Porto Alegre, sexta-feira, 10 de julho de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
20°C
16°C
10°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
139153
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
139153
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
139153
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Congresso Nacional Notícia da edição impressa de 20/01/2010

PEC propõe a unificação das polícias civil e militar

Corporações seriam transformadas em uma nova polícia desmilitarizada

Edgar Lisboa e Pedro Amorim, de Brasília

Uma das prioridades para o ano que se inicia é o reestudo da situação das polícias Militar e Civil nos diversos estados brasileiros. Em praticamente todo o território nacional nos deparamos com policiais mal remunerados, polícias desequipadas e desvalorizadas que "agonizam com absoluta falta de condições para o efetivo combate à criminalidade".

 "Somadas a esses fatores, ainda verificamos a sobreposição de atuação, duplicidade de estrutura física e uma verdadeira desorganização no que concerne ao emprego da força de cada uma das instituições, em face de comandos distintos que, muitas das vezes, ao invés do trabalho integrado, acabam por disputar espaço", justifica o deputado Celso Russomanno (PP-SP), autor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 430/09. O propósito do projeto é unificar as polícias Civil e Militar.

A proposta está tramitando na Câmara dos Deputados e tem como objetivo desconstituir as polícias Civil e Militar dos estados e do Distrito Federal e transformá-las em uma nova polícia desmilitarizada e subordinada diretamente ao governador de cada estado (o comando será único em cada ente federativo) que nomeará o dirigente para mandato de dois anos, após a aprovação pela respectiva Câmara ou Assembleia Legislativa.

Quanto ao corpo de bombeiros, a proposta também pretende desmilitarizar nos lugares onde, ainda, está integrado às polícias militares.

Cabe ressaltar que, pelo projeto, nenhum dos integrantes das atuais polícias civis, militares ou corpo de bombeiros sofrerão qualquer tipo de prejuízo remuneratório ou funcional.

Russomanno salienta que existem dissonâncias entre as polícias tanto por falta de comunicação, planejamento ou comando único na execução de ações, quanto pela duplicidade de estruturas físicas e de equipamentos.

"Fatores que demandam custeio e investimento dobrados, se refletindo em verdadeiro desperdício de dinheiro público, em especial em uma área tão carente de recursos como é a segurança pública", aponta.

Ao longo deste semestre será criado um grupo especial na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) para apreciação da matéria. O relator é o deputado gaúcho Mendes Ribeiro Filho (PMDB) que já deu voto favorável ao projeto e destaca que essa nova polícia "tem várias funções, mas ela é única. É a integração não no discurso, mas na prática".

Proposta repercute entre parlamentares federais

Delegado de polícia nos anos de 1991 e 1992, o deputado João Campos (PSDB-GO) analisa os prós e os contras da Polícia Única. Segundo Campos, a vantagem seria a unificação do planejamento, do comando, da estrutura, das diretrizes e da formação.

Entretanto, as desvantagens passam por um menor controle uma vez que grandes estruturas dificultam os mecanismos de acompanhamento tanto por parte da gestão quanto da operacionalidade. Além disso, cita que o Estado ficaria quase refém dessa única força pelo seu gigante aparato sindical, e a sociedade, diante de uma greve policial, ficaria desprotegida, já que não contaria com a cobertura de outras polícias.

"Em qualquer sistema, seja com Polícia Única ou com diversas polícias, o ponto crucial é a ausência de financiamento definido e investimentos constantes, além de boa gestão. Na verdade, é isso que falta ao nosso sistema policial e não a mudança do sistema", analisa João Campos.

 "Quer minha opinião? Sou contra", diz o deputado e militar Jair Bolsonaro (PP-RJ) sobre a Polícia Única. Ele também aponta para o fator da greve e cita o exemplo da Polícia Civil do Distrito Federal, que ficou paralisada de 4 a 18 de dezembro. "Se fosse uma Polícia Única estaria todo mundo em greve", declara.

O deputado não acredita na melhoria da área de segurança depois da PEC. "Essa ideia de achar que desmilitarizando se vai melhorar a segurança pública é apenas discurso", ironiza.

Para o deputado Paes de Lira (PTC-SP), coronel da Polícia Militar de São Paulo, o Brasil é o único país do mundo que tem duas "meias polícias". O deputado explica que isso é um resquício do governo militar. "A Polícia Militar previne e a Polícia Civil reprime. Temos duas meias que não atuam por inteiro", sustenta.

O deputado é contra a PEC, pois entende que é preciso agregar o ciclo de atuação das polícias Civil e Militar e não unificá-las criando uma "Super Polícia". "Na França existem duas polícias: uma militar e outra civil, ambas com competência preventiva e repressiva", exemplifica.

O deputado Capitão Assumção (PSB-ES) ressalta que o cidadão não sabe por qual polícia é atendido nas ruas. Quando termina a primeira ocorrência, o indivíduo pensa que o trabalho vai ser continuado pela Polícia Militar (ostensiva), mas é passado para a Polícia Civil (judiciária), causando uma interrupção na ação. "Sou a favor da unificação em uma única polícia Civil, desmilitarizada e de ciclo completo. Não pode mais existir um trabalho dicotômico. O policial que atende na rua deve ser o mesmo que vai até o final para resolver o problema", afirma.
O deputado revela que existe uma rixa entre as polícias Civil e Militar. "Há uma tensão entre a polícia ostensiva e a judiciária. Se acabaria com isso no momento em que fossem uma única". Para ele, os policiais desmilitarizados seriam gerenciadores de conflito que poderiam participar das investigações criminais existindo uma mesma polícia. "Isso ajudaria a fortalecer a resolução dos conflitos", conclui.

O delegado e deputado Laerte Bessa (PSC-DF) entende que o assunto é de grande complexidade e que deverá ser enfrentado. "Para se chegar à Polícia Única, a exemplo de outros países, serão necessárias exaustivas negociações e um amplo período de transição, de modo a não ferir os direitos adquiridos das partes envolvidas", pondera.

COMENTÁRIOS
ROGERIO TOBIAS NORTE - 20/01/2010 - 11h03
SOU CONTRA A UNIFICAÇAO, O QUE FALTA E UM SALRIO JUSTO COMO A PEC 300 OU 41 PORQUE NAO UNIFICAR AS PCS. DIVIDIR JAMAIS. TEMOS QUE TER E UM SALARIO JUSTO E OS DEMAIS ORGAOS LIGADO EM SEGURANÇA PUBLICA FUNCIONANDO ADEQUADAMENTE. VIATURA, ARMAS E SALARIO TRAZ A SENSAÇAO DE SEGURANÇA QUE O POVO PRECISA.


Ary -
20/01/2010 - 11h46
Não é a unificação que resolverá o problema, e sim o investimento,melhores sálarios etc.Porque não desvincula a Polícia da Politica e libera orçamento prórpio as Instituições.Ai sim verão as mudanças.


alexandre -
20/01/2010 - 14h01
SOU TOTALMENTE A FAVOR, 2 POLICIAIS TRAS DIVISÕES TOLAS, QUANTO A HISTÓRIA DE GREVE É LEI PERMANECER 30%, E SE ESTA FOR ILEGAL, QUALQUER JUIZ A DECRETA ILEGAL E A DOR DO BOLSO É A MAIOR QUE EXISTE, POLICIA ÚNICA SIM!


eduardo -
20/01/2010 - 14h43
Unificar, seria bom demais para a comunidade..., mas, isso é impossível sao duas forças opostas. Um PM quando chega numa delegacia p registrar um BO, nao ganha nem um bom dia ou boa tarde dos integrantes da PC, nem Delegado nem de ninguém.....isso é real. ( tem como juntar a torcida do Flamengo com a do Fluminense??) Entre os comandos ha uma vaidade enorme, que sempre é tratado para a imprena com fingimento e demagogia...quem é PM ou PC sabe o que estou falando.... Ass. cabo da PMMG


Antonio Moraes (Aracaju/Sergipe) -
20/01/2010 - 15h12
Polícia única e desmilitarizada. Ascensão profissional do policial através de uma carreira única. Modelo gerencial de gestão pública. São pontos que, se tocados, tornam mais eficientes as ações de segurança pública. Policial civil sergipano


pedro afonso -
20/01/2010 - 15h31
Quem vai controlar uma grande força policial, em trajes civis? E se aumentarem os casos de corrupção, quem vai ter coragem de denunciar e/ou apurar, comgarantias de vida? É preciso para de ganhar voto em cima de Policia. É para debaixo dela que todos, sem exceção correm! E esse papo de policia cidadã? Nem o cidadao sabe que o que é cidadania, como vai querer policia assim? Abaixo a imunidade parlamentar!


Soldado PM Monteiro -
20/01/2010 - 18h05
SÓ É CONTA A DESMILITARIZAÇÃO AQUELES QUE QUEREM TER O PODER MILITAR NAS MÃOS COMO: OFICIAIS DA POLÍCIA E BOMBEIRO, POLÍTICO E ETC....


gilson -
20/01/2010 - 21h22
eu quero a pec 300!!! o resto a gente ve depois.


Michel (PMAC) -
20/01/2010 - 22h42
Já esta na hora de unificar as policias.E acabar de vez com militarismo na PM.Que só beneficia meis duzias de oficiais que adora massacrar os seus subdinados.Parabens Celso Russomano pela a iniciativa.


pimentel -
20/01/2010 - 23h08
Pois bem, com certeza se aqui no brasil tivessemos uma só policia tudo seria diferente, o maior ganho real ficaria por conta da sociedade. a difusão pM e Pc causa uma indigestão administrativa nos orgãos estaduais de segurança publica, sem contar com alguma divergencias entres certos policiais de ambas policias.Apenas só podemos lamentar, pois todos separados ou juntos têm o mesmo papel frente a segurança publica. è hora de acordar principalmente os companheiros das policias civis que ficam sentados esperando o conta-gotas.


ten pmmg -
21/01/2010 - 01h24
para mim a fusão entre as duas polícias, seria um grande avanço, no tange a celeridade ao atendimento a sociedade e a resolução dos crimes de uma forma geral. tendo menos burocracias no âmago de ambas instituições.


