presidente Dilma
Termina hoje prazo para diplomação de eleitos em outubro
A diplomação é o último ato do processo eleitoral e legitima o candidato a tomar posse no cargo para o qual foi eleito
Eleitor tem até quinta-feira para justificar ausência no primeiro turno
O eleitor que deixou de votar no primeiro e no segundo turnos deverá apresentar a justificativa para cada turno separadamente