Porto Alegre, quinta-feira, 16 de julho de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
17°C
11°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
568212
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
568212
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
568212
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Transportes 15/01/2014 - 09h34min

Operação Tartaruga deixa locomoção lenta em Porto Alegre

Marcelo G. Ribeiro/JC
Os trabalhadores não aceitaram a proposta de reajuste salarial feita pelo sindicato
Os trabalhadores não aceitaram a proposta de reajuste salarial feita pelo sindicato

A locomoção por transporte público em Porto Alegre, na manhã desta quarta-feira (15), está mais lenta. Isto porque os rodoviários da cidade entraram em estado de greve e realizam a Operação Tartaruga – definida em assembleia realizada no ginásio Tesourinha na noite de ontem. 

Conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a lentidão mais crítica era verificada, por volta das 9h, em locais como Túnel da Conceição, Osvaldo Aranha, Paulo Gama e no corredor da Farrapos.

Os trabalhadores não aceitaram a proposta de reajuste salarial feita pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa). A proposta das empresas era de reajuste salarial com base na inflação medida pelo INPC no período de 1 de fevereiro de 2013 até 31 de janeiro de 2014, cujo índice definitivo deverá ser publicado até meados do mês de fevereiro. A entidade patronal também propôs renovar as demais cláusulas da convenção coletiva vigente como vale-alimentação, passe livre gratuito, quinquênio e garantia da função de cobrador.

Em nota, o Seopa diz que a proposta é resultado de um “esforço das concessionárias para atender, ainda que parcialmente, às demandas dos seus trabalhadores”. “Em função do cenário de indefinições que envolvem a tarifa de ônibus da Capital, o Seopa considera estar sendo coerente com a realidade enfrentada, e diz ter agido com responsabilidade evitando prometer algo que não possa cumprir”, aponta o texto.

COMENTÁRIOS
nelson - 15/01/2014 - 12h09
Assim como os demais serviços essenciais, moradia, educação e saúde, jamais o transporte público poderia estar nas mãos da iniciativa privada, porque sujeitos aos interesses e ao lobby corporativo. É um absurdo, uma vergonha, o cidadão estar vítima desta categoria que paralisa quando quer trens e ônibus, atribui valores absurdos às passagens como no catamarã, beneficiando a minoria. Se assim não funciona, então, que estes sejam entregues às autarquias municipais ou estaduais como a Carris.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Em coletiva, Fortunati confirmou quatro consórcios nos seis lotes
Fortunati anuncia vencedores da licitação do transporte coletivo
Três mil sacolas serão distribuídas entres os táxis conveniados
Projeto Bibliotáxi busca incentivar a leitura nos táxis de Porto Alegre
Diversos itens de qualificação precisam ser cumpridos, como acessibilidade e o aumento da frota
Vencedoras da licitação serão conhecidas hoje
Novo contrato de sistema de aluguel de bicicletas inclui outorga de 10% para a EPTC
Operação do BikePoa tem licitação deserta