Porto Alegre, terça-feira, 15 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
14°C
24°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1250 4,1270 0,75%
Turismo/SP 4,0900 4,3360 0,88%
Paralelo/SP 4,1000 4,3300 0,93%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
176692
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
176692
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
176692
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

MUNICÍPIOS Notícia da edição impressa de 27/06/2013

Valdir Andres assume a presidência da Famurs

Fernanda Bastos

JONATHAN HECKLER/JC
Progressista (e) ressaltou necessidade de realizar a reforma tributária
Progressista (e) ressaltou necessidade de realizar a reforma tributária

O ex-prefeito de Santo Ângelo Valdir Andres (PP) assumiu ontem a presidência da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) para um mandato de um ano. O dirigente vai substituir Ary Vanazzi (PT) no cargo. Em discurso de posse, o novo presidente da Famurs destacou a necessidade de, além da reforma política, o governo federal encabeçar a luta pela reforma tributária. Andres criticou a falta de recursos dos municípios, que são responsáveis pela gestão de serviços essenciais, como saúde e educação. “Temos menos capacidade para investir e, ao mesmo tempo, os encargos aumentaram muito”, lamentou Andres.

O progressista ainda criticou a aprovação de leis no Congresso Nacional que indicam o aumento de investimentos sem determinar a origem dos recursos necessários para as gestões. “Depois quem tem que responder sobre esses recursos são os prefeitos”, reclamou. Andres ressaltou a necessidade da repactuação do bolo tributário – receitas divididas entre a União, o Estado e os municípios - e também propôs aumento entre 2% a 3% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Entidade mantém contrariedade a projeto das multas

O antecessor de Valdir Andres (PP) na presidência da Famurs, Ary Vanazzi (PT), deu sinais ontem de que a Famurs continua resistente ao projeto de lei do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que aumenta o rigor das multas aos prefeitos que cometerem irregularidades. O petista avaliou ontem que ainda é remota a possibilidade de que a Assembleia Legislativa aprove o texto, em função das pressões da entidade que representa os gestores municipais. “O debate vai muito longe ainda”, apontou.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Famurs representa 497 municípios
VÍDEO: Presidente da Famurs diz que má distribuição de recursos se arrasta há anos
O Data Center Container é orçado em R$1,55 milhão
Novo centro de dados da prefeitura de Canoas funciona em um container
Seger Menegaz (PMDB) também é prefeito de Tapejara
Famurs revela que municípios recebem apenas R$ 0,36 por aluno para merenda
Presidente Paulo Ziulkoski leu documento de encerramento do evento
CNM aposta em apoio do Congresso para avançar