Porto Alegre, quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
32°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,3580 4,3600 0,66%
Turismo/SP 4,2500 4,5660 0,70%
Paralelo/SP 4,2600 4,5800 0,88%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
136708
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
136708
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
136708
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

profissão Notícia da edição impressa de 24/09/2014

Profissionais comemoram Dia do Contador com recorde no número de bacharéis

Carreira é a quarta mais procurada nas universidades brasileiras. Sucesso se deve à maior importância dada aos aspectos tributários e à presença maciça desses especialistas na gestão de empresas privadas, públicas e do terceiro setor
MARCOS NAGELSTEIN/JC
O curso de Ciências Contábeis ocupa a quarta colocação no Censo da Educação Superior de 2013 do MEC
O curso de Ciências Contábeis ocupa a quarta colocação no Censo da Educação Superior de 2013 do MEC

Os contadores tiveram o que festejar no seu dia – comemorado nesta segunda-feira, 22 de setembro. Após um 2013 marcado por ações em busca de maior valorização profissional realizadas em alusão ao Ano da Contabilidade no Brasil, a categoria apaga a imagem de “preenchedora de formulários” para assumir o papel de gestora empresarial e consultora financeira, como afirmam representantes do setor.

O resultado é que a Contabilidade figura entre as carreiras mais procuradas pelos estudantes de graduação. O curso de Ciências Contábeis ocupa a quarta colocação no Censo da Educação Superior de 2013, com cerca de 328 mil estudantes, segundo dados do Ministério da Educação (MEC) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgados no início deste mês.

Ao sair da faculdade, esses profissionais encontram uma atividade em expansão, sedento por pessoas qualificadas e disposto a pagar valores superiores aos praticados pouco tempo atrás. “Não tenho lembrança de outro momento em que o mercado estivesse tão aquecido quanto agora”, festeja o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRCRS), Antonio Palácios.

“De uns anos para cá, o empresariado começou a se dar conta da importância do contador, do auditor, do perito. Por isso, ele exige profissionais atualizados e atentos às normas contábeis”, afirma Palácios. Graças a isso, o número de contadores no País ultrapassou recentemente a marca de 500 mil profissionais - em agosto, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) apurou a existência de meio milhão de profissionais ativos.

“Os desafios são grandes já que vivemos a transição para um novo padrão que mudou completamente a forma de fazer Contabilidade”, afirma o vice-presidente de registro do CFC, Nelson Zafra.

Profissionais devem se qualificar para acompanhar as exigências

Ao passo que a evolução tecnológica, a necessidade de adequação às Normas Internacionais (International Financial Reporting Standards - IFRS) e a deposição de mais responsabilidade sobre os ombros do contador exigiram mudanças,  também o tornaram elemento decisivo para a manutenção de relações mercadológicas seguras e competitivas. Prova disso é que, neste ano, os contadores passaram a assinar obrigatoriamente as prestações de contas dos candidatos políticos, uma forma de tornar o processo eleitoral mais claro e transparente, e passaram a ser obrigados a informar à Justiça movimentações suspeitas de seus clientes.

Ter uma oportunidade de trabalho em alguma das áreas de atuação mais desejadas – as três campeãs são auditoria, perícia ou um emprego público – atrai um número sempre maior de estudantes às faculdades de Ciências Contábeis. Dinâmicos, eles estão atentos às novas portas que se abrem e descobrem espaço também em diferentes segmentos, como, por exemplo, os serviços voltados ao terceiro setor.

Contudo, como enfatiza o contador e presidente do Sescon/RS, Diogo Chamun, uma busca tão grande por pessoal qualificado acaba por tornar a captação e retenção de talentos a grande dificuldade para as empresas contábeis, principalmente pequenas e médias.

A solução apontada pelo também empresário pode ser, então, investir em programas de formação corporativa. O modelo desenvolvido a partir da metade deste ano pela entidade tem como base os programas de trainee, amplamente difundidos entre as grandes empresas, e deve entrar em funcionamento nos empreendimentos gaúchos em breve.

O primeiro passo para aproximar-se mais dos estudantes é o projeto Sescon Universitário, já em fase de execução pela entidade representativa de classe. A medida é uma forma de estimular o empreendedorismo e tornar os futuros profissionais interessados na dinâmica de uma empresa privada.

Remuneração não aumentou de forma proporcional ao  acúmulo de  funções

Figurar entre os profissionais mais valorizados e desejados pelo mercado não necessariamente significa contar com uma remuneração proporcional. Todos os especialistas concordam que houve certa majoração dos honorários profissionais, mas não necessariamente obedecendo à quantidade de funções acumuladas. Segundo o presidente do CRCRS, Antonio Palácios, ainda é preciso evoluir para chegar a valores justos em todos os setores. Palácios define duas faixas salariais distintas atualmente. De um lado estão os escritórios contábeis e grandes organizações e, de outro, os contadores autônomos.

Para ele, existe melhor remuneração e valorização em empresas especializadas, que acompanham de perto a competitividade e necessidade de atualização constante. Contudo, aqueles que trabalham “por conta” têm dificuldade em negociar os preços com seus clientes, nem sempre cientes da importância e da gama de serviços oferecidos pelo contratado. “As grandes empresas de diferentes setores e os escritórios de contabilidade, perícia e auditoria se deram conta que têm de pagar melhor. Nesses locais, a média de salários é razoavelmente superior. A dificuldade maior reside no autônomo”, explica Palácios.

A saída apontada por todos é investir em ferramentas de conscientização da quantidade de funções desempenhadas pelos contadores atualmente e, é claro, em qualificação profissional. “Falta um processo preparatório. O Brasil ainda enfrenta um déficit de cursos de pós-graduação e educação continuada”, aponta Nelson Zafra, vice-presidente de registro do CFC.

Mulheres ganharam mais espaço no mercado nos últimos 10 anos

Homem, aproximadamente 40 anos de idade, renda média de até 10 salários-mínimos mensais e com grau de instrução superior completo. Este é o perfil da maioria dos contadores, segundo a mais recente pesquisa elaborada pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) a fim de determinar as principais características da profissão no País.

O perfil, no entanto, vem acompanhando as mudanças na sociedade brasileira, tendo se flexibilizado. As mulheres estão invadindo o espaço. Em 10 anos, o número de profissionais do sexo feminino mais do que dobrou. Enquanto em 2004 as contadoras somavam 61 mil, atualmente (setembro de 2014) elas chegam a 139 mil.

A contadora e perita contábil Rosana Lavies Spellmeier é uma daquelas que contribuíram para consolidar o espaço ocupado pelas bacharéis em Contabilidade. Também professora universitária, ela conta que as mulheres chegam a ocupar 80% das cadeiras nas salas de aula.

Rosana destaca que o curso de Ciências Contábeis passou a ser escolhido pelas estudantes mais tarde do que ocorreu em outras profissões também historicamente ocupadas por homens, caso da Administração e  de Direito.

Apesar de ainda menos do que os homens, as mulheres conquistam espaço e sabem driblar o preconceito ao se valerem de características predominantemente desenvolvidas pelo sexo feminino: meticulosidade, organização e revisão constante das informações prestadas.

COMENTÁRIOS
PAULO SILVA - 24/09/2014 - 10h17
Parabéns para nos contadores atuantes! Mas quem deve realmente comemorar são os conselhos regionais de contabilidade que só servem para arrecadar $$$$(mais de 500 mil profissionais) façam o calculo. Que valorização temos nós, vejamos nos concursos públicos(qualquer área)...e a contabilidade maquiada ou CRIATIVA do governo(depois é culpa do contador)?. Pergunto onde está o Conselho federal de contabilidade? calado. Existem muitos aproveitadores para vender softwares e outros trecos isso sim.$$$


jonatan -
30/09/2014 - 14h57
os engenheiros possuem um piso salarial de 8,5 salarios minimos. por que contadores não possuem? tem concurso publico pagando só 1500 reais por mes pra contador. falta muito pra ser valorizado este profissional. PRECISAMOS DE UM PISO SALARIAL!!!!! E PRECISA ser mais valorizado no serviço publico!! A importancia da contabilidade precisa ser mais evidenciada para a sociedade. Tambem é necessário que as entidades façam mais auditoria contábil, só assim pode diminuir a corrupção no brasil.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Renan Araújo é um dos milhares de candidatos que prestarão a prova no próximo dia 22 de março
Primeiro exame de suficiência de 2015 se aproxima
Para Souto Júnior, é preciso ter segurança na hora de dar o aval
Profissionais contábeis devem ficar atentos às contas eleitorais
Para  Grateron,  prática é inerente à  rotina empresarial
Combinar criatividade e números pode ser uma mistura perigosa
Coordenadores das chapas dizem que este é o melhor momento para que se tragam demandas
Eleição renovará dois terços do plenário do CRCRS