Porto Alegre, sexta-feira, 10 de julho de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
20°C
16°C
10°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
116772
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
116772
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
116772
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ARTIGO Notícia da edição impressa de 20/12/2012

Uma Arena amaldiçoada

Henrique Wittler

A Arena gremista será amaldiçoada para sempre por milhares de atletas que praticavam esporte nos oito campos de futebol ali existentes, pela supressão das áreas verdes onde as aves em migração faziam o repouso, pela destruição de duas escolas de alto nível, pela permanência de lixão no subsolo envolto em “chorume”, que escoará por centenas de anos para o rio Guaíba atingindo a biota do Parque Delta do Jacuí, pelo procedimento adotado na obtenção da área e pela destinação de R$ 30 milhões da isenção de impostos que irão para empresa de sócios sigilosos e de capital de R$ 1 mil. A área utilizada para a Arena, doada pelo Estado há mais de 40 anos a uma entidade privada para construção de escola técnica, com cláusulas de impenhorável e inalienável, foi parar nas mãos da Construtora OAS, dos 37 hectares ficou dona de 28 para enriquecer seu patrimônio.

O contrato entre Grêmio e OAS previa a compra da área e a construção da obra com recursos da construtora e que, só após a obra concluída haveria a permuta da mesma pela área do Olímpico. Portanto, não necessitava a doação da área estadual, tirada da Fcors, um brinde. Ocorre que a área que a OAS estava comprando, vizinha a atual, custaria, já em 2008, 10 vezes mais do que pagou à Fcors, e, além disso, teria 10 hectares a menos, reduzindo a área destinada para especulação imobiliária. A lei feita para a transferência, publicada logo após reunião, justificada em um acordo com a Fcors que obrigava a entrega da área ao Grêmio, mas foi parar diretamente nas mãos da firma Novo Humaitá Empreendimentos, que pertence à construtora OAS. Tenho certeza que os crimes ambientais, o uso da força, a maldade, o enriquecimento ilícito e a destruição de outras entidades não trazem o bem, pelo contrário, marcam o empreendimento e seus usuários com o timbre da “maldade”, que será lembrada para sempre, de forma que, lesões de atletas, perda de jogos, briga entre dirigentes, desastres e derrotas esportivas serão consequências, pois estarão inseridas nas mentes insanas dos que praticaram e na dos que sabiam de tais atos e nada fizeram. Que a maldição dos prejudicados se encarregue de fazer justiça, pois a humana, hoje em dia, está fora de “moda”.

Engenheiro civil e perito ambiental

COMENTÁRIOS
Ricardo - 20/12/2012 - 10h26
Estimado Henrique, Lamentável esta sua matéria motivada exclusivamente por questões passionais.


Leonardo -
20/12/2012 - 15h34
entao o Sr. procure saber se a área onde esta o estadio Beira Rio nao é de propriedade do governo estadual.


Douglas -
20/12/2012 - 15h36
Lamentável comentário. Acho nunca foi escrito nada semelhante a isso quando o "rio" Guaíba foi aterrado, alterando a vida do "rio" e a biodiversidade do local. Como pouco foi escrito sobre como foi obtido o terreno do beira rio. É uma pena grenalizar algo bom para o desenvolvimento da cidade. Acusaste o golpe?


André -
20/12/2012 - 15h40
Usou da profissão para demostrar todo seu coloradismo, eita inveja


Douglas -
20/12/2012 - 15h47
Reportagem muito esclarecedora feita por alguém preparado tecnicamente e com conhecimento de causa!!!!


Pedro -
20/12/2012 - 15h51
Além de mentiras e textos sensacionalistas, vc tbm é engenheiro? Parabéns pela obra de ficção. Ou seria comédia?!


joao carlos -
20/12/2012 - 16h08
Amaldiçoado é vc com seu texto totalmente parcial e vestindo camisa vermelha


Antonio -
20/12/2012 - 16h16
Gremistas e colorados não querem nem saber de qualquer atrocidade envolvendo seus clubes. O problema é sempre dos outros e quem reclama é um "secador" invejoso que torce para o outro time.


Dan -
20/12/2012 - 16h23
Amaldiçoado foi você, pela inveja, pelo rancor e pela ignorância. L A M E N T Á V E L ...


Vinícius -
20/12/2012 - 16h50
Aterrar o guaíba foi um impacto ambiental bem maior. Deixa de ser parcial e usa a inteligência na hora de usar de veículo público para expressar a opinião.


leonardo -
20/12/2012 - 17h32
Mas que grande recalque. tem que dar uma vasta risada desse senhor HAHAHAHAHAHA


Vinícius Hahn -
20/12/2012 - 17h39
Cara, que LIXO de matéria! Esse é um daqueles jornalistas que exercem a profissão sem a obrigatoriedade do diploma??


GREMIO -
20/12/2012 - 17h59
DEVE SER colorado esse tal "jornalista" alguém avisa a ele q o TERRENO DA ARENA DO GREMIO FOI COMPRADO PELO GREMIO e nao doado... unico time q recebe doaçao de terreno publico é o interREGIONAL ,tbm avisem ele q destruir banhadao é pior. o governo aterrou aquela area do beira rio, dinheiro publico para aterrar o terreno doado, publico, pro interREGIONAL, alguém avisa q o interREGIONAL recebeu insençoes fiscais do remendao e q teve financiamento do BNDS


rafae -
20/12/2012 - 18h19
POIS É E O BEIRA RIO??? TERRENO DOADO E, QUE EU SAIBA O TERRENO DA ARENA NÃO É DOADO


Ritchie Blackmore -
20/12/2012 - 19h38
artigo PEQUENO e DESNECESSÁRIO, além de INVISÍVEL, assim como o "jornalista (?)" e o veículo onde ele "escreve"... ô coisinha bem fácil jogar LIXO na mídia, né? e o "chorume" desse lixo cheira a colorado... tsc, tsc, tsc...


JOUBER -
20/12/2012 - 20h43
Como é que um jornal circulando no RS por quase 80 anos deixa um artigo desses ser publicado.


Silvio -
20/12/2012 - 23h41
Quanto comentário mais tosco. Será que não conseguem perceber que é uma análise ecológica e social e não tem nada a ver com "torcida"?é o texto de alguém indignado com as falcatruas, só isso.


Silvio -
20/12/2012 - 23h43
As pessoas que estão comentando sequer entendem que se trata da sessão de opinião do jornal e que, portanto, não é nem precisa ser escrita por jornalista. Bem se vê que mexer em futebol é mexer com gente tosca.


Silvio -
20/12/2012 - 23h44
"Orçamento estadual total para obras em todo o Rio Grande do Sul em 2013: R$ 165 milhões. Reforma do estádio Beira Rio: R$ 270 milhões! Construção da Arena do Grêmio: R$ 600 milhões!" Se nem assim se dispõem a pensar com lógica, bom, daí é pão e circo mesmo para este povo. E os políticos riem sozinhos.


Vitória Thomaz Emb -
20/12/2012 - 23h48
"esqueceste" de mencionar que as escolas foram reconstruídas no mesmo bairro, que o COPA teve a Universidade do Trabalhador finalmente erguida na Av. Costa Gama, próximo da Restinga, bairro dormitório de operários. Esta Universidade era exigência da Lei de doação assinada em 54 pelo então governador Ildo Menegheti. "esqueceste" de mencionar que se não fossem os maléficos Grêmio/OAS essa universidade nunca seria erguida. Interessante se pensarmos em outra área doada pelo gov. Menegheti. Nesta, que fica na beira do Guaíba e que o beneficiário anos mais tarde invadiu e anexou o terreno vizinho para construir a sua sede social, deveria ser construída escola para 200 crianças. Depois de quase 50, a Lei de doação não foi cumprida e as crianças continuam sem a escola. "esqueceste" de mencionar que um bairro esquecido pelas autoridades tem agora um investimento de 2bilhões e que os seus moradores comemoram a valorização de até 600% de seus lotes. O desenvolvimento esperado para o Humaitá superará o desenvolvimento que o Olímpico trouxe para Azenha, que a época da costrução tinha uma das favelas mais miseráveis de POA. Mas esta é a sina dos clubes de Porto Alegre, um clube traz retorno e investe em sua comunidade. Outro, choraminga por doações de terreno, invade áreas alheias e clama por ingerência política para pressionar empresas privadas a assinar contratos que não desejam.


Jacir Grêmião -
21/12/2012 - 00h26
MAS CALA ESSA BOCA SEU DOENTE.... A INVEJA É FODA! CHORA MACACO IMUNDO. TU É UM COITADO, ASSISTI A LIBERTADORES DE 2013 CHUPANDO O DEDO. AQUI É GRÊMIO, NÃO É inter CAGÃO !!! EU COM A TÉCNICA DE RENATO E TU COM A SORTE DE gabiru !


Jacir Grêmião -
21/12/2012 - 00h26
MAS CALA ESSA BOCA SEU DOENTE.... A INVEJA É FODA! CHORA MACACO IMUNDO. TU É UM COITADO, ASSISTI A LIBERTADORES DE 2013 CHUPANDO O DEDO. AQUI É GRÊMIO, NÃO É inter CAGÃO !!! EU COM A TÉCNICA DE RENATO E TU COM A SORTE DE gabiru !


Júnior Albuquerque -
21/12/2012 - 01h24
Não é um tanto contraditório alguém que diz primar tanto pelo bem do universo quer tanto mal de outras pessoas, inclusive pessoas que não qualquer ligação com o empreendimento. Agora, toda revitalização que isso tudo trará não é importante? E meu amigo, para as questões ambientais houve compensação: foram mais de 4000 mudas plantadas e mais de 2000 árvores transplantadas. Tudo exigência das Licenças emitidas pela Fepam. As escolas ganharam prédios novos em outros lugares, não foram simplesmente destruídas.


Júnior Albuquerque -
21/12/2012 - 01h26
Outro detalhe: que chorume que vai haver ali amigo, se o que tem EM PARTE da área é um aterro de construção civil? Nunca vi tanto rancor em uma pessoa só...


Henrique Wittler -
21/12/2012 - 10h52
Não trato assuntos técnicos com paixão. Veja voce que o próprio Presidente Koff esta descontente embora não possa externar o que eu digo. O Presidente Helio Dourado nunca quiz se manifestar mas tenho certeza esta contra. O fundamental de tudo isto é a maneira injusta e ilegal ( A lei de doação é nula) como tiraram a área da FCORS quando na realidade a OAS estava comprandoa do lado porém de custo muito elevado. Reclamações clubísticas a parte não levo em conta.


Henrique Wittler -
21/12/2012 - 11h00
Alguem com o nome GRÊMIO alega que foi o clube que comprou a área o que não é verdade. Quem pagou 40 milhões foi a OAS e registrou a área em nome da Novo Humaitá empreendimentos e no final ficará dona de 29 dos 37 hectares. A FCORS ficou com o compromisso de construir 2 escolas e outros empreendimentos utilizando os 40 milhões dos quais não sobrarão nem 5. No entanto a OAS ganhou mais de 300 sem contar a área do Olímpico e os 20 anos de pagamentos mensais que o Grêmio fará. Por último digo que nunca acusei o Grêmio e sim a OAS e pessoas ligadas ao Grêmio que participaram deste enriquecimento da OAS. O Grêmio nada tinha á ver com a compra da área ou com a construção, só será responsável após a permuta. Parem de acobertar pois o Grêmio é que esta sendo prejudicado. Todo o Gremista deveria saber o que realmente ocorreu e os prejuízos financeiros ao Grêmio bem como o lucro da OAS que será superior a um BILHÃO de reais neste negócio.


Frank Finoqueto -
21/12/2012 - 11h17
O Caro Engenheiro realmente está afetado emocionalmente pelo que se observa claramente na sua explanação. Os atletas que ali jogavam não jogaram mais como milhares de campos de futebol suprimidos pelo fator natural da iniciativa privada nesse país. As aves já não migravam mais porque de há muito os campos de futebol lá existiam. O Chorume seguiria contaminando o rio sob qualquer hipótese a não ser que fosse retirado de lá. Fato que até então ninguém se preocupou a não ser pelo erguimento da arena.O Grêmio fez um negócio com uma empresa privada. Se antes houve algum negócio ilícito entre a OAS e o Estado que o MP tomasse providências então. Realmente o caro Engenheiro está afetado emocionalmente pela matéria acima. Lamentável, só posso dizer quando a emoção toma conta da razão.


Jonas -
21/12/2012 - 12h40
O "chorume" escorre dos dedos deste jornalista, que além de invejoso, quer aparecer. Os benefícios que a Arena trará para POA o "jornalista" não fala.. Empregos, melhorias para a cidade e principalmente para o bairro humaitá...Não sei se tu comprou o diploma ou o que cara mas, troca de profissão, se tu quer tanto ajudar (?) o meio ambiente, vira gari =)


Henrique Wittler -
21/12/2012 - 13h36
Eu não agrido pessoas mas aceito ser agredido por pessoas desqualificadas ou pelo que tem o coração na mente, lhes retribuo as ofensas pois merecem. Quanto ao demais são fatos que contestamos tal qual ação movida contra a ARENA, no Beira Rio e outras ocupações da Orla inclusive a doação de uma área na Av. Paiva doada á FGF - Federação Gaucha de Futebol para salas comerciais em 12 andares para aluguel. Quem quer ouça quem não quer que faça como quiser so não reclame no futuro falta de um leito de hospital ou escola para o filho, pois se não tem é porque o dinheiro público foi doado para enriquecer empresas e entidades.


Gerson -
22/12/2012 - 11h11
Por favor engenheiro, fale de outras obras irregulares, que já foram feitas em Porto Alegre.Por que, de acordo com o engenheiro, só a Arena tem falcatrua.


ricardo -
22/12/2012 - 11h36
O articulista está falando do favorecimento que a OAS teve e os fanáticos se ofendem cegamente, aposto que fazem o mesmo nas eleições, votando sem pensar.


Engenheiro -
22/12/2012 - 14h18
Opinião lixo.


Engenheiro -
22/12/2012 - 14h19
Quem deixou o vovô mexer no computador? Opinião lamentável.


Joao -
22/12/2012 - 14h51
LAMENTÁVEL ESTE TIPO DE MANIFESTAÇÃO! PORTO ALEGRE PRECISA EVOLUIR!!!!


Eduardo -
22/12/2012 - 14h56
Muito fácil chegar e agredir verbalmente uma obra como a Arena. Pessoas como esse (que diz ser) engenheiro deveria fazer artigos com obras com superfaturamento, obras com inicio em atraso, enfim, teria tantos fatos à serem argumentados em um Jornal como este. Mas fico mais admirado ainda, O Jornal do Comercio de Porto Alegre publicar tal artigo. Com certeza ... todos colorados ...


William -
22/12/2012 - 16h39
Hahaha, Jornal do Comércio tá melhor que os livros de piada do Ari Toledo...


