Porto Alegre, sábado, 27 de novembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
998319
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
998319
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
998319
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

AGRONEGÓCIOS Notícia da edição impressa de 03/09/2014

Sul faz aliança láctea pela competitividade do setor

Governos criam fórum permanente de discussão sobre cadeia do leite

Marina Schmidt

Os secretários da Agricultura dos estados do Paraná, Norberto Anacleto Ortigara, de Santa Catarina, Airton Spies, e do Rio Grande do Sul, Claudio Fioreze, reuniram-se na tarde de ontem, no auditório do prédio administrativo do Parque de Exposições Assis Brasil para dar início à Aliança Láctea Sul Brasileira, grupo que vem sendo construído pelos governos dos três estados da região Sul, com apoio da iniciativa privada e de entidades do setor primário, para estabelecer um fórum permanente de discussão sobre o setor.

A ação da equipe, que neste primeiro ano será comandada pelo Paraná, está amparada na troca de experiências e identificação de ações que garantam melhor qualidade e produtividade para o leite produzido na região, que pretende projetar-se como o principal polo produtivo do País no segmento. É com o debate permanente, já iniciado, que os representantes pretendem elevar a presença do leite produzido no Sul no resto do País e no mercado externo.

Entre os argumentos que justificam a iniciativa, Ronei Volpi, presidente do Conseleite do Paraná, detalhou que a grande maioria dos municípios gaúchos, catarinenses e paranaenses tem o leite como uma das principais atividades econômicas, com cerca de 300 mil produtores (120 mil deles no Rio Grande do Sul) vinculados especialmente à agricultura familiar. Em comum, os estados têm ainda a capacidade ociosa da indústria e características semelhantes, tanto em oportunidades como em desafios a serem enfrentados.

De acordo com o presidente do Conseleite-PR, atualmente, os três estados respondem por 33% da produção nacional, mas têm potencial para se tornarem líderes de produção, tende em vista o crescimento produtivo nos últimos 12 anos. Mundialmente, de 2000 a 2012, a produção de leite cresceu 27%. No Brasil, a elevação foi de 63%, e na Argentina, que tem a atividade láctea como tradicional, o percentual chegou a 16%. Nesse mesmo período, a região Sul apresentou crescimento de 119%. Observando esse cenário, os representantes dos três estados intencionam elevar a região Sul ao protagonismo nacional e internacional. “No ano que vem, vamos nos consagrar como a maior região produtora do País”, projeta Fioreze.

A primeira reunião de trabalho do grupo acontece neste mês, ainda sem data definida, e as primeiras ações podem ser adotadas neste ano, projeta Ortigara. O fórum irá contar com apoio de entidades de pesquisa para estabelecer melhores processos e práticas. De acordo com Ortigara, a iniciativa privada está sensível à necessidade de aprimorar controles. “Já temos bons exemplos de indústrias que remuneram pela qualidade e as entidades do setor estão dispostas a adotar essa prática”, diz. Questões sanitárias e técnicas também serão analisadas e propagadas junto aos produtores.

Embora não tenha poder para definir regramentos conjuntos, as deliberações do grupo podem resultar em normas estaduais, explicou Fioreze. “Nessa estratégia, as instruções normativas serão coisas do passado. Vamos andar à frente e ser reconhecidos pela qualidade espontânea”, sustenta Spies. Após o lançamento, os secretários da Agricultura dos três estados e o governador em exercício de Santa Catarina, desembargador Nelson Juliano Schaefer Martins, assinaram a Carta Aberta da Aliança Láctea Sul Brasileira.

Giliotto e União vencem concurso leiteiro na Expointer

A Granja União, de Carlos Barbosa, na categoria jovem e a Propriedade Giliotto, Serafina Correa, na adulta, venceram o tradicional Concurso Leiteiro da Raça Holandês na Expointer, competição encerrada da tarde de ontem, na Expointer. Em cinco ordenhas, sendo as duas maiores descartadas, o concurso teve cinco concorrentes na categoria adulta e oito na categoria jovem.

Esta é a primeira vez que Dália Propriedade Giliotto 474 saiu da fazenda para participar de uma exposição. Nesta sua primeira participação em um concurso leiteiro, produziu 71,960 quilos de leite na categoria adulta. A fêmea era uma aposta da família que acompanhava sua genética e a produção no tambo, relata Guilherme Giliotto, um dos três irmãos que trabalha com leite. Silagem de milho e feno são os alimentos básicos da vencedora.

A Santa Clara Irmãos Basso 16112 venceu na categoria jovem com produção de 64,330 quilos. O veterinário Inácio Thums, um dos proprietários, relata o cardápio diário que o exemplar recebeu a partir da inscrição para a Expointer 2014: diariamente, consome 25 quilos de silagem, 10 quilos de pré secado de azevém, 10 quilos de cevada, 20 quilos de ração, 7 quilos de milho, 2,5 quilos de soja estruzada, 400 gramas de gordura protegida e 1 quilo de caroço de algodão. Os vencedores comemoraram com o tradicional banho de leite.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Anele diz que projeto Brazilian Rice ajuda a exportar arroz beneficiado
Projeto para exportar arroz beneficiado será estendido
Valor projetado para setembro é de R$ 0,814 o litro, aponta Conseleite
Preço do leite registra leve queda no Rio Grande do Sul
Aumento da umidade nos próximos dias vai retardar semeaduras
Clima ameaça a produtividade e o plantio
Agricultores participantes têm orientações para melhorar a produção
Programa incentiva boas práticas no meio rural