Rogério Martins PMCE -
21/01/2010 - 10h29
Sou a favor da unificação das policias, por que numa democracia não esiste espaço para uma policia militar, a segurança pública precisa de uma policia única e vostada para protegem o cidadão, não existe mais lugar para a policia militar que é vestigio da epoca da ditadura que usava a policia para reprimir a população e impor a vontade do Estado. Quem não que a unificação são os comandantes que não importam com a segurança do sidadão, e sim manter o estato e continuar com o desmando que esiste hojé na segurança pública. Com a unificação só quem ganhará será a população.


Amon Jessen -
21/01/2010 - 10h41
Sou totalmente contra. O que temos é que fortaleçer a Polícia Militar e a Polícia Civil nos Estados, valorizando os trabalhadores policiais, com salários dignos e os motivando na base, assim sendo, a sociedade vençe, é a minha opinião.


FARLEY -
21/01/2010 - 11h03
NAO E PRECISO UNIFICAÇAO, MAS SIM UMA INTEGRAÇAO EFETIVA,O TRABALHO DAS POLICIAS SERIA MAIS EFETIVO SE NAO FOSSE A VAIDADE DOS DELEGADOS E OFICIAIS, QUE SE LIMITAM A SENTAR-SE EM SUAS CADEIRAS E DAREM ORDENS, A POLICIA CIVIL DEVE SER DISCIPLINADA COM UM CODIGO DE ETICA QUE FUNCIONE, POIS A MILLITAR JA E...POLICIAIS CIVIS DEVEM PÁRAR COM SUA ARROGANCIA, POIS JA SAEM DE SUAS ACADEMIAS, COM A MENTALIDADE DE QUE O PM E SEU INIMIGO, E MAIS, AS POLICIAS ESTAM SENDO SUPRIMIDAS CADA VEZ MAIS POR ORGAOS PUBLICOS QUE VISAM APENAS DAR EMPREGO A CAMARADAS PARTIDARIOS...


Gladstone -
21/01/2010 - 12h22
Estudem a Policia Nacional da Colômbia e vejam o maior exemplo de Polícia a ser seguida pelos demais países.


Policial Civil - SP -
21/01/2010 - 12h25
Até que enfim alguém tem coragem de tomar uma atitude. Só unificando é que teremos uma força real contra o crime. Quem tem medo de policia em greve esquece que existe exercito e PF.


Luis -
21/01/2010 - 12h27
Policia unica sim, por que as grandes potencias da historia perderam as guerras onde estavam envolvidas ? POr separou-se suas forças. Estamos em guerra contra o crime e so unidos conseguiremos vencer. Vejo as Policias ja unidas nas bases existindo somente uma briga de poder entre delegados e coroneis. Acrescento ainda mais a Policia deveria ser subordinada ao Judiciaria ou ao Ministerio Publico, por pessoas concursadas e nao por Politicos que a usam "Politicamente", de acordo com seus interesses pessoais.


CB QUIRINO -
21/01/2010 - 13h44
SOU A FAVOR NA UNIFICAÇAO DESTA FORMA OS MILITARES VAO PARAR DE SOFRER TANTO E SER RESPEITADOS COMO OS POLICIAIS CIVIL SAO, NA PM OS OFICIAIS DESTRARAM AS PRAÇAS NA POLICIA CIVIL OS DELEGADOS RESPEITAM OS AGENTES DE POLICIA E TRATAM OS MESMO COMO PESSOAS E DEPOIS COMO SUBORDINADOS.


Walkinson -
21/01/2010 - 14h41
Algumas pessoas são contra a Unificação porque não passam as humilhações e não conhecem 1/3 do que acontece dentro de quartéis. Vcs não sabem realmente pq o Policial MILITAR está sempre de mal humor e batendo em todo mundo. Vcs do povo são, também, vítimas dessa ditadura que é o MILITARISMO. Nos ajudem a acabar com ele...


ADRIANO -
21/01/2010 - 15h50
sou totalmente a favor desde que tenha uma corregedoria forte, deveria existir tres policias : policia federal.policiaestadual e policia municipal,cada uma responsavel pelos respectivos atos ou crimes no ambito nacional,estadual e municipal. todas trabalhando com um so pensamento o povo .


CB Sérgio -
21/01/2010 - 19h41
Sou a favor de uma Policia só,pois nos PM não temos valor e somos massacrados.Vejam só no caso de MINAs a Pm esta presente em todo municipio mineiro funcionando 24 horas por dia e nao temos valor,enquanto a PC não está presente e em algumas cidades os plantões tiram o serviço em casa,se precisarmos deles temos que buscalos em casa, e a sociedade da mais valor a eles do que em nos PM, que dizem em não gostar de PM mas na hora do aperto o primeiro nome que vem em mente e chamam é a POLICIA MILITAR.Se for pra nos termos mais respeito sou a favor desde que não percamos nossos direito e tudo que nos PMs contruimos,como nosso instituto de previdencia.


bruno -
22/01/2010 - 05h31
Sou totalmente a favor da desmilitarizaçao.O militarismo atrasou o desenvolvimento do pais por varios anos e ainda atrasa o desenvolvimento da policia militar ate hoje . Como conceber um policial sob um regime militar para tratar de segurança publica utilizando a filosofia dos direitos humanos ? Devemos nos espelhar no sistema americano de policia que sem duvida e o mais adequado e evoluido .


pm de minas / madrugadeiro -
22/01/2010 - 12h48
sou totalmente a favor da desmilitarializaçao, visto que esta é uma forma arcaica de conduzir um orgao que presta segurança publica, e, quanto aos desavisados como o Sr pedro afonso, tenho a dizer q: "nao é só Policial Militar q usa farda", podemos estar fardados e nao ser militares. é claro q cada um em sua funçao, sem militarismo.por outro lado unidos em prol da comudidade da ordem e da lei.concordo inteiramente cm o eduardo ; mas tenho a dizer tambem q temos muitos oficiais q sao a favro e q tambem sao amigos do p0raça sim, claro q uma pequena minoria, mas tambem temos praças q tambem usam do militarismo para pisar em seu companheiro sou praça e neste quesito tenho q defeder alguns oficias. eu nunca fui comunicado por um oficial sempre que leva ao conhecimento deles de forma distorcida sao os proprios praças. portanto seria sim valido a uniao de todos praças, oficiais e pc, ha temos muitos pcs gente boa essim como praças tambem q se acham donos do mundo e isso intrigam um pouco os pcs, seria como se fosse uma briga por territorio, quem manda mais kkkkkkkkkkkkkkkkkk ninguem. samos um só Estado. pec 300 já ! depois veremos outras pecs, muita coisa presisa mudar. um grande abraço companheiros.


Sgt Cândido PMGO -
22/01/2010 - 12h56
Sou a favor. Creio que Polícia tem que ser única mesmo. Muitas vezes há ciúmes entre PM E PC, não falam a mesma língua. Talvez trabalhando juntos muda esta concepção e quem ganha é a população.


Marcos -
22/01/2010 - 22h44
Sou a favor, pois os recursos financeiros para a manutenção das policias Militar e Civil, seriam otimizados para melhores salários, equipamentos e principalmente remanejamentos de policiais. Vale atentar que desmilitarizar a policia e unificá-las significa agilidade, menos burocracia pois sendo um quadro enxuto como a maioria Agente de Policia, e todos participariam do ciclo desde o inicio da ocorrência até o seu final, diminuindo o ruido nas comunicações. São inumeros os benefícios e no tocante a greve, é só pagar um salário justo e um quadro de carreira que motive os policiais a se dedicarem que não teremos greve. O ser humano precisa de estimulo para se motivar, por isso a importância de um quadro de carreira onde se previlegie o que trabalha e estuda, e não por antiguidade sendo esquecido numa lista . A sociedade agradece senhores legisladores.


Cavalheiro/RS -
23/01/2010 - 02h18
Sou totalmente a favor pois acho tambem que a tal rixa terminaria pois ai seria colegas de verdade e não mais meios colegas como hoje somos e tambem acabaria com estes proprietarios das PMs como hoje existe que são os oficiais que mandam e desmandam principalmentente aqui no RS um oficial faz o que quer e não tem ninguem para desfazer o que faz.


Rafael -
24/01/2010 - 00h48
A unificação e a desmilitariazação da polícia militar é um grande passo para a melhoria da segurança pública no Brasil. Temos um sistema policial militar arcaico, que já é quase obsoleto. É quase impossível acreditar que no país democrático em que vivemos nos deparamos com situações em que um militar deve ser preso por não cumprir alguma ordem do superior. Que o policial sofra sanções administrativas, inclusive, com possibilidade de exoneração; agora... ser preso é viver ainda hoje a malfadada ditadura. A sociedade precisa de homens treinados para servi-la. A sociedade em geral não é militarizada, o militarismo deve existir no exército, onde homens são treinados para a guerra. Chega a ser engraçado a justificativa de que o militarismo deve existir na polícia para que não exista greve. Será que sempre pensam em manter a precariedade nas instituições policiais? Será que não deveriamos então militarizar o sistema de saúde e educação, dentre tantos? Creio que o melhor de Deus está por vir, e o melhor para as instituições policiais é a desmilitarização e unificação das polías!


