Porto Alegre, sábado, 27 de novembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
160074
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
160074
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
160074
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ORLA DO GUAÍBA Notícia da edição impressa de 19/08/2014

Edital para revitalização será lançado em 15 dias

Empresa deve concluir intervenções no trecho de 1,5km em 18 meses

Jessica Gustafson

PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Orçado em R$ 57,4 milhões, projeto pode vir a incentivar o turismo na Capital
Orçado em R$ 57,4 milhões, projeto pode vir a incentivar o turismo na Capital

O edital para a contratação da empresa que ficará responsável pela revitalização do primeiro trecho da orla do Guaíba, de 1,5km, deve ser lançado dentro de 15 dias. Apresentado para a população da Capital em outubro do ano passado, o projeto do arquiteto paranaense Jaime Lerner está orçado em R$ 57,4 milhões e deve ficar pronto em 18 meses. De acordo com o coordenador do Gabinete de Desenvolvimento e Assuntos Especiais (Gades), Edemar Tutikian, os custos deste trecho – da Usina do Gasômetro até a Rótula das Cuias – são os mais altos de toda revitalização da orla, que compreende 5,9km, devido à quantidade de construções a serem realizadas. 

“É preciso ter consciência de que este é um projeto especial, uma obra de arte, com a marca de um arquiteto renomado. Atualmente, a Capital possui um turismo apenas de negócios e eventos. Queremos que as pessoas fiquem mais um dia na cidade por esses atrativos”, afirma ele, se referindo às críticas quanto ao alto custos da obra. Desde o final de 2013, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) analisava cerca de 4,5 mil itens da proposta.

Entre as obras, está a construção de um trapiche de 30 metros para embarcações turísticas e um deque de dois quilômetros em frente à Usina, voltado para o rio, onde poderão ser realizados eventos, como a festa de Ano-Novo. Além disso, toda a orla será iluminada com lâmpadas led, permitindo o uso durante 24 horas. Serão colocados quatro bares com belvederes, que, no verão, tomarão o aspecto de quiosques e, no inverno, podem ser fechados com vidros. Também está previsto um piso formado por bolinhas de gude que refletirão a luz do sol.

“A manutenção das instalações ainda não está prevista, mas deve ser paga pela iniciativa privada em troca de anúncios. Essa parte também passará por licitação”, ressalta Tutikian. Durante as intervenções, os quiosques dos comerciantes que trabalham nas proximidades da Usina serão realocados em outros locais. O coordenador também garante que não haverá impacto no trânsito durante as obras.

A licitação para contratação da empresa responsável ficará sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov), uma vez que quase 70% do projeto refere-se a construções. Os projetos da segunda etapa, que vai até a foz do arroio Cavalhada, estão em fase de prospecção de recursos. Nesse trecho, as novidades são em relação ao setor esportivo, com a implantação de área para a prática de skate, além de quadras esportivas e campo de futebol.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Estacionamento para barcos e bar circular flutuante são algumas das novidades
TCE analisa projeto para avalizar licitação