Carlos Araujo -
22/12/2012 - 23h48
Colega engenheiro...Opinião amaldiçoada....Calaaaaaaaaadoooooooooooooo


henrique -
23/12/2012 - 01h20
a verdade dói, o mundo de fantasia nao existe


josué -
23/12/2012 - 20h55
posé engenheiro, não nos venha falar da arena por que não queremos ouvir, como muitos já disseram, por que você não fala de outras coisas? fale dos políticos, das obras super faturadas, do mensalão, faça como todo mundo, você vê poucas pessoas falando das construtoras, não pega bem. E mais, tem falcatrua na arena? no Beira Rio também tem, e nas obras da copa, na saúde pública, existem também outros crimes ambientais até piores e como bem sabemos, uma coisa justifica a outra não é pessoal?


Jose da Silva Vieira -
23/12/2012 - 22h00
Tive o desprazer de ler seu comentario no jornal do comercio a respeito da Arena do Gremio,não acredito um cidadãop de bem,com curso superior,formado em engenharia possa desejar MALDIÇÃO A ARENA,como o seu coração possa ter tanto odio,veja bem meu filho e minha neta estiveram presente na Arena em sua inauguração e no jogo beneficente aos pobres,para ajudar milares de pessoas que tanto necessitam,sera que o senhor foi dar sua contribuição?quanto a desapropriação da area onde existia diversos campos de futebol dois colégios,também tinha um banhado e um lixão,sem as minimas condições de vir a melhorar,recebe uma obra gigantesca como a Arena,só tem que agradecer em primeiro lugar pela valorização dos imóveis,,a estrutura que as ruas vão ter,ganharam dois colégio novos e uma universidade na restinga,do outro lado seu clube,que nuna comprou nada só foi beneficiado pelo governo,em l950 o estadio eucaliptos foi escolhido para sediar os jogos da copa do mundo,o estadio foi ampliado,modernizado para 35 mil pessoas e a prefeitura doou cr$ 500.00,00,numa bela manobra do vereador Ildo Meneghetti,que depois seria prefeito,do beira rio nem vou falar muitoas outras pessoas ja falaram,porém pelo que sei toda a area ar redor da orla maritima pertence ao governo;


Carlos -
24/12/2012 - 00h55
Muito bem colocado, Henrique. O mundo tricolor de fantasia, propagandeado pela mídia simpática ao clube, só existe nas páginas desses veículos de comunicação e nas mentes dos gremistas iludidos, os quais, infelizmente, são a esmagadora maioria!


Anderson -
24/12/2012 - 01h00
Incrível que uma horda de gremistas revoltados veio comentar e só destilou seu ódio, desqualificando o autor do texto e lançando-lhe ofensas e adjetivos, mas não se prestam a contrapor os dados apresentados por ele com outros dados ou argumentos. Alguém ousou falar algo contra o castelinho de fantasia deles e ficam eles ficam loucas (até porque a mídia da província só se derrama em elogios ao mundinho cor-de-rosa)! Quanta pobreza nessas manifestações, gremistas!


giovani -
24/12/2012 - 01h01
Matéria excelente, parabéns !!!


Émerson -
24/12/2012 - 02h28
Como deixam um desqualificado como Henrique Wittler escrever tamanha bobagem no JC? Só digo uma coisa: Henrique, esse teu recalque vai te matar!


Alano Silva -
24/12/2012 - 03h48
Parabéns ao Jornal do Comércio! Poucos teriam a coragem e o desassombro de publicar uma opinião como essa, que contraria e afronta a "versão oficial" imposta "goela à baixo" de todos, à fórceps, pela mídia hegemômica. As informações veiculadas neste texto não só são ignoradas, como proibidas no jornal, na rádio e no site do patrão tricolor. Mas, felizmente, ainda há quem tenha o destemor jornalístico de honrar o compromisso com a verdade, ainda que doa no ego de tantos gremistas iludidos que vieram expor sua intolerância e arrogância nos comentários. E parabéns ao autor do texto, Henrique Wittler, pela acuidade das informações! Precisamos de gente como você a nos informar!


miguel sessin -
24/12/2012 - 08h08
Deus do céu! Onde cnega o recalque e a doença de um abobado deste! Me admiro o jornal publicar! O cara é retardado é acha que é normal! Verme, ou melhor VERMELHO RECALCADO!


Carlos -
24/12/2012 - 11h31
Lamentável esse artigo! Jornal que cria partido não merece credibilidade!!!


Igor -
24/12/2012 - 12h08
Henrique Wittler, quis com S no fim, não com Z. Jornalista que escreve errado? Hum. E também fica feio "rogar praga", viu!? Torcer pela desgraça alheia, pela desgraça de um profissional, seja ele quem for, é desumano e triste.


Gaúcho -
24/12/2012 - 13h36
Jornaleco! Imprensa parcial não deveria existir. Boicote a esse jornaleco!!!


Antonio -
24/12/2012 - 15h39
Gremista e colorados destilando o ódio recíproco e o Corínthians empilhando as taças, campeão de tudo mesmo em 5 anos, veja bem, com brasileiro e copa do brasil no meio!


Manoel -
24/12/2012 - 18h24
Colega Engenheiro, muito bom seu comentário, bem fundamentado. Interessante é que não apareceu ninguém da parte envolvida para contrapor. Não estou falando dos gremistas que é natural que sintam-se ofendidos no momento em que o seu clube do coração foi usado para esse tipo de falcatrua. Porém não é só na construção da Arena que tem problemas graves, no estádio do Corínthians também, ou ninguém se deu conta que o povo está doando boa parte dos quase 1 bilhão de reais para construção do novo estádio do clube do Lula? Eu acho que no mínimo deveria haver um questionamento sério seja para inter, grêmio, ou qualquer outra obra pois a roubalheira pré-copa é grande.


Alex Lima -
25/12/2012 - 12h16
Joguei por quatro anos nos campos do Humaitá, com o time da praça Pinheiro Machado, é uma pena prejudicar diversas pessoas, eles deveriam deslocar aqueles campos de várzea para outro lugar. #FicaDica


Adalto Novaes -
25/12/2012 - 16h39
Recalque? O autor do texto é um colorado recalcado??? Por que alguém teria recalque? Por não ter penhorado seu patrimônio para ter que pagar por um ESTÁDIO ALUGADO por 20 anos? Recalque por não ser um tricolor SEM ESTÁDIO POR 20 ANOS? Recalque por não ter que pagar por um elefante branco no meio do banhadão? Recalque por ter que frequentar um estádio distante, no meio da poeira, da falta de condições e da maravilhosa vizinhança do Areião/Batatão? Recalque por não fazer fiasco perante o mundo todo e ser motivo de piada e desprezo na Europa pelo fiascão da inauguração (que só foi um sucesso nas páginas da imprensa azul dos zelosos pelo ego inflado tricolor)? Recalque por ter seu estádio sido escolhido para sede da COPA FIFA 2014? Recalque por estar modernizando e adequando seu estádio aos padrões FIFA (ops... esse negócio de "Fifa" não é muito com vocês, né tricolores)sem ter que DOAR seu patrimônio a uma construtura famigerada? Recalque por ter um estádio em 2014 nos PADRÕES FIFA em uma localização privilegiadíssima, repleta de infraestrutura e sem os problemas de um lugarzinho de quinta categoria? Recalque por não ser o timinho da imprensa da província, que mesmo com todo empurrão do patrão não conseguiu nada de relevante no novo milênio? Acho que vocês precisam rever seus conceitos, tricolores do mundinho de fantasia que só existe no mundo cor-de-rosa de ilusão de vocês!


