Porto Alegre, sábado, 23 de outubro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
498288
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
498288
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
498288
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

NOVO HAMBURGO Notícia da edição impressa de 25/04/2013

Tarcísio Zimmermann terá de devolver R$ 148 mil

Alexandre Leboutte

O ex-prefeito de Novo Hamburgo Tarcísio Zimmermann (PT) foi condenado a ressarcir R$ 148.968,22 ao erário, além de pagar multa de R$ 1,5 mil - valor máximo permitido em lei estadual. A decisão é da 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apesar das sanções, emitiu parecer favorável às contas do exercício de 2009 da prefeitura do Vale do Sinos. O petista tem 30 dias para apresentar recurso ou recolher os valores aos cofres do município e do Estado, respectivamente. O advogado do ex-prefeito, André von Berg, vai apresentar recurso nos próximos dias.

O parecer do conselheiro Marco Peixoto levou em conta a auditoria do tribunal, apontando três atos irregulares, com “afronta aos princípios constitucionais da legalidade e da economicidade”: a concessão indevida de reajuste sobre parcelas já atualizadas monetariamente, na contratação da empresa Produtiva Serviços Médicos; auxílio concedido à empresa privada, no valor de R$ 160 mil, para compra de equipamentos de laboratório - que serão incorporados ao patrimônio da empresa -, tendo como contrapartida a geração de empregos, sem a devida prestação de contas; e prestação de conta irregular em um convênio em que o município repassou recursos para a empresa Targos Equipamentos e Veículos. O voto do relator foi acompanhado pelos dos conselheiros Iradir Pietroski e Algir Lorenzon.

O advogado do ex-prefeito acompanhou o julgamento ocorrido na manhã de ontem. Na sustentação oral, o defensor alegou que as irregularidades apontadas pela auditoria do TCE foram corrigidas, não devendo, portanto, haver penalização a Zimmermann. Berg citou o exemplo do auxílio de R$ 160 mil concedido à empresa privada, que já está inscrito na dívida ativa do município para cobrança da empresa.

Para Berg, há contradições no voto proferido pelo relator, que reconheceu alguns dos ajustes executados pela prefeitura após a auditoria do TCE, mas que não levou em conta outros. Por este motivo, o defensor impetrará recurso de embargos declaratórios, ainda na 1ª Câmara. Caso o recurso não seja aceito, caberá ainda novo recurso ao pleno do TCE.

“Ainda não fomos oficialmente intimados”, pondera Berg. “No julgamento, tomei conhecimento da tônica da decisão, mas ainda não tinha visto toda a fundamentação do voto. Comuniquei (o resultado) ao ex-prefeito Tarcísio Zimmermann. Estamos trabalhando na redação dos embargos de declaração que devem ser protocolizados na segunda-feira ou terça-feira”, adianta.

Zimmermann administrou Novo Hamburgo entre 2009 e 2012. Reeleito no ano passado com mais da metade dos votos válidos, teve a candidatura cassada pela Justiça Eleitoral por ter participado da inauguração de uma obra do governo do Estado em 2004, quando era candidato. O município acabou realizando nova eleição em março deste ano, quando o também petista Luis Lauermann foi eleito.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Deputada Manuela d'Ávila (PCdoB) está entre os presentes
Lideranças da política gaúcha prestigiam ato com Dilma em Novo Hamburgo
Ex-secretário ainda era pago por prefeitura de NH
Hack, que ocupava o cargo desde 2010, é acusado de favorecimento a empresas poluidoras, tráfico de influência e pressão sobre técnicos da secretaria para a liberação de licenças ambientais
Luis Lauermann fará gestão de continuidade à de Zimmermann
Luis Lauermann corre para fechar seu secretariado
Luís Lauermann inicia campanha à prefeitura
Depois de a Justiça eleitoral de Novo Hamburgo rejeitar o registro da candidatura de Tarcísio Zimmermann à prefeitura, o PT anunciou o deputado