Porto Alegre, quarta-feira, 18 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
25°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0770 4,0790 0,26%
Turismo/SP 4,0400 4,2800 0%
Paralelo/SP 4,0500 4,2900 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
204497
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
204497
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
204497
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Histórias do Comércio e dos Serviços Notícia da edição impressa de 24/06/2013

Paixão colorada transforma a Inter Shop em campeã de receitas

Rafael Vigna

JONATHAN HECKLER/JC
Melhorias no design e qualificação de fornecedores e franqueados fizeram saltar o faturamento
Melhorias no design e qualificação de fornecedores e franqueados fizeram saltar o faturamento

Transformar a paixão de torcedores em receitas não é tarefa fácil. Exige gestão, qualidade nos serviços e uma oferta de produtos oficiais em constante renovação. Enquanto alguns clubes de futebol com grande apelo popular ainda engatinham na formulação de modelos de negócios capazes de ampliar a geração de recursos com a venda de artigos, o Sport Club Internacional dá um passo à frente para consolidar um sistema que chegou a gerar mais de R$ 11,5 milhões em 2011.

Parte integrante de uma campanha vitoriosa, iniciada há 18 anos com a então chamada Inter Sports, o diretor de Marketing do clube, Jorge Avancini, relembra a evolução dos faturamentos com licenciamentos. Em 2007, ao assumir o cargo, os ganhos eram de apenas R$ 600 mil. A escalada foi fruto de um processo de melhorias no design, qualificação de fornecedores e franqueados.

Uma parceria com a SPR Franquias, com sede em São Paulo, conduziu o processo que também alterou o nome da divisão para Inter Shop. Com investimentos mínimos de R$ 100 mil para quiosques, semelhantes aos instalados nos principais shoppings de Porto Alegre, e de R$ 200 mil para as lojas, a média anual de arrecadação no departamento chegou a R$ 8 milhões.

Entretanto, o objetivo básico que norteou a criação da rede na primeira metade da década de 1990 foi a necessidade de padronizar os artigos comercializados em nome do Internacional. Na época, relembra o dirigente, eram raros os licenciamentos em escudos de futebol.

“Muitas pessoas usavam a marca e não havia reembolso. Em seguida, surgiu a ideia de gerar receitas consistentes em cima disso por meio de uma cobrança de royalties, que hoje é um sucesso.

Para isso, contamos essencialmente com a paixão dos torcedores. E essa é uma realidade distinta no Estado e entre os torcedores gaúchos. Há uma relação fortíssima estabelecida, que gera um consumo muito elevado de produtos licenciados. Criamos uma área específica para licenciamentos e franquias dentro do clube e que, atualmente, é uma referência entre os que mais faturam no País”, afirma.

Na comparação com outros times, o mercado consumidor estimado em 7 milhões de colorados garante o melhor resultado na relação entre torcida e faturamento do País. “Uma torcida como a do flamengo, de 35 milhões, não produz o mesmo faturamento que obtivemos com 7 milhões de torcedores. Isso é uma grande vitória a ser comemorada, o que demonstra que estamos no caminho certo, não só no reajuste e na qualificação do modelo, mas também em toda a estratégia adotada”, explica Avancini. 

Atualmente, são 16 lojas Inter Sports. A Capital conta com 10. Novo Hamburgo, Chapecó (SC), e, recentemente, Santa Maria também figuram no mapa traçado pela expansão. A meta é chegar a 60 unidades e ampliar os lucros para R$ 16 milhões até 2016, divididos entre os royalties dos licenciamentos e as vendas nas franqueadas. Nesse universo, o varejo representa cerca de 10% do montante. O restante vem da produção de 2,5 mil itens licenciados, fabricados por 130 empresas.

As lojas, segundo Avancini, são uma consequência da necessidade de cobrir de maneira ampla toda a cadeia. Isso porque é preciso oferecer às parceiras uma capacidade ampla de repasse dos artigos.

Na outra ponta do balcão, a regra é a mesma.  E as lojas franqueadas têm a garantia de receber uma grande oferta de produtos licenciados. “É preciso ter uma capacidade dentro da cadeia de distribuição em razão disso. Esse é o negócio e não há como dissociá-lo”, revela.

A política vigente é a de não operar nenhum dos estabelecimentos. A unidade localizada em frente ao estádio Beira-Rio é a única exceção. Em geral, é administrada pelo fornecedor de material esportivo, neste caso, a Nike. O clube participa apenas na fiscalização e controle da oferta por meio da elaboração de novas estratégias e parceiras.

O vestuário, seja nos uniformes ou na linha sportswear, significa 75% do faturamento registrado pelos licenciamentos. A média é realidade também em outros clubes de futebol.  Por isso, a ideia é aumentar o nível de participação, principalmente nos lançamentos. Depois da Copa das Confederações, há um evento pré-agendado. Um novo terceiro uniforme - pensado para celebrar o ano do mundial no Brasil - também deve estar nas prateleiras até o final do ano.

Expansão prevê aberturas no Interior do Estado e capitais do País

Com a meta de ampliar a presença no Estado, um plano de expansão com foco em 2016 está em pleno desenvolvimento. Um dos objetivos é aumentar a cobertura no Interior do Estado. O diretor de Marketing, Jorge Avancini, antecipa que regiões como a Fronteira (Uruguaiana e Livramento) e a chamada Metade Sul (Pelotas e Rio Grande) podem estar no centro do alvo. Entretanto, o dirigente afirma que é preciso avaliar as condições e o interesse do mercado na marca Sport Club Internacional.

“Outro aspecto é melhorar a distribuição dentro do próprio Rio Grande do Sul. Alguns locais já tiveram lojas que fecharam e outros são regiões promissoras e não possuem”, revela.
Em seguida, a meta é prospectar locais com grande concentração de colorados. Oeste de Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná despontam como alvos.

“Onde houver um domínio gaúcho, necessariamente haverá um grande número de colorados apaixonados e precisamos pensar os pontos seguindo o tamanho do mercado”, analisa. Além disso, o planejamento considera alguns pontos estratégicos. Por isso, a abertura de uma unidade em São Paulo não está descartada. No entanto, Avancini confirma que o foco principal seria o valor de Marketing sobre a marca.

“Por mais que seja um mercado que exija um confronto com os grandes clubes locais e sem uma presença tão massiva de colorados é algo interessante para a marca, assim como Florianópolis e Rio de Janeiro. Futuramente, também avaliaremos o mercado do Nordeste em razão do turismo fortalecido”, projeta.

COMENTÁRIOS
Edison Pereira - 22/06/2013 - 19h15
Só tem que acabar com a frescura do hino Riograndense, se quiser mesmo se expandir por todo o país. Deixa isso para o Greminho.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Relação com os clientes que frequentam o local há décadas é mantida, diz Gitz
Pé de Meia se adapta às mudanças da moda
Segundo Lumertz, cerca de dois refrigeradores antigos passam pelo conserto por mês
Luzitana é referência em assistência para geladeiras antigas
Braga e Bandeira se especializaram em oferecer variedade de rótulos
Bier Markt cativa os amantes das cervejas artesanais
Manoela, Alexandre, Daniela e Patrícia seguem à risca os ensinamentos do fundador
Freire Imóveis tem prazer em atender