Porto Alegre, quarta-feira, 18 de maio de 2022.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
167000
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
167000
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
167000
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Repórter Brasília Edgar Lisboa
[email protected]

Repórter Brasília

Coluna publicada em 06/09/2013

Fundo para a Metade Sul

A criação de um fundo constitucional para a Metade Sul do Rio Grande do Sul é um sonho antigo do senador gaúcho Pedro Simon (PMDB). Ele tentou incluir uma proposta desse teor na minirreforma tributária de 2007, mas o texto acabou sendo arquivado na Câmara. Agora, ele vai tentar de outra forma. Simon é autor de um projeto de lei que cria a mesorregião da Metade Sul, que seria como as mesorregiões do Jequitinhonha, do Nordeste e do Espírito Santo. Assim, a região fica habilitada pelo Ministério da Integração Nacional a receber recursos do governo federal pela Política Nacional de Combate à Desigualdade Regional. Essa proposta já tem acordo para ser votada.

Atalho com Aécio

Para criar o fundo constitucional, Simon resolveu pegar um atalho. O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) apresentou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que institui que a União irá repassar mais 1% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados para o Fundo de Participação dos Estados (FPE). Simon irá apresentar uma emenda a essa PEC, criando o fundo. O relator, senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), já fez um acordo com Simon para incluir a emenda no relatório final. “Durante muito tempo, a União impediu que a Metade Sul se desenvolvesse no mesmo passo do restante do Estado. Além disso, os municípios da zona fronteiriça do Rio Grande do Sul foram os que mais sofreram o impacto econômico e social de acordos multilaterais negociados pelos respectivos governos”, explicou Simon.

Briga interna no PT

As eleições internas do PT geraram uma troca de farpas entre os deputados Henrique Fontana e André Vargas nas redes sociais. O motivo foi um comentário de Fontana sobre o Processo de Eleição Direta que vai escolher a nova cúpula do partido em novembro. “Em 23/08, o PT tinha 184.893 filiados aptos a votar no PED. Em uma semana saltou para 780 mil. Sinal claro de inchaço. Reforma política no PT já”, escreveu Fontana, que integra a corrente Mensagem ao Partido e apoia a candidatura de Paulo Teixeira. Depois ele afirmou desconfiar de voto de cabresto. Vargas, da tendência majoritária do partido, a Construindo um Novo Brasil, escreveu depois que “Henrique Fontana é um moleque leviano e parece aquele que bate a carteira e desce a ladeira gritando pega ladrão. Quando começou a sacanear o (deputado Cândido) Vaccarezza, eu disse que ele estava priorizando a luta interna e arrumando um discurso para o Paulo Teixeira (candidato à presidência do PT nacional)”. Vargas continuou: “As mesmas variações pseudo-suspeitas que Fontana apresentou se verificaram em colégios eleitorais onde a tendência dele tem força”. Fontana, por sua vez, deu uma resposta curta. “O baixo nível dos tweets postados pelo André Vargas mostra sua falta de argumento e capacidade para debater com respeito e democracia.”

COMENTÁRIOS
diego - 06/09/2013 - 19h23
Bha Fontana deu bola fora coisa de guri mesmo, por isso que nao vai pra frente tinha uma outra imagem dele estou decepcionado.


diego -
06/09/2013 - 19h24
Bha Fontana deu bola fora coisa de guri mesmo, por isso que nao vai pra frente tinha uma outra imagem dele estou decepcionado.


Carlos -
06/09/2013 - 22h52
Tem algo estranho na explicação de Simon. Diz ele que a União impediu o desenvolvimento da metade sul. Mas a União não tem ingerência no orçamento do estado desde 1889. E antes disto, no império, Dom Pedro II tinha clara preferencia pela zona sul do Estado, especialmente, por Rio Grande, onde esteve várias vezes. Sem duvida, Simon equivocou-se.


Manoel Antiqueira -
07/09/2013 - 14h23
O Sr. Carlos tem razão! Esse senador não conhece a Metade Sul. Para não ser grosseiro vou dizer que ele, apenas, enganou-se.


Cassiano -
08/09/2013 - 21h24
O projeto que o Senador Simon fez se referindo que a União possui um passivo com a metade sul esta correto, pois a União impediu qualquer investimento de infraestrutura, em pesquisa, em qualquer setor que desenvolvesse essa região, pois era uma região que seria afetada em uma guerra com a Argentina que estava certa, e o Uruguai seria invadido pela Argentina. Como não houve guerra graças a Deus, ficou as consequências, a União tem uma divida sim.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Golpe e corrupção
A sessão desta quinta-feira na Câmara deverá ser marcada principalmente por duas palavras: golpista e corrupto
Depósitos judiciais
Está sendo discutido no Supremo Tribunal Federal (STF) o uso de depósitos judiciais para pagar despesas públicas
Estatuto do Desarmamento
A comissão especial que trata do projeto de lei que revoga o Estatuto do Desarmamento deve votar o relatório do deputado Laudívio Carvalho (PMDB-MG) hoje
Brasil chinês
A Câmara dos Deputados aprovou a urgência na tramitação do projeto de lei que regula a compra de terras brasileiras por estrangeiros