Porto Alegre, sexta-feira, 06 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
29°C
17°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1810 4,1830 0,14%
Turismo/SP 4,1800 4,4280 0,68%
Paralelo/SP 4,1600 4,3800 0,22%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
134296
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
134296
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
134296
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

artigo Notícia da edição impressa de 22/12/2009

Ministério Público e futebol: duas grandes paixões

Marcelo Tubino

Dizem que o conhecimento se dá por associações de significados. Entendemos algo a partir de outro conceito formado e assim por diante. Há onze anos vivo o Ministério Público. Muito antes, já jogava bola. Duas intensas atividades que, num devaneio, considero com acentuadas semelhanças. O promotor de júri é aquele com grande destaque, que todos ouvem, bastante admirado, é a vitrine no Ministério Público. Ele representa um grande atacante, rápido, veloz, goleador, ídolo da torcida, sempre esperança de estupendas atuações. Promotores da Infância, Defesa Comunitária e Meio Ambiente são os meias, pois com conhecimentos altamente técnicos, habilidosos, sabem fazer o time jogar, difundindo melhores práticas, dando o toque de qualidade no time. Nas iniciais, promotorias únicas, esses sim certamente são os volantes de hoje! Defendem, armam e atacam, desde pareceres cíveis, participam de reuniões na comunidade, processam abusadores, brigam e conciliam com o prefeito, orientam a equipe e o conselho tutelar, espanam a bola e chegam para concluir, são os "faz-tudo". Os zagueiros, quase sempre mais lentos que os demais, por muitos esquecidos, mas fortes, imponentes, com proposições arraigadas, sem muita brincadeira, são os civilistas, com paulatina racionalização, mas fundamental para o atual estágio do Ministério Público e base da confiança do time. Nossos procuradores certamente fazem as vezes dos cartolas. Decidem o futuro da instituição, o destino do time. E os alas? Nada de imediato vem à mente, talvez por isso estejamos numa crise de alas no futebol... Acredito que Ministério Público e futebol reprisem a vida. Não são nenhum pouco matemáticos, do ponto de vista da precisão, oscilam, ora racionais, ora emocionais. Por mais que tentemos uma vida estável, sempre estamos sujeitos aos imprevistos, entretanto experimentamos grandes alegrias, amizades, e, sobretudo, amor, afinal é a vida.

No futebol, o atual time rebaixado geralmente no outro ano estará em festa, subindo. A beleza está no fato de que um time teoricamente mais fraco e desacreditado sempre poderá ganhar. A todo tempo se pode dar a volta por cima. Claro, o time melhor preparado possui maiores chances, contudo não vejo nenhum outro esporte com tantas opções, por isso emocionante, universal, a essência da vida. Um processo bem estudado, júri cansativamente preparado, atuação tecnicamente perfeita não são garantia de procedência. Um promotor de Justiça sempre se sujeita à cabeça de uma sentença, à falta de sensibilidade de acordantes, a um veredicto desfavorável. Por vezes, achamos que somos só mais uma peça do sistema. Mas num dia, em que se proporciona novos horizontes a uma criança, condenação depois de um trabalho tão árduo, ajustamento inalcançável por outras vias, tem-se a recompensa por toda uma carreira. E no outro dia, a vida segue normalmente, tudo de novo. Tudo se repete e se renova. Vivo futebol e o Ministério Público, grandes paixões, pois retratos da vida.

Promotor de Justiça

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil