Porto Alegre, sexta-feira, 22 de outubro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
141764
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
141764
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
141764
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

CASO ELISEU SANTOS Notícia da edição impressa de 01/03/2013

Justiça retoma audiências sobre morte de secretário

Crime ocorrido em Porto Alegre completou três anos

Pedro Henrique Tavares

MARCOS NAGELSTEIN/JC
Sessão no Fórum Central da Capital ouviu testemunha que havia se ausentado na convocação anterior
Sessão no Fórum Central da Capital ouviu testemunha que havia se ausentado na convocação anterior

Em nova audiência do julgamento que investiga a morte do ex-vice-prefeito e ex-secretário de Saúde de Porto Alegre Eliseu Santos (PTB), o juiz Volnei Coelho optou por cindir – o que no jargão jurídico significa separar do restante do processo - os três réus que estavam presentes na audiência desta quinta-feira. De acordo com o magistrado, o objetivo é dar mais agilidade à conclusão do processo. “Mesmo assim, estes réus serão interrogados devidamente”, pontuou.

Os advogados dos acusados não compareceram à audiência. Duas advogadas disseram estar doentes, o que foi acatado pela corte. No entanto, o terceiro advogado, que informou ter uma audiência no mesmo horário em Estância Velha, não convenceu. “A intimação desta sessão foi feita no dia 1 de fevereiro, enquanto a de Estância Velha foi realizada no dia 6”, explicou.

Das três testemunhas que não compareceram à última audiência do dia 1 fevereiro, apenas uma se apresentou. Um agente da Polícia Federal - que havia sido arrolado como delegado - falou por cerca de dois minutos e foi liberado.

No último encontro, Coelho colheu os depoimentos do deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB), da secretária-adjunta da Secretaria do Meio Ambiente (Smam) da Capital, Sônia Vaz Pinto (PTB), do advogado Juliano Vasconcellos e do vigilante Paulo Machado. Os relatos foram acompanhados pela promotora do Ministério Público (MP) Lúcia Helena Callegari e pelos advogados de defesa.

Após todas as testemunhas serem ouvidas, se inicia o interrogatório dos réus. Depois, será dado um prazo para o Ministério Público (MP) e a defesa fazerem suas alegações finais, para, então, ser definido se os acusados vão a júri popular ou se serão julgados por uma vara criminal.

No dia 26 de fevereiro, completaram-se três anos da morte do ex-secretário, que saía de um culto evangélico na rua Hoffmann, no bairro Floresta, na Capital, acompanhado da esposa, Denise Goulart Silva, e da filha Mariana quando foi baleado. A Polícia defende a tese de que houve latrocínio - tentativa de roubo de carro resultandou na morte da vítima. Já o MP acredita que o assassinato foi encomendado.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Então titular da Saúde de José Fogaça, Eliseu foi assassinado ao sair de culto
Morte de ex-secretário Eliseu Santos completa quatro anos