Vasconcelos -
24/01/2010 - 07h41
Eu sou a favor, haveria uma economia, principalmente em cidades interioranas, que muitas vezes tem um prédio próprio e outro alugado, ao invés de gastos duplos com instalações, seria apenas um prédio, uma luz, uma água; as ocorrências seriam realmente pegadas do começo ao fim, otimizando sua resolução. Poderia até aumentar a quantidade de gente na rua, pois em vez de se ter um permanência em cada polícia, um destes estaria na rua reforçando a guarnição. Tem-se um medo, por se achar que não se teria controle do efetivo, por todos serem desmilitarizados, mas se junto a unificação certamente vem um regulamento, a bagunça só ocorreria se este regulamento não fosse bem formulado. O que falta mesmo para uma polícia melhor, é a valorização e o reconhecimento dos profissionais de segurança, ações que promovam a auto-estima e motivação destes profissionais.


CHAGAS -
24/01/2010 - 09h24
Para a Cabeça (Governadores) é um prejuízo estratégico a unificação de seus braços armados (Polícias), pois quando esse braço único resolver dar socos na cabeça, não haverá outro órgão que possa impedir tais ataques. Ou seja, há 50% de uma Instituição entrar em crise e há 50% X 50% = 25% de duas Instituições entrarem em crise. Assim, mantendo duas Instituições Policiais, os Governos correm menos risco de perderem o controle dos seus Estados. Eles sabem disso e jamais aprovarão a unificação.


SUBTEN VALDEIR PMPE -
24/01/2010 - 13h35
a Polícia Federal, Rodoviária Federal, não são militares, e cumprem suas missões, com fadas ou não, o que a população precisa é eficiência, e não, inoperância, cada eficiente executará sua especialidade dentro das diretrizes, e sai ganhando a sociedade que tanto sofre com essa violência, (ESTRUTURA DESMILITARIZADA, BEM REMUNERADA E EFICIENTE), os maus expulsos. OBG pelo espaço


Lindberg kent -
24/01/2010 - 20h09
Vejo que estamoa atingindo maturidade, mas também ficando mais egoistas. Os dep. diz que tem que ter cuidado com greve depois da unificacão das policias isso nos leva a entender que ele está interessado em acabar com o descaso em relacão aos policiais e com a sociedade, por que não propõe mecanismos para evitar o pior como uma greve. Respeitem os Policiais deste pais pois, também somos seres humanos pensantes...!


Alison -
25/01/2010 - 10h28
O melhor comentári foi o do Gilson.. tô com ele (Que venha a pec 300, o resto a gente vê depois)


Matoso -
25/01/2010 - 17h49
Na minha opinião, acho que tem cabar com a polícia e deixar o cidadão a deriva. Matosão RJ


S.Queiroz -
25/01/2010 - 19h02
Por que não aproveita e cria uma Forna Nacional deSegurança Pública, salários iguais aos PF e PRF? Os Guardas Penitenciários Federais iniciam com salários iguais a nossos capitães e aos Delegados de 4ª Classe.... cria-se uma força nacional.


Paulo Roberto Cabral -
27/01/2010 - 01h11
Tenho uma tese que foge um pouco da noticia aqui dada. É a questao salarial. Qual o bem maior tutelado pelo Estado? É a vida nao é? Entao porque na hora de definirmos salarios, o estudo é um fator mais valorizado do que a vida. Porque o policial tem que caçar o bandido à unha e ganhada muito menos do que o juiz que sem risco algum somente promove o seu julgamento. Sabe, penso que em uma situaçao de extrema crise, onde teriamos que eliminar certos cargos dentro de um processo. Poderiamos efetuar um julgamento somente fazendo uso de um bem elaborado software. Pega-se o artigo que o criminoso infringiu, tecla-se o enter nas agravantes, seleciona-se as atenuantes, e tecla enter novamente e etc.... Pronto, temos um julgamento, baseado em um software bem montado e que eliminaria a figura do sr juiz e do sr promotor. Surreal nao? Agora voces me apontariam qual o software que entraria na favela para buscar o criminoso e coloca-lo no banco dos réus?


Walter Roberto da Silva -
28/01/2010 - 11h18
Capitão do CBMRO. A unificação é um grande passo para se adotar no Brasil uma polícia comunitária, cidadã, na defesa do cidadão e não o Estado. Somente não aceitam essa condição são aqueles sobreviventes do Período Negro da República que, infelizmente, ainda estão a exercer cargos e funções públicas. Um dos resquícios que eles mais gostam, por exemplo, é a mordomia e por isso vão lutar contra essa nova polícia, até por que muitos deles são ?donos? de empresas privadas d segurança. E quanto mais uma polícia pública desgastada, mal preparada e deficiente, melhor para eles. Unificando, logicamente que unificaria também os salários. Acredito que a PEC 300 vem nesse sentido. É necessário se estabelecer um salário justo (a exemplo do que já ocorre no Distrito Federal) para todos os policiais civis, policiais militares e bombeiros militares. Mas isso não é somente o essencial: Há necessidade de se fazer uma ?verdadeira faxina? nas policiais de todo o país no sentido de separar os bons policiais (que é a maioria) dos maus. Esses (os maus) devem ser afastados do serviço e investigados (com direito as garantias constitucionais), julgados e conforme os casos, excluídos das corporações. O atual sistema está podre, corroído, deficitário e inoperante. E isso só interessa a ?meia dúzia? de colegas (veja que estou me referindo a ?colegas? e não ?amigos?) que se encontram nas cúpulas das corporações e que, portanto, se acham ?donos? do serviço público. A comunidade (o povo, o contribuinte) fica renegado a segundo plano. Se você é importante e tem dinheiro, a polícia investiga, vigia, é eficiente. Mas se é pobre (branco, preto, do morro, das favelas...) o fato cai em esquecimento. Já é hora do Governo Central em conjunto com o Congresso Nacional adotar um procedimento prático na reconquista da segurança pública deste nosso país.


alexandre -
29/01/2010 - 18h22
Sou oficial da PM de Minas e totalmente contra a unificação com a PC. Nossos policiais são disciplinados, cumpridores de seus deveres e muito profissionais. O que falta mesmo é investimento em segurança pública, pois unificar as polícias e continuar sem investimentos, vai melhorar o que? Muitos praças são favoráveis pois querem se rebelar, "peitar" os oficiais e desta forma acabar com a disciplina. Uma aparato policial como é a Polícia Militar se for desmilitarizada será uma verdadeira bagunça. Militarismo com seriedade, sim, disciplina forte sim, e quem ganha com isto é a população.


rogerio -
30/01/2010 - 14h08
Amelhor coisa a se fazer é a desmilitarização da policia pois a muita corrupção nos quarteis e os oficiais só fazem politicas para eles quanto os praças sofrem com umilhações e persiguisões.Acabando com o ultimo requisio da ditadura militar o qual o Brasil tanto se envergonha. A unificação daria ao policial militar o respeito que não tem dentro da sociedade.


Oberdam José de Oliveira -
01/02/2010 - 10h33
Sou a favor. O antagonismo dos escalões superiores desaprovam. Impera no tema em questão, nesta duas armas mortais nas mãos dos goverandores. Se uma falha, a outra detona. Eles não abririam mão deste poderio bélico proporcionado pelas duas "forças". A questão é, se unificarem ganham força. Para "eles", melhor é continuar dois pensamente antagônicos; herança de um pensamento republicano criando pelos militares; desde o início do sec. XIX pelo Mal Deodoro e consolidado pelo Mal. de Ferro o F.P. Unificar as força policiais do Brasil e sinonimo de suprimir regalias, seria unificar o bolo e dar a faca na mão de um só. O E.B não deixaria, pois como os generais gastariam suas verbas com as poucas viagens que fazer, nas inspeções. Enfim não interessam a "eles". Afinal "isso nunca deu certo nos paises ricos.


SD PMMG -
01/02/2010 - 11h00
SOU TOTALMENTE CONTRA POIS O QUE FAZ A NOSSA INSTITUIÇÃO SER ESSA FORTALEZA É A DISCIPLINA E A HIERARQUIA, COM A UNIFICAÇÃO PENSO QUE ISSO ACABARIA.DEIXA DO JEITO QUE É, PORQUE NÃO NOS PAGAM UM SALÁRIO DIGNO?


POLÍCIA CIVIL - SP -
01/02/2010 - 11h05
DESVINCULAÇÃO DA POLÍCIA COM A POLÍTICA E APROVAÇÃO DAS PECS 41/300 - ESSE É O COMEÇO PARA A SEGURANÇA PÚBLICA DE NOSSO SONHADO BRASIL DE PRIMEIRO MUNDO!


Ana Paula Espíndola -
01/02/2010 - 19h58
A FAVOR COM CERTEZA, todos com poderes iguais, a PM é imensamente maior do que a Civil. Já passei mais de 12 horas para fazer um B.O.na delegacia, já pensou o efetivo da PM nos atendendo? Sem contar que a PM atrapalharia muito o esquema de corrupção da civil, aí deixaremos de ser refens deles, que nos atendem muito mal!


josé baldo -
01/02/2010 - 21h15
Sobre unificação das policias, acho que estão começando a pensar no futuro. Não existe outra maneira inteligente de fazer segurança pública sem pensar desta forma. O Policial que queira progredir profissionalmente, tem que deixar desta ladainha que é um coitadinho, tem ir pra cima , pensar como tem que pensar,como um cidadão que tem projetos,e que quer uma policia de qualidade e buscar pra que isto aconteça, é claro que precisamos urgente a aprovação desta PEC 300. Vai de encontro com as deficiencias do policial que pensa em fazer algum tipo de curso para se aperfeiçoar, e dar uma vida digna para sua familia. Mas os que não querem a unificação, são exatamente os oficiais e delegados, vai ferir suas belezas.Eles querem que os subordinados se xicoteiam entre si. E os subordinados estão fazendo exatamente o que eles querem. Vamos usar mais a nossa cabeçinha para refletir e não só prá usar boné.


