Porto Alegre, quinta-feira, 23 de setembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
572310
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
572310
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
572310
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ELEIÇÕES 2012 Notícia da edição impressa de 23/10/2012

Fortunati diz que secretarias terão comando compartilhado

Fernanda Bastos

IVO GONÇALVES/PMPA/JC
Fortunati (c) reuniu lideranças aliadas para discutir novo secretariado
Fortunati (c) reuniu lideranças aliadas para discutir novo secretariado

Após reunião com os dirigentes dos nove partidos que integrarão o Executivo na próxima gestão, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), destacou que pretende compartilhar o comando do primeiro escalão entre as legendas aliadas - PDT, PMDB, PTB, PP, PPS, DEM, PRB, PTN e PMN. A ideia é que nenhuma pasta seja de exclusividade de um partido.

Além de auxiliar na acomodação do número elevado de siglas, Fortunati sustenta que a estratégia irá evitar que as legendas transformem as secretarias em “feudos” partidários. “Assim, incentivamos ainda mais a transversalidade”, afirmou, destacando que vai priorizar a troca de informações e a condução de projetos, de forma conjunta, entre os diferentes setores da administração municipal.

“Não teremos secretarias fechadas, mas secretários titulares e adjuntos de partidos diferentes”, disse, citando a Fundação de Assistência Social e Cidadania, a Fasc, como exemplo desse modelo, por ser gerenciada por integrantes do PP, PPS, PTB e PMDB.

Fortunati também avaliou que as próximas semanas serão de articulações com os partidos, que terão reuniões individuais para apresentar duas demandas. Eles serão ouvidos por uma comissão definida por Fortunati, formada pelo vice-prefeito eleito, Sebastião Melo (PMDB), pelo presidente municipal do PDT, deputado federal Vieira da Cunha, e pelo secretário de Gestão, Urbano Schmitt (PDT). “Vamos equalizar os espaços, para depois definir quantos postos cada um ocupará”, esquematizou. A intenção do prefeito é de encaminhar o secretariado para a próxima gestão até o fim de novembro. “Gostaria de chegar a dezembro com a composição, se não fechada, bem alinhavada.” Ele ressaltou que nenhum secretário que deseje permanecer no primeiro escalão, mesmo com aval do próprio partido, está garantido automaticamente na nova composição. “Não existe nenhuma definição.”

O pedetista, que acumulou, durante a campanha eleitoral, as agendas de prefeito e candidato, irá tirar férias entre 31 de outubro e 12 de novembro. “Quero dar uma desligada”, afirmou. Nesse período, o Executivo ficará sob responsabilidade do presidente da Câmara, vereador Mauro Zacher (PDT).

José Fortunati criará estrutura em Brasília para assuntos de interesse da Capital

Um dos novos postos que deverá ser disputado pelos partidos que integrarão a próxima gestão de José Fortunati (PDT) deverá ser o gabinete da prefeitura em Brasília.

Aproveitando a afinidade com o governo federal, especialmente em projetos de grande porte, como os preparatórios para a Copa do Mundo de 2014, o pedetista irá criar uma espécie de sede da prefeitura em Brasília.

A estrutura irá atender especificamente os temas de interesse da Capital. O representante do Executivo municipal terá status de secretário.

Fortunati destacou que o indicado terá o perfil de um político experiente, com total disponibilidade para se dedicar às articulações da prefeitura de Porto Alegre com o Palácio do Planalto.  “Tem que conhecer o governo federal e os caminhos que precisam ser percorridos em Brasília.”

O pedetista ainda relatou que está pleiteando junto ao governador Tarso Genro (PT) um “pequeno espaço” no escritório do Estado em Brasília para acomodar o representante dos porto-alegrenses.

“Além de gastar menos, com passagens de avião e deslocamentos, teremos o controle cotidiano dos projetos”, justificou o prefeito.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
O candidato Luis Lauermann votou no Colégio Pio XII às 9h
Luis Lauermann é eleito o novo prefeito de Novo Hamburgo
Apoiadores de Tarcísio Zimmermann, do PT, fizeram carreata ontem
Campanha eleitoral tem início em três municípios
TSE determina apuração de gastos com horas extras de servidores do tribunal
Os gastos com horas extras no período eleitoral, em especial de setembro a novembro, foram maiores que nas eleições de 2010