Porto Alegre, terça-feira, 10 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
35°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1300 4,1320 0,33%
Turismo/SP 4,0900 4,3400 1,13%
Paralelo/SP 4,1000 4,3300 1,14%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
778838
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
778838
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
778838
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Palavra do Leitor Roberto Brenol Andrade
opiniao@jornaldocomercio.com.br

Palavra do Leitor

Coluna publicada em 22/12/2009

Buracos

Solicito à Smov que providencie tapar três ou quatro buracos existentes no piso da travessa Helena Sperotto, no bairro Rio Branco. Estão ali há mais de dois meses. (Marcelo Ferreira)

Smam

Gostaria de sugerir à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) que providencie a troca das mudas das palmeiras que não vingaram, nas avenidas Júlio de Castilhos, Farrapos, João Pessoa e outras. Tenho plena certeza de que serei atendido, e desde já agradeço. (Julio César de Souza Cabral)

Vergonha

Vergonha. Vergonha. Vergonha. Até quando a anarquia reinará nos serviços públicos, sejam nacionais, em Brasília, ou aqui, na Assembleia? Falta um mínimo de administração. Se fosse em empresa privada, os faltosos não ficariam uma semana ganhando sem trabalhar. Aqui, ficaram anos. Vergonha. (Maria de Paulo Santos, Caxias do Sul/RS)

Imprensa

A propósito de recentes decisões judiciais restritivas de publicação no jornal Estado de São Paulo, vale reproduzir, por serem oportunas, as palavras do insuperável mestre Ruy Barbosa: "De todas as liberdades, é a da imprensa a mais necessária e a mais conspícua: sobranceia e reina entre as demais. Cabe-lhe, por sua natureza, a dignidade inestimável de representar todas as outras" - Obras Seletas. (Fernando Wunderlich, Rio Pardo/RS)

Cumprimentos

Por ocasião do Natal e das festas de fim de ano, o Jornal do Comércio recebeu os seguintes cumprimentos: Sebastião Melo, presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre; vereador Aldacir Oliboni e assessoria; Victor José Faccioni, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado; Serafini Advogados; Jorge Drumm e família; Studio Márcio Verza; Aline Wolff da Fontoura, jornalista; Joal Teitelbaum, engenheiro e empresário; deputada Zilá Breitenbach; Vicente Romano, assessoria de imprensa da bancada do PP; Grupo Zaffari; Reinaldo Leiria, engenheiro; Thiago Tombesi; Ipea; Inácio Knapp, assessor de comunicação; Inês G. Wilson; professor Cimino e família; João Roberto A. Neves, advogado; Sapato Florido.

O presidente e o SUS

No Jornal do Comércio, página 2, em Frases & Personagens, constou uma frase que talvez tenha passado sem atenção de muitos leitores: Na próxima conversa que eu tiver com Obama, vou dizer: faça o Sistema Único de Saúde (SUS). Custa mais barato e é de qualidade, é universal. Presidente Lula. Bem, quem conhece o SUS é quem o utiliza, por não ter outro recurso, é quem pode destacar a qualidade. Eu nunca necessitei do SUS, mas no momento em que acompanhei um familiar ao SUS, por dificuldades de locomoção, eu concluo que o presidente dessa grandiosa Nação está desinformado ou mal-informado sobre a situação do SUS. Se esse texto chegar até o senhor, presidente, o que é muito improvável, eu o convido para que faça um singelo teste de qualidade no SUS que eu conheço. Finja-se de paciente necessitado do SUS, mas que ninguém o reconheça, para não ter tratamento diferenciado, e entre na emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição em Porto Alegre. Faça questão de aguardar na chamada sala verde daquele hospital, até que tenha um leito para internação. Se não conseguir a emergência do Hospital Conceição, tente o Hospital de Clínicas de Porto Alegre, talvez consiga ser atendido várias horas depois. Convide o presidente Barack Obama. Estes itens são alguns dos que conheço, mas continue a peregrinação e o senhor vai concluir qual o nível de qualidade do SUS. O SUS que eu conheço é este. Se há algum outro de melhor qualidade, quero conhecer. Sabemos que médicos e funcionários dos postos de saúde e hospitais do SUS fazem o que podem com os escassos recursos que têm, diante de tanta necessidade, e não têm culpa do descaso das autoridades. Depois de constatar a realidade do SUS, senhor presidente, analise o que declarou e certamente vai ter outra visão dos fatos. (Renato José de Lima, um eleitor brasileiro)

Na coluna Palavra do leitor, os textos devem ter, no máximo, 500 caracteres, podendo ser sintetizados. As cartas publicadas com assinatura nesta página são de responsabilidade dos autores e não traduzem a opinião do jornal. A sua divulgação, dentro da possibilidade do espaço disponível, obedece ao propósito de estimular o debate de interesse da sociedade e o de refletir as diversas tendências.
COMENTÁRIOS
jornalista Lino Tavares - 22/12/2009 - 02h55
O leitor Renato José tem razão na sua análise sobre o SUS que Lula sugeriu simploriamente a Barack Obama.Depender desse Sistema de Saúde é como depender da polícia carioca para sobreviver nas favelas dominadas por traficantes. Infelizmente, temos um presidente que nos faz passar vergonha, dizendo coisas impensadas e fazendo coisas nesse seu desgoverno que até Deus duvida. Jornalista Lino Tavares jornalino@gmail.Com

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Crise
Atribuindo a causa de nossos problemas atuais para nossa "herança portuguesa"
Cais Mauá
Porto Alegre virou uma terra de ninguém
Lei Kandir
Excelente e oportuníssima a matéria de capa do Jornal do Comércio Perdas com a Lei Kandir somam 63% da dívida do Estado
Previdência
O funcionalismo público estadual reluta equivocadamente em aceitar a reforma previdenciária que deve ser feita para que aconteça o óbvio equilíbrio entre arrecadações e benefícios