Porto Alegre, quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
205059
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
205059
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
205059
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Começo de Conversa Fernando Albrecht
fernando.albrecht@jornaldocomercio.com.br

Começo de Conversa

Coluna publicada em 17/03/2014

Um bunker no Centro

VANDERLEI CARDOSO/DIVULGAÇÃO/JC
Se o visual permanecer como está, os turistas poderão achar que o prédio é um bunker
Se o visual permanecer como está, os turistas poderão achar que o prédio é um bunker

Está certo que o Estado não tenha muita capacidade de investimento, mas para que os turistas que virão para a Copa admirem o belo prédio da Secretaria da Fazenda do Estado é necessário tirar os tapumes que o cercam. Essa paisagem tem pelo menos 12. É incrível que ninguém tenha resolvido essa situação. Se o visual permanecer como está, os turistas poderão achar que o prédio é um bunker. Bem, de certa maneira é mesmo.

Fogo inimigo I

Alguém lá em cima não gosta de nós. Ficaria bem mais palatável se o governo federal dissesse em alto e bom som que não quer ajudar o prefeito José Fortunati nas obras da Copa. Até hoje, a Caixa Econômica Federal não liberou os R$ 466 milhões para elas, e isso vem de dezembro do ano passado. Os prazos diminuindo e quem se estrepa é a Capital e o estado como um todo.

Fogo inimigo II
 
A presidente Dilma Rousseff saberia disso? É difícil dizer “não”, afinal é meio bilhão de reais para a cidade onde ela tem casa. Teoricamente, ela deveria estar acompanhando pari passu como o fez no episódio do Inter/Andrade Gutierrez. Seja como for, o cipoal burocrático na cadeia de comando do governo é tão denso que até mesmo o oitavo carregador de moringa ferra com o safári. 

O espanto do inglês

Leitor conta que hospedou um inglês de Oxford, e quis mostrar a ele o Centro Histórico e o catamarã. Tentava estacionar na avenida Mauá (área azul) quando apareceu um flanelinha dizendo que a área era da prefeitura e sujeito a multa e guincho, sugerindo que ele estacionasse em outro ponto mesmo sem tíquete, porque ali ele mandava. Até hoje o inglês está tentando entender o que aconteceu. Bem-vindo ao clube, mister.

Soldados do partido

A festa de aniversário do governador Tarso Genro e também pré-lançamento da sua candidatura à reeleição, trouxe cardeais petistas de todas as patentes para a Casa do Gaúcho, no sábado de noite. Entre eles o futuro ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, que abraça o deputado Valdeci Oliveira. Rossetto abdicou de um alto posto na Petrobras Biocombustíveis para substituir Pepe Vargas. 

Na escolha de Sartori...

A convenção do PMDB que escolheu o candidato do partido para disputar o Palácio Piratini foi invulgar por vários motivos. Primeiro, a prévia propriamente dita, que escolheu José Ivo Sartori; segundo, pela diferença de votos, com Paulo Ziulkoski recebendo apenas 30% dos sufrágios; terceiro, porque o deputado Eliseu Padilha, mentor desta candidatura, estava convicto que a disputa seria parelha.

...a alegria da situação

Finalmente teve o discurso irado do senador Pedro Simon, que disparou para tudo quanto é lado, inclusive contra a imprensa, atacando duramente a colega e pré-candidata ao governo do Estado Ana Amélia Lemos, conectando-a ao regime militar. O episódio dos gastos com dentista doeu muito. Em resposta, o PP divulgou nota igualmente dura contra o senador, usando entre outros termos “oportunista e ingrato”. Para a alegria da situação, aliás.

O capacete falante

Capacete de motociclista é ideal para abrigar um sem número de engenhocas, como este saliente na foto, fabricado pela europeia Cardo, disponível em alguns sites de compras a um preço de 189 euros, serve para transmissão via bluetooth para até oito motociclistas ou para alguma base fixa com comando por voz. Ou seja, as mãos ficam livres para pilotar a moto. O alcance é de uma milha (1,6 mil metros), mas o equipamento também pode ser conectado a um smartphone.

Finais

PARCEIROS Voluntários inicia hoje um novo projeto para as OSC’s de Porto Alegre: o projeto Qualificação da Teia Social. IEE lança hoje/19h/Teatro Bourbon Country o livro Construindo Soluções – Série Pensamentos Liberais. POPULAÇÃO recebeu bem o Trote Solidário dos estudantes de medicina liderado pelo Núcleo Acadêmico do Simers.

Miúdas

  • NOVAS regras da F1 são muito complicadas. Tinha razão o ex-secretário da Receita Everardo Maciel: lei boa é lei velha.
  • ESTATÍSTICAS repetem monotonamente que maioria dos criminosos presos reincide no crime.
  • APENAS uma parcela dos criminosos está na cadeia e mesmo assim a legislação permite que as penas sejam brandas. 
  • AS forças da lei estão apenas enxugando gelo. Nem governo nem Congresso pegam o pião na unha.
COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Como pato na água O sumiço do telhado Ah, eu sou gaúcho! Lá e cá