Rafael -
26/12/2012 - 07h40
Lamentável o recarque deste "jornalista"


Tatiane -
26/12/2012 - 13h32
o incrivel que depois que o estadio esta construido, tudo bunitinho.. dai vem os salvadores da patria, os protetores do meio ambiente,, o capeta a quatro.. o incrivel que ninguem se manifesto qndo o projeto tava no papel.. o incrivel é que so o estadio do gremio que prejudica o meio ambiente.e o resto.. vao tudo se ferra .. e Henrique va pesquisa mais sobre os outros estadios pra ve "como sao bons exemplos"


Pedro -
26/12/2012 - 22h50
Parabéns! e nem tente discutir com gremistas, é melhor discutir com as paredes, pois respostas mais inteligentes virão...


Miguel -
28/12/2012 - 10h48
Já queimei todas as edições do jornal que eu guardava!Hj vejo a besteira que fiz comprando, com colunista assim não compro mais!


midiadez -
29/12/2012 - 09h13
Eu sou gremista. Porém, como acompanhei algumas fases deste processo, Parte do que o autor é verdade, porém tem muito mais coisas erradas que poucas pessoas sabem. No entanto tem uma informação que não está correta: esta área em específico não foi utilizada para aterro sanitário. As demais informações estão corretas, porém o autor não conhece profundamente toda articulação envolvida, que "infelizmente" é bem mais podre, e desconhece, mas no tempo certo vai aparecer...


Rafael -
02/01/2013 - 13h45
Péssimo, onde deixa o clubismo falar mais alto, sem baseamento nenhum


Vinicius -
02/01/2013 - 22h05
Lamentável ! Triste! O que eu tenho para te dizer para o Sr é que a entrada da cidade de POA vai deixar de ter uma foto da Mongólia para ser um pais desenvolvido com um mínimo de desenvolvimento. Crime ambiental meu amigo é aterrar o curso natural de um lago e edificar em cima de uma area que foi roubada! Antes de escrever se informe mais! Ao Jornal do Comercio , digo que sou leitor desse jornal há mais de 15 anos e ler esse tipo de matéria é patética e tendenciosa. Vou deixar de ler o JC, pois isso é de uma desinformação extraordinária! Triste, patético!


Davilexx -
04/01/2013 - 12h31
lamentavel. Quem morou e mora ali sabe dos beneficios da arena, e tambem sabe que a maior parte do local onde esta contruida a arena era inutilizada. Impacto Ambiental? entao vamos deixar de utilizar energia eletrica, devido a chacina de Belo Monte. respeitosamente, David Fontoura.


Roberta -
04/01/2013 - 13h14
Infeliz este artigo. Sem embasamento e clareza para escrever um artigo. Me admiria um jornal com o nome que o JC tem publicar algo assim.


Fernanda -
14/01/2013 - 12h44
Parabéns pela matéria, exepcional ponto de visão


Ed -
18/01/2013 - 10h56
Perfeito.O triste é ver tantos gremistas incapazes de enxergar o óbvio. Viva o mundo paralelo! Risos.


Alessandra -
17/02/2013 - 14h21
Todos os que criticaram esta incontestável publicação, devem estar vendo tudo o que está acontecendo... alambrados caindo, gramado que não vinga, jogos perdidos... Não sei se é maldição, mas que tem muita coisa errada, ah tem!


Pedro -
05/03/2013 - 16h47
Foste realista e falaste o que a grande maioria não sabe. Parabéns


Adriano -
23/10/2013 - 09h56
Concordo. Para os que questionam o Beira-Rio, lembre-se, lá era só agua antes de aterrarem, o Beira-Rio aterrou 0,2 % do Rio Guaiba, mas evitou que suas margens virassem uma glomerados de favelas despejando esgoto no rio. O Rio é limpo. Agora o que dizer da Arena Humaitá? Da forma como foi feita, onde foi, os prejudicados pela construção, os despejos, incêndios não esclarecidos etc...?!


yury -
16/01/2014 - 21h06
vejo que você deve ser um lunático, o que você me diz sobre o beira lago?? construído numa área aterrada "aonde foi alterado a vida do lago"???? o pior é uma casa de renome como o Jornal do Comércio e sua grandeza ter um profissional destes.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil