Porto Alegre, sexta-feira, 18 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
22°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1270 4,1290 1,03%
Turismo/SP 4,1000 4,3520 0,36%
Paralelo/SP 4,1100 4,3400 0,45%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
346389
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
346389
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
346389
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Destaques do Ano 2013 Notícia da edição impressa de 15/05/2014

Crescimento com solidez é a marca da Icatu

JONATHAN HECKLER/JC
Saut comemora market share de 28% em seguro de vida e de 11% em previdência
Saut comemora market share de 28% em seguro de vida e de 11% em previdência

Com crescimento de 15% no ano passado, quando alcançou receita recorde de R$ 3,64 bilhões,  a Icatu Seguros reforça mais uma vez uma das características mais importantes para uma empresa que atua no ramo atuarial: a solidez. Os números de 2013 consolidam uma presença de mercado que vem sendo fortalecida ao longo dos anos, reforça o vice-presidente comercial, César Saut. “A Icatu está crescendo substancialmente, especificamente na região Sul, onde vem apresentando um desempenho muito forte entre as seguradoras independentes”, destaca.

Saut não faz comparações de resultados de um ano para outro para evitar equívocos sazonais, e justamente quando aponta para os avanços apurados trienalmente é que chega a conclusão de que o crescimento é perene e representativo. “Nosso lucro líquido no ano passado foi de R$ 102 milhões, e o ROI (retorno sobre investimento) da Icatu foi de 16%. Isso, comparativamente ao ROI das demais companhias independentes, é um número invejável. O faturamento da Icatu, em 2013, revelou uma expansão de 24,8%, se comparado aos últimos dois anos”, informa. A companhia apurou faturamento de R$ 2,34 bilhões em 2011, R$ 3,28 bilhões em 2012, e de R$ 3,64 bilhões, no ano passado.

No mercado de vida e previdência gaúcho, a Icatu é a maior companhia de seguro de vida e previdência, revela Saut, mencionando o market share de 28% em seguro de vida e de 11% em previdência privada. “No mercado local de vida e previdência, nós só perdemos para o Banco do Brasil e para o Bradesco, e como seguradora independente, está muito longe à frente das demais.”

O alicerce que ampara os resultados que Saut chama de invejáveis são as reservas técnicas. “A Icatu, historicamente, vem operando com 50% de suficiência de capital acima do requerido pelos órgãos reguladores do Brasil. Então, nós somos uma empresa sólida, que cresce constantemente e que opera com nível de segurança financeira que gera ao nosso cliente, ao nosso parceiro, uma tranquilidade bastante grande.”

Prova disso é a Icatu Vanguarda, área dedicada à gestão de ativos fundada em 1996. “Desde que a Vanguarda foi criada até 2013, nunca teve um ano com faturamento menor do que o auferido no ano anterior. Esse é um dado emblemático e reforça uma atuação totalmente sustentável.” A Vanguarda iniciou com R$ 300 milhões em ativos, em 1996, e fechou 2013 com R$ 12,8 bilhões de ativos sobre gestão.

Companhia aposta no mercado de previdência privada

Os resultados dos últimos anos dão apoio para a perspectiva delineada pela Icatu, que busca ampliar o mercado atendido em vida e previdência, além de manter o bom desempenho apurado no Rio Grande do Sul. No Estado, a companhia cresceu 30% no ano passado, o dobro da média nacional da empresa.  “A cidade mais longeva do País está no Rio Grande do Sul. Um dos três estados do Sul com maior longevidade é o Rio Grande do Sul”, reforça Saut.

Além da característica demográfica, há um trabalho local forte que justifica o crescimento identificado no mercado gaúcho. “Atuamos como se fossemos uma operadora regional, realizando a análise e liquidação dos benefícios através do Rio Grande do Sul. Trabalhamos com a musculatura de uma empresa nacional, mas como uma empresa local e, assim, agregamos a força de um grupo nacional com solidez inconteste à agilidade de uma empresa local, e isso propicia níveis de crescimento bastante altos.”

Neste ano, mesmo com a realização da Copa do Mundo e das eleições, fatos que trazem dúvidas a empresas e instituições de diversos ramos, a perspectiva é de que o mercado gaúcho mantenha os resultados de 2013. A Icatu projeta atingir a margem de alta de 30% no Rio Grande do Sul. “Crescemos em decorrência do que foi plantado ao longo dos anos e estamos com um trabalho, no Estado, muito consistente ao longo do tempo. Esse trabalho renderá muitos frutos neste ano”, assegura o vice-presidente comercial, que credita maior expansão para o segmento de previdência privada.

Saut reforça que tanto o segmento de seguro de vida quanto o de previdência estão em crescimento no País, mas ponderou que, em relação ao seguro de vida, a Icatu é líder absoluta na região Sul, devendo faturar, neste ano e apenas regionalmente, cerca de R$ 650 milhões.  A empresa busca, agora, a liderança em previdência privada.

Quando o Grupo Icatu criou a Icatu Seguros, em 1991, o consumo era priorizado em detrimento do investimento em seguros, lembra Saut, que ingressou na empresa há 20 anos e viu o perfil dos clientes mudar substancialmente de lá para cá. “Era difícil convencer alguém a investir um valor mensalmente em seguro com a inflação crescendo e o poder de compras caindo diariamente.” A estabilização econômica, o aumento da expectativa de vida, a configuração de famílias com número reduzido de filhos e os recentes estímulos que levaram a melhoria de renda por boa parte da população mudaram esse cenário. “A cada dia que passa, as pessoas estão mais lúcidas em relação à importância em ter uma reserva e uma segurança. Elas estão abdicando ao consumo para fazer um seguro de vida, uma previdência privada.”

Os textos já publicados dos premiados estão linkados abaixo:
Comércio: FCDL-RS
Desenvolvimento: Badesul
Destaque Especial: Expointer
Dirigente Financeiro: Túlio Zamin
Educação: Fundação Liberato
Empreendedorismo Jovem: Junior Achievement
Empresário do Ano: André Gerdau Johannpeter
Entidade: Agas
Hotelaria: Hotel Dall'onder
Laboratório: Endocrimeta
Máquinas Agrícolas: Stara
Pesquisa Científica: Fapergs - 50 anos
Revenda de Carro: Panambra
Seguros: Icatu Seguros
Shopping Center: M.Grupo
Sindicato: Secovi
COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Lideranças de entidades, empresários e gestores públicos receberam o reconhecimento na solenidade
Jornal do Comércio reconhece contribuição ao desenvolvimento
Para Mércio Tumelero, 2014 é um ano de oportunidades
Destaques do Ano do JC aponta os avanços e os desafios do País
Destaques do Ano serão reconhecidos hoje pelo JC
Tradicional premiação celebra o aniversário de 81 anos do Jornal do Comércio e o Dia da Indústria
Trabalho do secretário da Agricultura tem foco no aumento da renda e da qualidade
Fioreze dá continuidade ao legado da gestão no Parque Assis Brasil