Porto Alegre, quinta-feira, 28 de outubro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
101125
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
101125
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
101125
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Turismo Notícia da edição impressa de 30/12/2013

Roteiros rurais querem atrair turistas da Copa

Entidades e governos vão aproveitar campeonato mundial de 2014 para divulgar o agroturismo gaúcho aos visitantes

Nestor Tipa Júnior

LUCIANE BEATRIZ RAIMANN SOARES/DIVULGAÇÃO/JC
Museu da família Hillebrand retoma a história dos imigrantes na Serra gaúcha
Museu da família Hillebrand retoma a história dos imigrantes na Serra gaúcha

Empreendimentos rurais querem aproveitar a vinda de milhares de turistas, durante a Copa do Mundo 2014, para divulgar seus roteiros turísticos e atrair os visitantes para que, entre os jogos da competição, desfrutem da cultura, história e gastronomia gaúcha. Tanto o governo quanto as entidades e os próprios produtores rurais estão se organizando e qualificando os negócios para receber os estrangeiros e brasileiros de outras regiões que estarão circulando pelo País no período do evento. 

O projeto Sebrae 2014, organizado pelo Sebrae, tem o objetivo de aproximar empresas de negócios com os estrangeiros. Foram mapeadas 930 oportunidades nas 12 cidades-sede, e nove setores foram priorizados, entre eles o de turismo e de agronegócios. No Rio Grande do Sul, foram escolhidos cinco roteiros turísticos a serem trabalhados: Aventura na Serra Gaúcha, Lagoa do Peixe, Quintais de Cambará, Alemães do Sul e Sabores e Saberes do Vale do Caí.

Conforme a gestora do Projeto Sebrae 2014 no Rio Grande do Sul, Amanda Paim, os atrativos foram escolhidos a partir da proximidade com a capital. “Selecionamos roteiros turísticos no raio de 250 quilômetros de Porto Alegre, pois acreditamos que as pessoas, tendo informações de outras opções de lazer no entorno da região, poderão visitar esses destinos no período da Copa do Mundo”, ressalta.

Cada roteiro recebeu uma consultoria para melhorar a qualidade e a diversidade de sua oferta. Foram trabalhadas questões de divulgação no mercado, como reformulação do site para divulgar as atrações, inclusive com informações em outros idiomas. Rodadas de negócios também foram feitas com agências de viagem e operadoras de turismo para inserir os roteiros rurais nos pacotes turísticos. Uma delas foi feita na Argentina antes mesmo da confirmação que a seleção de Messi e companhia estaria em Porto Alegre. “Foram bem aceitos nossos roteiros turísticos lá”, diz Amanda.

As operadoras e agência de viagens serão os principais divulgadores dos roteiros no período pré-Copa. Durante o Mundial, a rede hoteleira será o reforço para incentivar os turistas. Mais do que os estrangeiros, Amanda salienta que os brasileiros devem ser o principal público destas rotas turísticas. “Temos uma expectativa de que três milhões de brasileiros estejam viajando no período da Copa, além das férias escolares, que serão na mesma época”, lembra a gestora.

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, também está se mobilizando para atrair turistas para os caminhos rurais. Investimentos em infraestrutura, como melhorias nos acessos e na sinalização aos roteiros do agroturismo, estão sendo trabalhados. A secretária da pasta, Abigail Pereira, avalia que a aposta em mostrar a identidade gaúcha, diferenciada do restante do Brasil, pode render frutos aos empreendimentos. “Temos a oportunidade com a Copa de fixar nossa imagem, a nossa identidade e a nossa gastronomia das zonas coloniais, de mostrar o campo como um espaço onde o gaúcho vive e sobrevive nestes encantos”. 

Nova Petrópolis destaca a colonização alemã

Resgatar as origens da colonização alemã no Estado é um dos principais objetivos do roteiro Alemães do Sul, em Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha. No roteiro, criado em 2006, o turista percorre, em oito quilômetros e com previsão de duas horas e meia de duração, cinco pontos turísticos que lembram a chegada dos sudetos boêmios, alemães que viviam no Reino da Boêmia, do norte da atual República Tcheca.

O caminho começa pelo Museu da família Hillebrand, que veio para o Brasil em 1874, onde objetos, móveis e documentos relatam a história dos imigrantes. Depois, o roteiro segue por um moinho com a arquitetura enxaimel, tradicional de casas alemãs; passa pela Casa de Pedra, onde eram realizadas as festas dos colonos; uma propriedade rural, para desfrutar de produtos coloniais; e termina no Armazém Rosa Mosqueta, que conta a história da Rosa da Vitória, flor símbolo dos senhores feudais da Boêmia. “É uma grande história, que fazemos questão de contar no nosso museu”, destaca Ovídio Hillebrand, que faz parte da quarta geração da família que colonizou o local.

O site do roteiro Alemães do Sul foi reformulado com explicações de cada um dos pontos em quatro línguas: português, inglês, espanhol e alemão. Mesmo assim, Hillebrand reforça que a rota já é ponto para diversos turistas do Brasil. “Já recebemos visitas de São Paulo e do Nordeste”, afirma.

Vale do Caí aposta na agroecologia da região

O roteiro Sabores e Saberes do Vale do Caí engloba quatro municípios e onze integrantes. A rota turística tem como grande destaque a agroecologia na produção das propriedades rurais, gastronomia típica, venda de produtos coloniais e agroindustriais. 

A criação se deu no ano de 2007, por meio de um apoio da Emater, que reuniu os empreendedores rurais e sugeriu a criação do roteiro. “O foco principal é nas propriedades que trabalham a agroecologia”, explica a presidente da associação dos representantes da rota, Adriana Steffen.

O destaque, segundo Adriana, é a diversidade que o roteiro oferece. Os visitantes podem desfrutar desde um passeio campestre, com cavalgadas em meio à natureza, até produtos coloniais e agroecológicos da produção dos agricultores locais, como morangos, cachaças e sucos. “A rota é dividida nas onze propriedades, e o turista escolhe as que quer visitar, pois não tem como visitar todas no mesmo dia, por causa da distância”, afirma.

Para a Copa do Mundo, a presidente da rota acredita que, por ser o mais próximo da capital, o roteiro poderá ser visitado por estrangeiros. No entanto, Adriana acredita que o principal legado será o de promover o Sabores e Saberes do Vale do Caí para o público interno. “Não trabalhamos apenas em função da Copa, que é o momento para se fazer essa divulgação, mas esperamos que possamos receber mais pessoas aqui da região”, completa.
COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Lemanski desembolsou R$ 3 mil em cursos de formação no Senac
Guias de turismo buscam maior valorização
Zorzanello valoriza a gastronomia como atração da Festuris
Turismo desperta para o potencial da gastronomia
Financiamento é opção para quem quer viajar
Para movimentar o turismo, governo federal articula linhas de crédito para pessoas físicas junto ao sistema financeiro
Apaixonado por viajar, Shimosakai criou a Turismo Adaptado, que oferece atendimento especializado
Acessibilidade ainda desafia o trade turístico