Gilson Camara -
01/02/2010 - 21h59
Acho muito plausivel a unificação das policias. Só assim acabaria com as rixas existentes entre as duas, bem como com a concorrência prejudicial a população. Porém o momento agora é para unirmos forças e não desviar o foco que é a PEC 300, muitas propostas e ilusões vão surgir nesse momento, principalmente daqueles que tentam a todo custo desvirtual o assunto, a exemplo do fez o senado quando aprovou a antiga PEC 41. Lembrewmo-nos o momento agora é da PEC 300, depois discutiremos a unificação.


wilson carmo lemes da silva -
02/02/2010 - 10h00
Sou a favor, sim, porque assim teríamos mais diálogo e comapnheirismo com os nossos irmãos da PJC e estudaríamos numa única academia desvinculando da caserna..a favor


CB PM BALBUENO -- MT -
02/02/2010 - 12h48
Sou a favor da unificação e também à desmilitarização, pois hoje em dia ou você é um profissional da segurança ou é tipicamente militar, não dá mais prá fazer segurança da sociedade e estar preso à regulamento militar.Isso nos atrapalha no desmpenho da função de segurança.


PCMG -
03/02/2010 - 20h50
Esse papo de integração das polícias é balela. Já o ouço há bem tempo e nenhuma ação efetiva foi realizada. Sinceramente, não tenho uma posição definida acerca da unificação ou não das polícias, uma vez que o assunto é delicado e as vaidades vão sempre permanecer: um oficial não se sujeitará a um delegado e vice-versa. No entanto, sou plenamente a favor da desmilitarização da PM, cujo legado herdamos da repressão militar e só restou nesta periferia do mundo por influência de déspotas nojentos como Chaves, Morales, Fidel e CIA, e que só traz, a bem da verdade, benefícios para os "figurões estrelados" que não saem de seus gabinetes refrigerados em detrimento de praças que ralam no dia a dia na rua. Acho que os srs. deputados deveriam, na verdade, priorizar a valorização de TODOS os operadores da segurança, de forma que tenham mais dignidade no exercício de suas missões e seja corrigida a enorme distorção entre instituições federais, do DF e Estados. Como se justifica um Agente federal ganhar 7.500,00 e um agente de Minas ganhar 1.600,00 para exercerem a mesma tarefa? Uma fraude ao INSS tem mais valor que um homicídio ou um estupro de um pobre cidadão? Ou então um PM do DF ganhar praticamente três ou quatro vezes mais que um PM de um Estado? É nisso que deveríamos pensar com mais afinco e fazer mobilizações conjuntas entre PMs e PCs para a melhoria de todos, ao invés de uma instituição ficar fazendo manifesações contra a valorização da outra, como tem ocorrido corriqueiramente. Acho que esse é o momento para conseguirmos algo. O cenário está favorável a isto: copa e olimpíadas estão aí, e uma polícia mal paga e desestruturada não tem como oferecer segurança de qualidade aos seus patrícios e nem tampouco aos estrangeiros que aqui pretedem estar (isto se não mudarem de idéia até lá). Saudações aos irmãos PCs e aos co-irmãos PMs. Estamos juntos na luta. Nossos alvos são os políticos, que sempre dizem não ter recursos para aumento do salário de fome dos pobres assalariados, mas têm a cara de pau de aumentarem absurdamente seus altos salários e astronômicas verbas indenizatórias desnecessárias sem nenhum pudor. Abraço a todos!!


sd pmmg -
04/02/2010 - 01h46
pois é senhor alexandre, sou sd pmmg e sou totalmente a contra o que o sr disse aqui, entao quer dizer que vcs oficiais so pensam em praças se rebelar? será pq heim?rsrs. entao quer dizer que o sr. sabe o pq que se desmilitarizar os praças vao se rebelar né? é facil, é so sermos tratados como GENTE que isso nunca irá acontecer! temos oficiais, mas que sao a minoria que realmente merecem o nosso respeito, mas, pq nos respeitam como seres humanos, nos sequer temos cidadania plena, nao é? sou totalmente a favor da unificaçao, pois teremos mais cidadania e com melhores salarios nao vejo o pq nos rebelar contra oficiais como o sr mesmo disse, quem vai ganhar com isso é so a sociedade que muito carece de segurança que muita das vezes nos impede de fazer por causa desse militarismo e por falta de melhores salarios!


miguel ferreira da paz -
06/02/2010 - 13h27
sou a favor da unificação mas nates vamos lutar pela pec 300 e é ela que vai melhrora a segurança e depois virá como efeito dominó a unificação das policias mas cuidado com o lobby dos delegados e oficiais superiores os ogificiais aqui no ceará os subalternos desejam a unificação e eu como praça mais ainda rsrsrs masvamos lutar pela pec 300 ai deppois unirmos forças para unificar a nossa atual policia para uma nova policia forte e unica e quem disse qi que e contra por causa da greve é uma pessoa que deveria ter uma visão mais ampla não ditatorial e distorcida amem vamos lutar eunir forças o momento é este amigos


MAX -
07/02/2010 - 12h00
POLÍCIA ÚNICA,DESMILITARIZADA E DE CICLO COMPLETO.


Pedro Baptista -
07/02/2010 - 17h02
Este oficial da PM Minas Gerais chamado Alexandre tem uma visão estranha,por que existem outras instituições que usam fardas e não são militares e funcionam.Qual motivo que ele não quer a unificação? Este por sua vez será prejudicado.


Paulo -
10/02/2010 - 08h45
Qdo um cidadão procura a policia não interessa se ela é Civil ou Militar, o que ela quer é uma que resolva o seu problema, o que está em jogo numa possivel unificação é o conflito de egos de oficiais e Delegados das duas classes que não querem se rebaixar mais que o outro ou perder sua mordomia na sua profissão, para os de classe inferior que são os praças PM e os Investigadores PC, o que interessa são melhores condições de trabalho e salário, e uma policia unica seria uma policia mais organizada e mais forte, sem conflitos de egos...Unificação já...


Acácio -
10/02/2010 - 22h02
Sou totalmente a favor. Temos que ter uma clara visão de que o nobre Oficial de MG (Alexandre) visa somente os seus interesses. Disciplina e hierarquia ´´e conquistada com respeito, admiração e competência e não com a força da sua patente, como deve ocorrer com o ilustre oficial. Em vez de lutar contra a unificação deveria lutar sim, contra os abusos que a maior parte dos oficiais cometem contra as praças e contra a administração pública com uso indevido de pessoal e material (motorista e viatura) para levá-los para casa, cabelereiro, restaurantes, shopping center, etc. Não obstante este comentário inicial, não há dúvida que uma só políciareduzirá os custos operacionais (um só sistema de comunicação, um só departamento pessoal, uma só corregedoria, etc), o que, sem sombra de dúvida, maximizaria o efetivo e os recursos financeiros em prol da própria população policial e da comunidade em geral. Acácio


pedrão -
10/02/2010 - 22h26
sou a favor da unificação,poque poderiam,reduzir custos com vts predios ,e retornando em melhores salarios e treinamento, não precisariam temer com greves, pol rod federal não faz greve eles não são militares.


Alessandro -
11/02/2010 - 12h52
Militarismo é só para aumentar o ego dos coronéis, q coronel quer ser subordinado? E preste atenção, só os oficiais intermediários ao superior é contra a desmilitarização, eles são ditadores, e ditadores não querem perder esse poder. Na verdade o comando tem q preocupar é com o serviço, a garantia de vida do cidadão, a valorização do policial, o aperfeiçoamento e não ficar gritando e marchando debaixo de sol a sol, no q leva a isso? A revolta da classe e a desmotivação de trabalhar. Caros amigos podem ter certeza de uma coisa, a segurança publica nunca ira melhorar pelo contrario acho q a tendência é piorar, quem trabalha na rua são os coronéis ou as praças? E policiais psicologicamente agredidos pelos ditadores nunca irão dar produção. E não adianta vir com essa conversa que não pode acabar com o militarismo, se não acaba com a disciplina, quer dizer que a policia civil não tem disciplina? Não tem hierarquia? Quantos órgãos do governo não são detentor da disciplina militar e funciona melhor que a policia militar. Parem com isso de falar em não desmilitarizarem a policia militar este bem é para todos, tanto para os ?COMPONENTES? quanto para a sociedade que fica vulnerável a esta ditadura. ?Lembrem-se violências; agressões, que seja elas psicológicas aos seus comandados levam à revolta e a mais agressões contra o cidadão de bem?


PM de SP -
12/02/2010 - 13h39
Parabéns Celso Russomano! Unificação JÀ,


sgt expedito maciel -
14/02/2010 - 11h32
já passouda hora da unificação,so quem sai ganhando é a sociedade brasileira, ha e quem sai perdendo? é o crime, que é organizado, e unificado, porisso estão tomando conta e agindo em todo país, estão bem a nossa frente infelizmente tenho que dizer isto.


claudio -
14/02/2010 - 16h55
corretíssimo!!!!só é contra quem não sabe nada de segurança pública,inclusive esses deputados oficiais da pm,que nunca foram policiais de verdade,oficial superior da pm é cargo político,quem entende da operacionalidade da pm são os praças!!!


Goering Santos Sgt PM Ref PMMG -
15/02/2010 - 01h12
Sou a favor sim,Policia so tem uma, um so comando.Nos Maiores Paises civilisados do mundo funciona assim, porque no Brasil tem que ser diferente.Esse negocio de um Policial começar um trabalho e ser terminado por outro, e que nao existe justiça nesnte pais.Minha Cidade tem seis mil habitantes, nos ultimus tres anos ja foram 16 homicidios, e eu nao vi um Policial Civil apurabdo nada.Criminosos andam soltos na rua,como se nada tivesse acontecido, se fosse so uma Policia, nego ja estava na cadeia sim.Chega PRC 300 ja.


RENATO -
18/02/2010 - 08h38
TODO CIVIL E CIVILIZADO E TODO MILITAR E MILITARIZADO LOGO O MILITAR NÃO E CIVILIZADO. PARABENS DEP. CELSO RUSSOMANO. PARA SER UM VERDADEIRO PROFISSIONAL DE POLICIA NÃO PODER SER MILITARIZADO, OU VC É MILITAR OU POLICIAL.


DIRLEI BM PR -
20/02/2010 - 11h17
Já é mais do que passado da hora de termos ao mínimo um pouco de dignidade e respeito chega de indiferenças humanitárias temos é que por mesmo aquelas pessoas que ficam atrás das mesas só no cafézinho e água fresca pra trabalhar mesmo " Não ficam falando que esta faltando Policiais nas ruas? Então vão trabalhar seus magnatas assim não faltará Policias nas ruas." PEC 300 Já ou NÃO ? Será que só quem não trabalha tem direito? Eu fico indigniddo em ver aquelas coisas absurdas que acontecem por parte de alguns políticos em que ROUBAM milhões e milhões e ainda tem a cara de pau de dizer que não sabia de nada" isso é pra acabar mesmo. GENTE TA NA HORA DO BRASIL MUDAR


pmpr -
23/02/2010 - 13h32
unificação urgente...!!


pmpr -
23/02/2010 - 14h46
unificação urgente...


pmpr -
23/02/2010 - 15h27
unificação urgente...Caros colegas uma policia unificada com um plano de carreira bem elaborado e uma ótima remuneração são fatores básicos, porém não cabendo discussões entre praça, oficiais, delegados ou autoridades politicas. hierarquia, disciplina, e punições em situações de deveres devem estar presentes em qualquer órgãos públicos, mas principalmente usados de forma rigorosa em nossa sociedade. Quero dizer que somos uma instituição militar para nós mesmos, ou seja, a sociedade não segue um R.D.E., não existe de uma forma direta um superior e nem um subordinado e ainda gozam de leis brandas, assim um individuo que desacata um soldado receberá a mesma punição se tivesse desacatado um coronel, sendo assim, pouco importa para a nossa sociedade se você for soldado, coronel, delegado, etc...Porém, para nós PM, existe uma cobrança rigorosa baseada na hierarquia, disciplina e respeito. Nós já passamos por um processo de seleção no concurso público muito exigente, nós não somos vilões, os nossos representantes estão focando o lado errado da "lança". O militarismo tira a autoridade do policial de praticar seu dever na rua, engessa todo o sistema de comunicação entre praças e oficiais e ainda abre uma margem enorme para para abusos, corrupções, e vantagens pessoais, de forma a criar por reflexo desmotivação, desordem e falta de compromisso com o Estado e a sociedade, então devemos nos unir de forma organizada. O que falta senhores é "abrir mão" de regalias, proteções e reconhecimentos de destaques nas corporações sem o devido fim para com a sociedade. O sistema privilegia "meia dúzia", enquanto a maioria é cobrada de uma forma injusta com uma carga horária que pode chegar em até 72 hrs/semana, sendo que ainda somos cobrados pelo governo, superiores e sociedade. expresso com uma visão de benefícios para o governo, órgãos públicos e sociedade, porém respeito as opiniões diversas já apresentadas, pois não sei informar no presente momento qual opinião seria a minha se estivesse em um cargo de hierarquia elevado dentro da corporação militar. Abraço para todos os superiores, pares e subordinados.


pmpr -
23/02/2010 - 16h46
explicação, o porquê da desmilitarização das Polícias Estaduais em nossos estados: O Militarismo deve ser empregado para uma sociedade Militar, ou seja, onde exista uma política que tenha respaldo nas leis para impor perante a sociedade sua autoridade Militar, porém isso não acontece já que a nossa sociedade é espelhada em um governo democrático e tendo leis ao seu "reflexo", pois assim, o sistema Militar encontra-se em um momento contraditório dentro de nosso país, tentando impor algo que só pertence a si próprio. O Militarismo é um sistema mundial de grande importância, pois deveria ser considerado como tal, sendo assim usado de maneira racional e objetiva, por exemplo: alfândegas, guerras e territórios militares, ressaltando assim sua eficácia e importância no contexto mundial, porém foi banalizada por lideranças políticas servindo dessa forma para sustentar interesses políticos e realizar serviços com segundas intenções, ficando o principal objetivo que é a segurança pública esquecida tanto nos orçamentos quanto nos planejamentos. dessa forma o que continua sendo explorado pelos governantes é o poderoso nome "MILITAR" causando um grande impacto na sociedade, sendo promessas de campanhas políticas e arrecadando milhares de votos anos após anos. abraços fiquem com Deus.


Cardoso -
24/02/2010 - 13h08
Duas polícias é uma tremenda burrice. Pesquisadores de plantão façam teses de mestrado e doutorado a respeito do assunto e vão ver a economia de dinheiro público com polícia única. Polícia única vai ser um tiro no crime. Quem não a defende tem algum interesse pessoal. Imagine uma empresa com dois gerentes um fardado e outro civil, isso não é absurdo. Acorda Brasil!!!


platiny -
24/02/2010 - 14h58
unificação nunca como serão organizados os cargos, não aceitaarrei ordens de ualquer um.


PMPR -
25/02/2010 - 12h07
PARABÉNS CARDOSO, ESCREVEU POUCO MAS DISSE TUDO..., VEJO QUE A MAIORIA DOS COMENTÁRIOS ESTÃO SENDO DE FORMA COERENTE E BEM FUNDAMENTADOS NA PRATICA DO DIA A DIA.


Barboza -
01/03/2010 - 23h15
Existem duas polícias por um resquício histórico, na prática a divisão leva ao enfraquecimento.Devemos pensar numa mesma polícia ágil, que investigue, previna e que prende o infrator e o leva até o juiz, sem necessidade de inquérito policial feito hoje pela civil, que não existe em mais lugar nenhum do mundo e é fonte de corrupção.Como é um serviço essencial, não deve ser facultada a greve, nem a limitação de horas mensais de trabalho, por isso considero o ideal uma polícia única, militar, baseada na hierarquia e disciplina, com um segmento que trabalhe a paisana nas investigações.A polícia civil poderia ser extinta que não faria nenhuma falta, vide a greve em sao paulo.


sd carlo -
02/03/2010 - 23h57
bem, sou a favor,pois a militarização da policia faz os praça ficarem caladodiante da corupção dos nossos comandante,é o que ocorre aqui no rn,nosso comandante esta se aproveitaDO DO FATO PARA GANHA MUITO DINHEIRO


PMMG -
04/03/2010 - 16h51
SOU CONTRA, NÃO ME IMAGINO SEM SER MILITAR.OS INTEGRANTES DA PC NÃO MERECEM TRABALHAR DO NOSSO LADO, POIS NÃO NOS TRATA BEM QUANDO VAMOS VAMOS FAZER UM BO NA DG.


carlito -
04/03/2010 - 21h39
Creio que a unificação vai por um ponto final no que ambas tem de ruim que é na PM a falta do direito de exigir um salário digno sem ser punido por isso e na PC a aquisição de algo que falta nela que é um pouco de respeito a hierarquia, fato este que vem de cima pra baixo. Com uma polícia com direito de ser ouvida em seus apelos por melhores salários expressos com greve ou outro meio e com hierarquia talvez isso funcione. Aqui no ES pelo menos a esculhambação que é a PC talvez mudasse um pouco.


MARCOS LIMA -
05/03/2010 - 02h56
Sou totalmente contra, criaria um ?mostro corporativo?, que seria nocivo a sociedade, é um discurso político, que não tem um estudo adequado. Como também sou contra o círculo completo, acredito na especialização, não acredito em genéricos, são como canivetes suíços quem fazem de tudo, mas nada com competência. Acho, que os problemas das polícias Civil/Militar será revolvido com boas renumerações, condições de trabalho, perspectiva de crescimento (promoção) dentro das corporações. Faz-se necessário pensar que um mês de férias é pouco, é uma atividade extremamente estressante, podem ser dois meses, não é muito, magistrados, juízes, professores, parlamentares usufruem mais de dois meses de descanso anual. Pois é, não acredito em genéricos, acredito em especialistas, bem formados, bem treinados e bem renumerados.


PM do Futuro -
06/03/2010 - 22h16
É PRECISO UNIFICAR URGENTE AS POLICIAS, A SOCIEDADE VAI GANHAR COM ISSO COM A ELIMINAÇÃO DE VÁRIAS BUROCRACIAS E NÓS POLICIAIS TAMBÉM VAMOS GANHAR COM ISSO , PORQUE COMO ESTÁ JAMAIS VAI MELHORAR SEM UMA REESTRUTURAÇÃO E MODIFICAÇÃO. SÓ QUEM É ARCAICO E BURRO PRA NÃO VER ISSO COMO SENDO NECESSÁRIO. A PM ACABOU FAZ TEMPO POR CULPA DOS OFICIAIS QUE NADA MAIS SÃO QUE PAISANOS FARDADOS FORMADOS EM ADMINISTRAÇÃO E BALÉ, NADA SABEM DE POLICIA, NADA ENTENDEM DE SEGURANÇA PÚBLICA, SÓ ENTENDEM DE ADMINISTRAR O LIXO DAS SUAS CARREIRAS E BOTAR CONTROLE SOBRE OS COMANDADOS, E A SEGURANÇA PUBLICA MESMO QUE SE DANE, ISSO É FATO, A ZONA QUE AI ESTÁ É PROVA DISSO, INCOMPETÊNCIA DESSES LIXOS QUE ACHAM QUE MANDA, MAS CHEGA EM CASA E APANHA DA MULHER, BANDO DE VELHOS INÚTEIS!!


BM -
08/03/2010 - 16h57
Com certeza a maioria é favorável a unificação pq sabemos nq com ela poderiamos trabalhar melhor e sem presão, e a respeito de greve só a se o estado ou governadores não der condiçaõ de tarabalho forta isso não haverá greve só para vc ter uma idéia com o mmilitarismo temos q trabalhar em uma condição precária sem poder se quer pronunciar das dificuldades q existe.UNIFICAÇÃO JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ´!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


luciano boroni -
10/03/2010 - 12h59
Embora respeite e entenda a motivação para alguns oficiais da PM não aceitarem a unificação pois se preocupam com a perda da disciplina e principalmente da disciplina, ao contrário do que pensam a PC também se firma nos mesmos princípios da PM, porém, aqui colocamos em prática o respeito aos subordinados, e se não querer pagar flexões ao comando superior pode ser taxado de indisciplina, pode-se dizer que somos indisciplinados sim. O uso da farda e de galões e a imposição de convicções absurda e moldadas em uma academia onde se separam policiais e os doutrinam, não cria um ser pensante e atuante, mas tão somente o prende a costumes seculares que hoje em dia não têm lugar no combate ao crime. É a minha opinião.


Alexandre Campos -
10/03/2010 - 20h15
Sou a favor. Sou militar reformado, e afirmo que existe uma rixa entre a Policia Civil e a PM, já que uma quer ser melhor do que a outra. E mais. Não é criar um monstro, ou ter-se o risco de uma greve de grandes proporções, mas de quem vai cumprir qualquer ordem, já que na PM (Militarismo), tanto o subordinado, como o Comandante, são reféns do Estado, que encherga na PM a unica chance de abusar do direito do trabalhador, sem o receio de retaliações, isto é, o militar, digo o estadual, é visto como uma marionete. E passa pelo constragimento de ter que obedecer, para não sofrer o rigor das sanções disciplinares, previstos em Regimento Militar. Ou seja, este funcionário público, além de observar o Regimento do Funcionalismo, a que é subordinado, Estado, tem também o do Exercito, e da própria PM, como também dos Códigos Códigos Penais, Civis e Criminias, já previstos em Lei. Nçao é muito. Então ser punido de vários lados, deve ser muito bom. Já q


Odair Melo (pmpa) -
12/03/2010 - 20h15
O modelo de policia brasileiro é arcaico, e não atende(nunca atenderam)os anseios da nossa sociedade. A mudança é inevitável.


odecio pcms -
16/03/2010 - 00h11
Fico muito triste quando vejo um deputado falar que é contra a unificação, pois este deputado não quer uma policia forte voltada a trabalhar pela sociedde e para ela, mas sendo contra estes deputados estão provando que querem uma policia para ser massa de manobra dos governantes corruptos iguais a eles, porque não diminui um pouco do salario dos deputados sabem quanto eles ganham bem mais que um coronel ou delegado, acreditem companheiros passa de R$50,000,00, isto mesmo, e ainda tem a cara de pau de votarem contra a PEC 300.


Rafael Ap Rodrigues -
16/03/2010 - 19h00
Não sou dono da verdade porem respeito a opiniao de todos mas vou deixar a minha sou totalmente contra a unificaçao das 2 policias na verdade elas ja estao unificadas pos na teoria deveriam atender os amceios da populaçao mas isso nao ocorre devido a fatores que transpoem as barreiras das policias .Fica evidente para quem conhece que a PM de SP é muito forte comparavel a um grande exercito e é claro que nela tem corrupçao porem é mais controlavel porque o cidadao sabe que se ele for pego em coisa grande vai se ferrar a altura ,na policia civil nao posso dizer muita coisa porem eles nao tem a disciplina militar e como não é sua funçao patrulhar nao compoem uma instituiçai gigantesca dai em certas partes ao meu intender o motivo pelo qual da unificaçao .Os policiais que desejam a desmilitarizaçao tenho que ter respeito a tais comentarios mas se a tanto desejam que vao em parte para a outra instituiçao ,quero que todos saibam a PM por mais que se falem que é despreparada e etc ... ela ainda da um curso de preparaçao superior ao da PF em termos de duraçao e em muitos outros quesitos o que muitos militares ficam desconterntes é o fator burocratico onde a hierarquia acaba as vezes atrapalhando sim porem ela tambem pode ser trabalhada .O cidadão conhece pouco sobre a PM e muitos estudiosos e juristas ou seja lá o que for somente criticam e lhes pergunte a alguns deles se sairiam nas ruas para combater o crime a ponto de arriscar suas vidas creio eu que um ou dois fariam isso ,iriam ficar em suas salas confortaveis e com todo o conhecimento teorico só para eles onde sempre a culpa é da PM .Quero que vc leitor saiba a PM é uma instituiçao boa sim ,só que vai continuar avendo morte de inocentes enquanto crianças ao inves de estarem nas escolas estao crescendo se inspirando na marginalidade que cada dia esta mais armada e se espasmem estao tambem ficando mais inteligentes e estudados ouseja o ladrao de ontem nao sabia ler e escrever o de hoje ja esta em curso superior .Voce militar descontente nao lute pela desmilitarizaçao porque vc sabe que é uma jegueira um bando de paisanos armados correndo atras de ladraõ lute por uma modernizaçao do militarismo da PM onde o SdPM é valorizado e o fim do acesso de civis na carreira de oficiasi (só entra no curso de formaçao de oficiais praças)


ANTONIO NUNES! -
16/03/2010 - 19h19
Vocês pararam para pensar que só quem é contra a queda do mILITARISMO na Polícia são só aqueles que se aproveitam da situação e massacram aqueles menos favorecidos? ? rICOS, pOLÍTICOS, oFICIAIS, pSEUDO-fILÓSOFOS... Vocês pararam para pensar que oFICIAIS sUPERIORES da pm já não valem o Salário que recebem? Além de aproveitar as regalias que a PM lhe proporciona (um praça babão subserviente que dirige Vtr pra levar fulano para a escola, pro salão, pra fazer compras; fazer uma ?reformazinha? na casa de cicrano...) já não vai mais pras ruas combater o crime de verdade. COMPARE: - 1º Sgt PM com 28 anos de Polícia (promoção atrasada há muito tempo), serviço dia-a-dia na rua; velho, cansado, mal remunerado, cobrado que só um condenado no quartel, cheio de problema dentro de casa, filho na escola pública, alimentação mal nutrida... E AINDA CONTINUA NO SERVIÇO DE RUA! - Um oFICIAL sUPERIOR, com 28 anos de polícia, Viatura à disposição, um quartel a comandar, telefone a vontade, meia dúzia de puxa-sacos, ?planejando? em uma sala com ar condicionado o policiamento a ser empregado. Você não verá este homem combatendo o crime na rua. DESTES DOIS EXEMPLOS ACIMA, HOMENS DE MESMA IDADE, QUAL DELES ESTÁ REALMENTE FAZENDO JUS AO SALÁRIO QUE RECEBE PARA DEFENDER A SOCIEDADE? Não vejo outra justificativa para o entrave da desmilitarização.


IRINEU GONÇALVES DOS SANTOS FI -
19/03/2010 - 15h33
o brasil esta atrasado desde quando agora pensa na unificaçao das policias,isto tem que ser feito ja´, policia unida jamais sera vencida em todos os sentidos.


SGT PESSOA -
26/03/2010 - 13h30
Sou totalmente a fovor da unificação pois a sociedade ganharia com a celeridade as resoluçoes dos crimes e acabaria com a disputa entre a PM e PC. Com relação a greve é um direito de todo funcionário públici, não entendo o porquê do medo de certos deputados, quando uma classe legalmente constituida se organização e busca melhoras, DEPUTADOS ISSO É CIDADANIA. Parabéns ao DEP. Celso Russonano.


PM ANÔNIMO -
27/03/2010 - 14h08
Reforçando o que o Capitão Assunção e o Acácio, tem que se acabar com esta de policias e se sim,se criar única, pois a desmilitarização não vai estinguir o uso da farda não. Vejam algum filme americano e verãocomo funciona, antes de criticar. sou a favor.


ringo -
30/03/2010 - 15h33
eu nao gostaria da unificação ou desmilitarização, essa nao eh a solução e sim o fortalecimento das duas instituições e ações integradas ai sim teremos uma policia forte e respeitada.


Ronaldo -
01/04/2010 - 13h23
Penso que uma unificação, poderia sim resolver problemas administrativos, como investigações preliminares, e outros tipos de problemas encontrados por ambas forças. Ierarquia e diciplina existe em qualquer empresa nos dias atuais. Portanto sim uma unificação poderia quebrar um protocolo, de muitas decadas, as quais são arcaicas, para os dias de hoje.pois o ser humano deve-se ser visto olho a olho, e não por um simples regulamento diciplinar, que na realidade quebra este protocolo, de que todos somos iguais perante a lei. Portanto sou favoravel sim a unificação, uma junção de força, de investigação unificada, e maior rapidez no desvendamentos de crimes que se perduram pelo tempo, as vezes por falta de interesse, em saber o que realmente aconteceu! Pois o poder financeiro fala mais alto.


GmG -
05/04/2010 - 15h11
O Sr.Celso Russomano, antes de propor suas ideias, deveria buscar o opinião de todos os plicias do Brasil para sugerir tal proposta. Sou da PCERJ e não tenho absolutamente nada contra a PMERJ, muito pelo contrário, sempre trabalhei nas ruas do RJ e conheci muitos PMS bons de onda. O policial que optou por qualquer uma das policias, sabe bem por o fez e gosta da policia que escolheu. Sr Celso, antes de sugerir esta barbaridade procure saber desses verdadeiros herois da segurança pública se eles querem realmente sair de suas corporações. Pode crer que não!! O deve ser feito na verdade é resgatar as funções verdadeiras de cada uma das policias e fazer que cada uma delas ptriquem o que manda a constituição. Uma outra sugestão, Sr Celso é acaber com o excesso de militarismo que existe nas PMs de todo o Brasil, é isso que mata o policial militar. Ele esculachado por todos os seus superiores, enquanto praças. Se é um coturno mau limpo ou barba mau feita o seu superior lhe arranca os olhos. Isso é brincadeira, pô ! Olha que sou PC e não PM, heim ! Gente idiota existe nas duas policias, mas é pra ontem o termino do militarismo nas PMs, o que JAMAIS significa união entre as policiais. Na verdade o que as duas policias querem é trabalhar com dignidade, sem a perturbação de seus superiores. Os polkicias de ambas institição sebem muito bem o que querem e o que fazem, portanto, Sr. Celso, seria muito mais viável lutar pelo que as policias desejam e não pole o que os outros querem. É muita gente dando opinião sem saber sequer distinguir uma policia da outra. Portanto, SR. Celso, pode ter certeza que no m omento é muito mais racional lutar pelos interesses dessas classes tão sofrida que é a aprovação das PCEs.Aí sim, Sr. Celso, todos terão a policia de qualidade que tanto a população deseja, inclusive ALGUNS parlamentres. Pensa por esse lado e aí sim o SR. verá todos sorrindo, PCs, PMs, CBMs, população e os senhores, por que os resultados serão refletidos aí no Congresso Nacional. Que DEUS o ilumine, Sr. Celso.


michelangelo wandrol -
05/04/2010 - 19h56
Sou policial há 17 e transitei por todas do estado, inclusive o sistema prisional, portanto a unificaçãio com certeza fará uma polícia mais coesa ágil e completo e mais eficiente e racional também em termos financeiros para o estado. Vivemos no século 21 e temos estrutura de polícia da época do império. Portanto devemos reformular toda a estrutura da segurança inclusive acabvando com a figura do inqérito policial, uma vez que quem detém a titularidade para oferecer a denúncia é o ministério público, sendo assim tornaria mais ágio a persecução criminal.


Marcelo -
06/04/2010 - 12h40
Sou a Favor da desmilitarização; militar é um sistema arcaico e permite muito abuso por parte de pessoas soberbas; O ideal é investir em educação e incentivar os Policiais e Bombeiros a estudarem mais e o fator finanças é um ponto chave; deve-se considerar a segurança pública um investimento e pagar salários melhores para os agentes da segurança pública. Vamos juntos na PEC 300!!!


Quaresma -
06/04/2010 - 23h22
A vista a pec 430 tem que ser aprovada pois termina com 2 policias, isto não tem mais o porque, temos que ter é uma policia unica e acabar com esta historia de 2 policia ai esta a mudança e é para melhor sim avante pec 430 que venha a mudança.


ROCHA GO -
08/04/2010 - 17h00
DESMILITARIZAR JÁ...VIVEMOS AINDA NA IDADE DE UM (RDPM)DA IDADE DA PEDRA LASCADA,,,DE UM LADO OS PRAÇAS (VERDADEIROS ESCRAVOS) DO OUTRO OS OFICIAIS(VERDADEIROS SENHORES) E MAIS A SOCIEDADE A NOS COBRAR SEGURANÇA,,,OS PRAÇAS FICAM A MERCE DA SOCIEDADE E DOS OFICIAIS QUE NÃO TOMAM PORTURA JUNTO AO JUDICIARIO SOBRANDO APENAS PARA OS PRAÇAS O DIREITO DE SEREM JULGADOS TANTO PELA SOCIEDADE QUANTO PELOS OFICIAIS,,,PARA QUÊ TANTO POSTO E GRADUAÇÃO NA PM.PARA DIVISÂO DOS SEUS MEMBROS???DO OUTRO A PC INDIFERENTE AOS PM COM REGULAMENTOS DISTINTOS COM CURSO DE FORMAÇÃO DE 45 DIAS.SÓ PERDE A POPULAÇÃO QUE FICA SEM UMA POLICIA EFICAZ E DIVIDIDA...


LECÃO PC-BA -
17/04/2010 - 20h02
SOU POLICIAL CIVIL HÁ DEZ ANOS E FUI CABO DA PM POR 6,5 ANOS. ESTOU MUITO FELIZ ONDE EU ESTOU É BEM MELHOR. DEIXA DA FORMA QUE ESTÁ HOJE EU TENHO LIBERDADE NA POLÍCIA CIVIL E NÃO TRABALHO SOB PRESSÃO.O PROBLEMA DA PM É O OFICIALATO ALGUNS SE JULGAM DEUSES, DONOS DA VERDADE.QUEREM ESCRAVIZAR O PRAÇA. HOUVE UM CONCURSO PARA INVESTIGADOR E ESCRIVÃO DA POLÍCIA CIVIL EM 1997 QUE APROXIMADAMENTE 600 PMS FIZERAM O CONCURSO E HOJE INTEGRAM O QUADRO DA POLÍCIA CIVIL. PELO QUE SEI SÃO POUQUÍSSIMOS OS ARREPENDIDOS. ERAM SDs, CBs e SGTs. PERGUNTEM SE ALGUÉM QUER VOLTAR. ALGUÉM DE VCS ME RESPONDAM ALGUMA COISA TEM DE ERRADA NA PM. POLÍCIA CIVIL PAZ E AMOR. E QUE VENHM CADA VEZ MAIS PMS PARA NOSSA INSTITUIÇÃO.


ivan fernandes maciel -
21/04/2010 - 21h25
Não só unificar, mas também acabar com a discrePância entre os salarios dos Oficiais e Praça do Investigadores , Escrivães e o do delegado que chega a mais de 540% de diferença, isso é ferir os princípios da Igualdade, proporcionalidadse e até mesmo da dignidade da pessoa Humana, pois hoja a grand emassa dos Policiais são de nível superior e aind na maioria das vezes como na Policia Civil na mesma àrea do delegado ( Direito)


Sd Nonato -
30/04/2010 - 14h35
Sou favorável à unificção! Esses Deputados q são contra e usam como justificativa q os estados ficariam desprotegidos em razão de uma greve esquecem que a maioria dos policiais são militares e q tb são cidadãos q precisam gozar seus direitos. O q eles qrem é favorecer uma pequena minoria e escravizar a maioria.


CAP EMANOEL -
01/05/2010 - 16h24
SOU TOTALMENTE A FAVOR DA UNIFICAÇÃO, DA DESMILITARIZAÇÃO E DE SALARIOS MAIS JUSTOS PARA OS POLICIAIS, A POPULAÇÃO SERÁ A PRINCIPAL BENEFICIADA.


Santos PMGO -
13/05/2010 - 00h49
Militarismo, é nada mais que uma ditadura que ainda está presente dentro destas corporações, apenas para satisfazer o ego dos ditadores, é só dar uma olhada nas juntas medicas das PMs, quantos policiais estão afastados por problemas psiquiátricos, e ao mesmo tempo de uma olhada na Policia Civil para ver se existe este problema, lá não existe porque os PC não são torturados psicologicamente e a PM é alvo constante de torturas psicológicas, não ha policial que aguenta ser torturado, tratado como cachorro pelos seus superiores, elevando assim o ego de todos que estão à frente do comando, principalmente os coronéis que são os verdadeiros ditadores. Não precisa unificar basta desmilitarizar que verá o quanto à qualidade do serviço operacional vai melhorar, o policial vai trabalhar com mais entusiasmo, não tendo medo de represálias e perseguições. E não adianta falar que vai acabar com a disciplina, porque as melhores Policias do Brasil ex: PF-PRF-PC e qualquer outro órgão do Governo Federal ou Estadual não tem o militarismo e funciona muito bem, com disciplina e hierarquia e funciona bem melhor que as policias militares!!! CHEGA DE DITADURA NO BRASIL, ISSO JÁ ACABOU!!! POLICIAL QUE TRABALHA SEM PRESSÃO TEM PRODUTIVIDADE... E prestem atenção que a maioria dos crimes cometidos por PMs nas ruas, como: Agressões, espancamentos, violências em geral, que seja elas verbais etc. São praticadas por PMs que tem problemas psicológicos, ou seja, já estão completamente sem condições de exercer suas funções devido às torturas psicológicas que sofrem dentro dos quartéis, a verdadeira exaustão. Porque ao invés de ficar marchando de sol a sol, continências, humilhações e etc... Não seria melhor qualificar os policiais para a sua vida profissional. Essa postura de ficar exigindo ordens unidas é só para tomar o tempo do policial que poderia estar se qualificando na pratica, na verdade isso é só para satisfazer o ego a quem esta a frente da tropa. Na rua ele não vai marchar em direção ao bandido e nem prestar continências antes de prendê-lo. Senhores Políticos e autoridades pensem neste ato, e tentem fazer uma Policia de qualidade, pois vera o quanto o cidadão de bem agradecera! Obrigado...


Robson -
24/05/2010 - 15h15
É necessario a unificação, sou bacharel em Administração de empresas e Direito, duas policiais é totalmente ilogico, só oficiais são beneficiados e Delegados, li varias opiniões, aquelas que não são favoravmeis é porque não sabem administrar, se vc tem muitas pessoas a seu comando satisfeitas, ganhando bem, acreditando no que fazem, com gosto, chamais haverá uma greve, pasmem, opiniões contrarias, o que falta é conhecimento da matéria e saber resolver, fiz palestras para muitas pessoas e sei do que estou falando, não adianta vc ter duas policiais ganhando mal, sem estrutura, nunca funcionara, saibam que há 20 anos atras somando-se as policias civis e militares tinhamos 135 mil homens e 8 milhões de pessoas em São Paulo, hoje, passados esse tempo, temos os mesmos 135 mil homens com ordenados sem os reajustes necessarios, pois, naquela epoca ganhavasse 10 salarios minimos, hoje, somente 5, e a população passou para 22 milhões, ou seja, os governantes nada fizeram e os Delegados e oficiais menos ainda, experimentem ir em uma delegacia de policia, só tem um unico Escrivão para registrar a ocorrencia, um absurdo, e muitas delegacias fecham a noite, porque, pois é, nao tem policiais, se fosse uma unica só policia teria policial suficiente, já está mais do que na hora e não há e nunca existirá nenhum motivo para que não as unifique, pensem antes de falarem qualquer coisa, pois, nada justifica opinioes em contrario, como li, a policia ficara forte em uma greve, pois bem, só existe greve quem administra mal ou mau de ruim não é, pense vc mesmo se estou bem e satisfeito nunca irei fazer greve...Ai sim teremos um São Paulo melhor, porém, os policiais teem que ganhar melhor e terem uma estrutura melhor com pessoal e dignidade, rebato qualquer opinião em contrario, pois, conheço muito sobre esse assunto e falo com qualquer um a qualquer tempo...


eudes lopes -
25/05/2010 - 14h17
UNIFICAÇÃO NAO PODE ACONTECER, POIS A POLICIA MILITAR TEM DOIS PILARES A HIERARQUIA E DICIPLINA. SEM ISSO AÍ. VIRA BAGUNÇA. É MELHOR DEIXAR COMO ESTA. CADA UM NA SUA.


carlos -
03/06/2010 - 19h00
Me desculpe, mas você que não quer a unificação das policias, ou é um alienado ou ganha DAS. Pois todos nós sabemos que existe disputas internas nas policias, por privilegios, cargos e infelismente propinas. Unificar já para solucionar essa bagunça onde já houveram inumeras mortes.


gustavo -
10/06/2010 - 23h10
acho que um dos fatores é a falta de nicho para cada policia. Tem lugar que a pm faz mandado de busca e outras acoes inconstitucionais. A pm serve para patrulhamento ostensivo, a pc é a policia judiciaria e a responsavel pelo inquerito policial. Alem de ter o delegado de policia como autoridade.


nikolas rocha -
15/06/2010 - 00h46
Impressionante como os resquícios da ditadura estão entranhados na mente e no comportamento do cidadão, mesmo ele não tendo vivido aquela época, mas ele se comporta assim, :"se desmilitarizar vira bagunça", "tem q ter hierarquia e diciplina" e tantas outras frases clichê q tanto vemos em filmes. Aí eu pergunto a sua casa é militarizada é na base de hierarquia e disciplina q vc administra o seu lar cidadão?, claro q não né? O militarismo é entrave ao progresso, isso já é mais q comprovado, são normas gerais, internas, regulamento, regulamento do regulamento o q acaba refletindo na má qualidade e demora dos atendimentos à comunidade, q não tem nada a ver com isso, sendo vítima da burocratização das polícias militar e civil. Vejam o exemplo, o PM trabalha em uma viatura sem um computador com um sistema de dados de foragidos da justiça, veículos roubados e furtados, GPS, ou seja, sem nenhum aparato tecnológico e um policial sem informações é uma pessoa q se veste de branco e se diz médico. A questão da greve isso é um direito de todo trabalhador e qdo acontece é para melhorar, o governo q não atende a segurança do cidadão é seu inimigo, a ele só interessa que sejamos vítima da violência urbana e agora rural, só interessa q o povo seja estuprado, saqueado e violentado de todas as formas possíveis e impossíveis q só o bandido e sua mente malígna sabem fazer. Os nossos políticos se elegem promovendo insegurança à população, pois ele sabe q ela irá votar nele com a promessa de q vai acabar com a violência, bla, bla, bla, e passam 4 anos e eles nada fazem pelos policiais que se acabam no bico pra se tornarem presas para o crime organizado q se aproveita da fragilidade economica, corrompendo o executivo de seg. pública. A Jutiça Militar e o seu aparato de perseguição aos praças deixaria de existir e os seus juízes q não tem muito o q fazer seriam remanejados para os fóruns lotodos de processos parados por falta de juízes e funcionários, o q para eles não é interessante. E por último nós temos medo do desconhecido, rejeitamos qualquer mudança por mais q ela venha a nos trazer melhorias, lamentável. Uma polícia pobre, com agentes mal remunerados, equipados e treinados e totalmente dependente de um cidadão (governador) só interessa ao crime e não a sociedade. DESMILITARIZAÇÃO URGENTE!!


valdir -
28/08/2010 - 18h30
sem entrar em detalhes,reflitam o assunto:NAS pms do brasil vc vê o soldado, o cabo e o sargento (que são em torno de 99% do efitivo)trabalhando na rua, em tese,(mal remuneraso, sem respeito,sem reconhecimento de ninguem, exceto sua familia...etc) para proteger o cidadão, depois este mesmo pm amanã será escalado para fazer faxina no batalhão(cortar grama, cozinhar, pintar,como pedreiro, limpar alojamento dos oficiais, suas seções...etc)aí se não ficar a contento!ripa nele com o glorioso RDE,como fica sua dignidade própria qdo se sentem usados dessa forma. Falam q no judiciário preferem os ipm elaborados pelos oficiais q pelos da policia civil, então q usem todo este conhecimento q possuem, unifiquem as policias, desmilitarizem e coloque todos estes oficiais trabalharem na rua atendendo a população, investigando marginais perigosos, e não em gabinetes fechadinhos, com água mineral,cafézinho, conversando só com seus pares, vão pra rua, não para fazer média com midia sobre este ou aquele programa de combate a violência,abrão as suas portas do gabinete para as pessoas pobres (que não são seus pares),discriminadas e prostitutas, e todos os tipos de cidadão que vão nas delegacias pedir ajuda, então senhores todos aqueles que não querem q se faça esta mudança para continuarem esta vidinha boa, tranquila, tá na hora de tudo isso mudar, se estes senhores não querem estas mudanças, então deixem as pessoas que querem unificar e desmilitarizar e vcs sejam transfiridos para o exército e lá continuem suas vidinhas tranquilas sendo militares e não POLICIAIS.


wagner nascimento -
19/07/2011 - 10h04
Mesmo se a policia se unisse em um só,teria que ter uma policia uniformizada e com disciplina "militarizada",a unificação só traria mais prejuízo,ficaria a mercê de grevistas baderneiros,outra fator é que ninguém realmente quer a unificação,e o delegado que se acha mais importante que o comandante da policia,e o comandante que se acha superior aos civis,e policiais comandados por eles,é uma briga que não vai acabar nunca,o ideal seria uma policia nos moldes da gendermaria da França,ou os Carabineiros do Chile,esse modelo de policia militarizada que nós temos é um lixo,o pm não passa de um vigia de rua,um civil de uniforme,despreparado para enfrentar marginais,já que a policia não impõe mais respeito na população.


Ronaldo -
04/05/2012 - 09h38
A boa gestão administrativa manda descentralizar e desconcentrar as ações do Estado e não torná-las inchadas e burocráticas. É o Princípio da Especialização. Dever-se-ia é criar novas polícias especializadas, mas todas podendo executar o ciclo completo. Ora, o que melhoria a eficiência policial mesmo seria as polícias não serem subordinadas a políticos, terem autonomia, como o MP, e assim poderem fazer seu próprio planezamente sem ingerência de quem não entende da área. Por isso sou contra. Ademais a desmilitarização da PM diminuiria o poder disuassório do país, pois são reservas do Exército no caso de guerra.


PREKTORIANO -
25/05/2012 - 15h55
SOU A FAVOR DA UNIFICAÇÃO, POIS SÓ NÃO QUER A UNIFICAÇÃO OS OFICIAIS DA PM, QUE SAEM DA ACADEMIA E TEM A CERTEZA DE QUE NUNCA MAIS PRECISARÃO ESTUDAR OU DAR DURO NA VIDA. ALEM DISSO A OS POLICIAIS MILITARES TEM ATUADO DE FORMA ILEGAL AGINDO COM SE FOSSEM PC, ASSIM JÁ ESTA MAIS QUE ULTRAPASSADO ESSE MODELO DE POLICIAMENTO.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Sessão do Congresso que analisou vetos presidenciais se estendeu pela madrugada
Congresso mantém vetos mas encerra sessão sem avaliar reajuste do Judiciário
Em clima tenso, sessão do Congresso não tem quórum para apreciar vetos
A sessão do Congresso Nacional marcada nesta quarta-feira para votar vetos da presidente Dilma Rousseff a projetos polêmicos
Relator da LDO de 2016 inclui abatimento de investimentos do PAC da meta fiscal
O projeto de lei orçamentária será enviado no final desse mês ao Congresso Nacional pelo Executivo
Adams diz que concorda que contas de ex-presidentes sejam votadas pelo Congresso
Os deputados aprovaram as contas de Itamar, FHC e Lula, o que abre caminho para votação das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff