Porto Alegre, terça-feira, 17 de maio de 2022.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
134640
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
134640
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
134640
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Copa do Mundo 09/08/2012 - 17h55min

Demora em obras urbanas para Copa de 2014 alerta TCU

Com cerca de dois anos para o início da Copa do Mundo de 2014, o ritmo das obras de mobilidade urbana continua extremamente lento e fez com que o Tribunal de Contas da União (TCU) ficasse alerta. O ministro do TCU, Valmir Campelo, demonstrou muita preocupação com o ritmo da liberação dos recursos durante um fórum de controle da administração pública do Rio, realizado nesta quinta-feira.

"Realmente esse ritmo não é o ideal, é preocupante. Gostaríamos que tivesse um ritmo mais acelerado. Já encaminhamos um parecer pedindo que a liberação de recursos seja acelerada", declarou.

Nesta quinta, a Caixa Econômica Federal divulgou o novo balanço da verba liberada para as obras de mobilidade urbana. Dos pouco mais de R$ 9.590.807.000 disponíveis para o setor, apenas 5,541%, ou R$ 327.543.000, já foram utilizados. A diferença em relação ao último balanço é mínima, ou seja, praticamente não houve avanço.

O grande temor de Campelo é que ocorra o mesmo problema dos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio, quando houve atraso e, enquanto se aproximava a competição, as obras tiveram que ser finalizadas às pressas, com muitos aditivos e alguns processos realizados sem licitação. "Não vou falar em má fé, mas o grande problema do Brasil é a falta de planejamento. Nós precisamos difundir no Brasil a cultura do planejamento", disse o ministro.

Campelo contou que se reuniu com os 11 governadores das cidades sede da Copa logo depois que elas foram confirmadas, para conversar sobre projetos de obras. De acordo com o ministro, no entanto, nada foi feito nos seis meses seguintes. Isto fez com que ele fosse obrigado a liberar verba do BNDES, para que o cronograma não ficasse atrasado.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR