Porto Alegre, sexta-feira, 18 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
22°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1290 4,1310 0,98%
Turismo/SP 4,1000 4,3520 0,36%
Paralelo/SP 4,1100 4,3400 0,45%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
721235
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
721235
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
721235
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Destaques do Ano 2013 Notícia da edição impressa de 14/05/2014

FCDL-RS sai em defesa de interesses e demandas de comerciantes gaúchos

MARCELO MATUSIAK/DIVULGAÇÃO/JC
Koch considera o imposto de fronteira um dos maiores gargalos para o desenvolvimento do comércio
Koch considera o imposto de fronteira um dos maiores gargalos para o desenvolvimento do comércio

Com mais de 40 anos de atuação, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) representa os comerciantes do Estado e procura capacitá-los. A entidade comemora o bom momento vivido pelo segmento atualmente. Com a expansão do consumo ano após ano, proveniente do aumento da renda de milhões de brasileiros ao longo da última década, a expectativa é de manutenção do aumento no volume de negócios nesta temporada.

Atualmente, a FCDL-RS abriga 152 Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) e 20 Associações Comerciais e Industriais (ACIs). No momento, o número total de associados em todo o Rio Grande do Sul chega a 42 mil. Desses, 25 mil utilizam o Sistema de Proteção ao Crédito (SPC). A representação congrega 180 municípios. A atuação foi reduzida se comparada nos últimos anos, quando a entidade chegou a ser a maior federação de lojistas no Brasil. “Hoje somos a terceira maior, mas certamente a mais atuante do País”, garante o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

A participação se dá através da defesa das pautas de interesse dos comerciantes gaúchos. Temas como o imposto de fronteira e substituição tributária estão entre os principais assuntos de interesse do segmento no momento. “O imposto de fronteira é um dos maiores gargalos para o desenvolvimento econômico do comércio. As cidades próximas de Santa Catarina perdem competitividade, pois acabam tendo preços até 15% maiores no mesmo produto que é vendido no outro estado”, destaca Koch.

Mesmo assim, Koch acredita que a criação de um programa de refinanciamento de dívidas tributárias com o governo do Estado foi um avanço para o segmento. A FCDL-RS participou da realização da iniciativa junto com a Secretaria Estadual da Fazenda.  “É um refinanciamento que seria somente para o imposto de fronteira, mas acabou sendo estendido para todos os inadimplentes. É uma conquista para o varejo e cria condições de competitividade”, aponta o presidente da entidade.

A substituição tributária é outro tema acompanhado de perto pelo segmento. A entidade defende um tratamento diferenciado para os micro e pequenos empresários. “Tem que haver redução nessa cobrança de tributos, para defender as pequenas empresas e tornar a concorrência mais justa”, opina Koch. Nesse sentido, o dirigente aponta que a recente mudança na lei geral sobre o tema é positiva, mas ressalta que é preciso efetivamente colocar em prática as diretrizes.

Somado a esses fatores, a conjuntura econômica deve permanecer estável nesse ano. A inadimplência dos consumidores gaúchos não é alvo de preocupação. Os índices auferidos pela FCDL-RS, por meio do Sistema de Proteção ao Crédito, permanecem sob controle. “A tendência é que a inadimplência reduza cada vez mais, pois hoje existem ferramentas adequadas para medir riscos e acompanhar o comportamento do consumidor”, aponta Koch. Paralelamente, segundo dirigente, o mercado de trabalho deve continuar aquecido no comércio.

Copa do Mundo e eleições devem alavancar vendas

Alguns fatores contribuem para que a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) trace projeções otimistas para 2014. A Copa do Mundo, a ser disputada entre junho e julho, deve alavancar os negócios, acredita o presidente da entidade, Vitor Augusto Koch. “A Copa é um fator muito interessante. Embora em um primeiro momento contemple alguns setores específicos, como restaurantes e hotéis, o comércio pode se favorecer”, aposta. O Mundial também serviu de pretexto para incentivar a qualificação dos trabalhadores do setor, na ótica do dirigente.

Além disso, o fato de ser um ano eleitoral também pode contribuir no andamento dos negócios. “Temos uma pesquisa que diz que, em anos eleitorais, os investimentos em obras do governo aumentam. E isso gera oportunidades”, salienta Koch. No caso específico do Rio Grande do Sul, até mesmo a safra agrícola influi nos resultados. Quando a safra é boa, a tendência é de vendas em alta, principalmente no Interior gaúcho. E, nesta temporada, o setor primário do Estado teve novamente um bom desempenho.

O presidente da FCDL-RS lembra que comércio do Estado possui algumas peculiaridades em relação ao de outras regiões do Brasil, se notabilizando pela presença de redes locais. “Aqui existem várias redes fortes, o que inibe a entrada de marcas de outros estados e até internacionais”, constata.

Os textos já publicados dos premiados estão linkados abaixo:
Comércio: FCDL-RS
Desenvolvimento: Badesul
Destaque Especial: Expointer
Dirigente Financeiro: Túlio Zamin
Educação: Fundação Liberato
Empreendedorismo Jovem: Junior Achievement
Empresário do Ano: André Gerdau Johannpeter
Entidade: Agas
Hotelaria: Hotel Dall'onder
Laboratório: Endocrimeta
Máquinas Agrícolas: Stara
Pesquisa Científica: Fapergs - 50 anos
Revenda de Carro: Panambra
Seguros: Icatu Seguros
Shopping Center: M.Grupo
Sindicato: Secovi
COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Lideranças de entidades, empresários e gestores públicos receberam o reconhecimento na solenidade
Jornal do Comércio reconhece contribuição ao desenvolvimento
Para Mércio Tumelero, 2014 é um ano de oportunidades
Destaques do Ano do JC aponta os avanços e os desafios do País
Destaques do Ano serão reconhecidos hoje pelo JC
Tradicional premiação celebra o aniversário de 81 anos do Jornal do Comércio e o Dia da Indústria
Trabalho do secretário da Agricultura tem foco no aumento da renda e da qualidade
Fioreze dá continuidade ao legado da gestão no Parque Assis Brasil