Porto Alegre, sexta-feira, 20 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
20°C
11°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1620 4,1640 1,43%
Turismo/SP 4,0900 4,3300 1,40%
Paralelo/SP 4,1000 4,3400 1,40%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
582968
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
582968
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
582968
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

HISTÓRIAS DO COMÉRCIO E DOS SERVIÇOS Notícia da edição impressa de 23/09/2013

Petiskeira em constante expansão

Jefferson Klein

JONATHAN HECKLER/JC
Empresa surgiu com o objetivo de propiciar uma refeição rápida e a custos acessíveis
Empresa surgiu com o objetivo de propiciar uma refeição rápida e a custos acessíveis

Desde que abriu sua primeira unidade, em 1984, a Petiskeira registrou um constante crescimento. A tendência é de que essa característica seja mantida para os próximos anos. Atualmente, o grupo conta com nove restaurantes (oito em Porto Alegre e um em Canoas). E, para a segunda quinzena de outubro, está prevista a abertura de um novo estabelecimento, no Shopping Bourbon Ipiranga, na Capital.

De acordo com o sócio-diretor da Petiskeira, Ângelo José Meneghetti, o planejamento estratégico da companhia prevê, primeiramente, o fortalecimento da marca e a ocupação de espaços em Porto Alegre. Posteriormente, a meta é avançar para a Região Metropolitana e, na sequência, para o Interior do Estado. Meneghetti prefere não revelar o número de quantas unidades, mas garante que a intenção é de uma forte expansão.

O dirigente enfatiza que se trata de um processo que vai se consolidando de dentro para fora, reforçando a marca em Porto Alegre e depois seguindo para as outras cidades. O sócio salienta ainda que o nome já é bastante conhecido no Interior, pois o fluxo de pessoas dessa região que passa pela Capital é muito intenso. Segundo o executivo, o Interior deve ser alcançado pela Petiskeira dentro de um horizonte de três anos.

O empresário lembra que a Petiskeira nasceu através de uma loja de 40 metros quadrados, dentro do shopping Iguatemi. Meneghetti fundou a empresa, iniciando o negócio aos 22 anos de idade. O empreendedor comenta que sua família já atuava no ramo de restaurantes. “Eu cresci nele”, salienta o dirigente. Meneghetti aliou essa experiência natural aos ensinamentos técnicos e teóricos adquiridos na faculdade de economia.

“A Petiskeira surgiu da ideia, naquela época, de oferecer um produto que não existia no mercado de shopping em Porto Alegre”, destaca o empreendedor. O objetivo era propiciar uma refeição rápida e a custos acessíveis, distinguindo-se das opções que eram apresentadas: lanches ou restaurantes com pratos mais caros e demorados. “Queríamos alcançar um nicho que ficasse no meio disso e foi um sucesso”, comemora Meneghetti. Desde então, a rede vem se aprimorando, evoluindo pontos como o cardápio, produção, atendimento, entre outros.

A característica do produto da Petiskeira, conforme Meneghetti, é o toque caseiro, saudável e com certa sofisticação. O prato que mais vende, no momento, é a feijoadinha, composta por contrafilé, arroz, couve, farofa, laranja e, claro, feijão. O ticket médio de um almoço no restaurante é de cerca de R$ 22,00. A rede atende, em média, aproximadamente 150 mil pessoas ao mês. A loja do Shopping Iguatemi, até por ser a mais antiga, é o estabelecimento que tem a maior passagem de público. Nesse shopping, hoje, a companhia possui dois nichos de atendimento, uma unidade de buffet e outra à la carte. As duas lojas surgiram praticamente juntas. Com o desenvolvimento do negócio, a Petiskeira escolheu propagar o modelo à la carte, pois é um negócio mais fácil de replicar. O grupo conta ainda com uma unidade de tele-entrega. Meneghetti aponta que é uma espécie de mercado que também vem verificando um bom crescimento.

Presença em shoppings é diferencial

O posicionamento da Petiskeira em shoppings centers é considerado como estratégico pelo sócio-diretor da companhia, Ângelo José Meneghetti. O shopping implica alguns custos maiores de operação, mas compensa em atrativos como estacionamento e segurança. Assim como minimiza os problemas oriundos de condições climáticas adversas (muito calor, chuva ou frio). O fluxo nos shoppings é muito mais constante do que nas lojas de rua. Além disso, quase 30 anos de mercado e investimentos em mídia deixaram a marca famosa.

Meneghetti detalha que durante a semana a Pestikeira recebe, predominantemente, um perfil de público. Aos sábados e domingos muda. Nos dias úteis frequentam os restaurantes, fundamentalmente, executivos e profissionais liberais. Nos finais de semana são famílias com crianças. “Pegamos um público bem eclético”, reforça o dirigente.

Trabalham atualmente na rede cerca de 500 funcionários. Até o final de outubro, outro plano da companhia é abrir uma unidade de produção no Distrito Industrial do município de Cachoeirinha, com aproximadamente 2 mil metros quadrados. Esse complexo será responsável pela gestão de itens como molhos, vegetais, entre outros. A nova estrutura substituirá uma menor, localizada em Porto Alegre. O investimento na iniciativa é de cerca de R$ 2 milhões. No ano passado, o grupo faturou cerca de R$ 48 milhões.

COMENTÁRIOS
Rodrigo Lenhard Piedade - 23/09/2013 - 09h32
Só falta os preços serem realmente acessíveis mesmo fazendo parte da chamada "classe média alta" só consigo ir a Petiskeira no máximo 1 vez no mês.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Relação com os clientes que frequentam o local há décadas é mantida, diz Gitz
Pé de Meia se adapta às mudanças da moda
Segundo Lumertz, cerca de dois refrigeradores antigos passam pelo conserto por mês
Luzitana é referência em assistência para geladeiras antigas
Braga e Bandeira se especializaram em oferecer variedade de rótulos
Bier Markt cativa os amantes das cervejas artesanais
Manoela, Alexandre, Daniela e Patrícia seguem à risca os ensinamentos do fundador
Freire Imóveis tem prazer em atender