Porto Alegre, terça-feira, 12 de novembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
29°C
28°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1720 4,1740 0,77%
Turismo/SP 4,1200 4,3700 0,45%
Paralelo/SP 4,1300 4,3600 0,46%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
191032
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
191032
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
191032
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 16/10/2012

Javalis sem controle causam mortes e prejuízo

Carlos Rubem Schreiner

No passado, o javali teve sua importação autorizada pelo Ibama, favorecendo sua criação em vários estados e se espalhando por quase todo o País antes de sua criação ser proibida. Ocorre que o javali ataca plantações, animais e seres humanos, o que o levou a ser classificado pela União Internacional para a Conservação da Natureza como uma das 10 piores espécies exóticas invasoras em todo o mundo. Como não são submetidos a vacinação, acabam contaminando as criações de porcos com doenças graves, condenando os rebanhos, que não podem mais ser comercializados e devem ser sacrificados, causando enormes prejuízos para os produtores rurais. A preocupação é tão antiga que o abate de pragas como o javali já era prevista pela Organização Mundial de Saúde Animal desde 1924.

Não bastasse o absurdo de haver permissão para a criação desta praga no Brasil, o Ibama também decidiu suspender o “controle populacional por meio da captura e do abate”, transformando o Brasil no único país a proteger oficialmente uma peste invasora. As consequências são as piores possíveis, e já há registro de pessoas atacadas, além do sacrifício, pela Agência Estadual de Defesa Sanitária, de vários porcos que contraíram a doença de Aujeszky. Assustados com a falta de uma estratégia de vigilância sanitária adequada e com a proliferação de doenças, países como a Rússia e a Argentina param de comprar nossa carne, causando prejuízos de milhões de reais por ano para a economia brasileira e levando o Rio Grande do Sul a lançar sua própria estratégia para controlar a peste. Porém, enquanto estados como o Rio Grande do Sul se esforçam para abater o maior número de javalis, os estados onde ainda não existem políticas de controle da praga se tornam verdadeiros oásis. Portanto, não há como falar em controle de javali no Brasil enquanto não for lançada uma norma nacional, que submeta todos os estados às mesmas regras, e atraindo novamente a confiança do mercado internacional sobre qualidade da carne produzida no Brasil.

Médico-veterinário, ex-diretor Superintendente do Zoológico/RS e ex-presidente da Fundação Zoobotânica/RS

COMENTÁRIOS
José Luiz de Sanctis - 17/10/2012 - 08h35
Nos órgãos ambientais não existem técnicos, existem ideólogos.É preciso perguntar a quem interessa causar esses prejuízos ao país. Talvez o Ibama e os "ambientalistas" tenham a resposta. Saudações.


Francisco Antonio Salerno Neto -
17/10/2012 - 09h38
Até quando ficaremos reféns desses burocratas e políticos mentecaptos que, em nome de uma pseudo ciência, de uma pseudo-ecologia, condenam a fauna e a flora do Brasil e também os brasileiros a conviver com essa praga? Para que serve este tal de IBAMA? Para inglês ver?


Pedro Hayashi -
20/10/2012 - 15h34
Absurdo como este só pode acontecer neste país que não percebeu que mais de 30% do PIB vem do agronegócio.


Luiz M. Piacentini -
20/10/2012 - 20h17
Segundo norma jurídica, ordem manifestamente ilegal(prejudicial) não se cumpre.


Daniel -
21/10/2012 - 22h23
O Ibama está infestado de ambientalistas sem cabeça que não deixam liberar o controle destas pragas

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil