Porto Alegre, sexta-feira, 27 de novembro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
125222
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
125222
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
125222
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Religião 13/10/2014 - 16h55min

Vaticano propõe aproximação com gays

Um documento publicado nesta segunda-feira (13) pelo Vaticano propõe uma maior aproximação da Igreja Católica com homossexuais, casais divorciados e casais que moram juntos mas não são casados. O texto é resultado de um encontro de 200 bispos de todo o mundo com o papa Francisco, que ocorreu nas duas últimas semanas e discutiu questões que afligem famílias católicas, desde migrações forçadas até poligamia.

No ano passado, o Vaticano distribuiu um longo questionário para dioceses espalhadas pelo mundo, no qual perguntou quais eram os maiores desafios enfrentados pelas famílias. Cerca de 84% dos bispos responderam que havia um grande repúdio à rejeição da Igreja ao casamento gay e ao controle de natalidade.

"O papa Francisco foi muito claro ao dizer que havia duas diferentes demandas: os altos valores da Igreja e não julgar a vida das pessoas", disse o cardeal britânico Vincent Nichols. Em 2013, no seu retorno ao Vaticano após passagem pelo Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, o pontífice foi questionado sobre os homossexuais. "Quem sou eu para julgá-los?", respondeu Francisco, em seu primeiro sinal de aproximação com os gays.

No texto publicado hoje, o Vaticano diz que os "homossexuais têm dons e qualidades para oferecer à comunidade católica". "Somos capazes de receber bem essas pessoas, garantir um ambiente fraternal em nossas comunidades?", questiona o documento. Apesar da aproximação, o Vaticano reitera que permanece contra o casamento gay. No entanto, reconhece o "precioso suporte" que casais homossexuais podem oferecer a crianças.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Igreja armênia canoniza 1,5 milhões de almas vítimas do genocídio
O genocídio é reconhecido por cerca de 40 países, mas negado por dezenas de outros, incluindo a Turquia
Centenas de católicos comemoram Paixão de Cristo em Jerusalém
Eles repetiram os últimos metros de Jesus antes da crucificação
Vaticano recebe católicos gays em audiência com Francisco
Grupo de lésbicas e gays católicos receberam assentos especiais em audiência geral semanal com o papa Francisco
Igreja anglicana nomeia primeira mulher para cargo de bispo
Libby Lane foi anunciada como bispo da Igreja nesta quarta-feira