Porto Alegre, terça-feira, 22 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
24°C
13°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1300 4,1320 0,29%
Turismo/SP 4,0900 4,3420 0,50%
Paralelo/SP 4,1000 4,3400 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
234822
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
234822
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
234822
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Histórias do Comércio e dos Serviços Notícia da edição impressa de 06/08/2012

Unimed-POA turbina nichos e atua com planos diversificados

MARCOS NAGELSTEIN/JC
Cooperativa surgiu para eliminar os intermediadores, diz Pizzato
Cooperativa surgiu para eliminar os intermediadores, diz Pizzato

A última cartada da Unimed-POA dita o ritmo de uma das maiores cooperativas médicas do País e consolida a liderança gaúcha em um setor de serviços que explodiu em faturamento e usuários em dez anos no Brasil. A cooperativa acaba de lançar um plano para conquistar o segmento chamado premium, de alta renda. Com a cartada, a organização completa o portfólio de atuação entre os segmentos que mais turbinam os resultados das operadoras – as classes A e B e as emergentes classes C e D, cujo crescimento na carteira chegou a 61% em 2011. A cooperativa tem como meta chegar a 2020 com 1 milhão de vidas. Este ano, já ultrapassou 600 mil segurados, com mais de 85% em modalidades empresariais. Esta área ganha mais reforço com a aquisição da carteira da Central Médica Carlos Chagas, em maio.

O modelo de cooperativa médica começou na cidade portuária de Santos, em 1967, com um foco bem preciso. “Surgiu para eliminar os intermediadores que aviltavam o trabalho médico e se colocavam entre a família e os profissionais”, reforça o presidente do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre, Márcio Pizzato. A operação na Capital foi montada em 1971, por 30 precursores, que hoje já alcança mais de 6,2 mil cooperados. No País, o sistema soma 18 milhões de usuários, o que representa quase 40% do mercado, um líder absoluto. No Estado, todas as cooperativas médicas atendem mais da metade do contingente com planos privados, hoje mais de 2,5 milhões de pessoas. O número ultrapassa 3,5 milhões se for incluído o Ipe-Saúde, que é plano fechado.

A maior delas é a da Capital, que abrange 46 cidades – situadas entre o Centro-Sul, Região Metropolitana e Litoral Norte – que a cada ano acrescenta mais estrutura para atender seus clientes. Pizzato destaca que não há planos de ter hospital próprio em Porto Alegre, mesmo que cada vez mais a pressão da demanda indique o esgotamento da rede disponível. O único hospital da organização fica em Guaíba. Serviços como o de urgência e o de emergência têm registrado grande procura, pela rapidez em resolver as necessidades dos pacientes e pela própria gravidade dos casos. “Há uma excelente rede hospitalar em Porto Alegre”, assegura o presidente do conselho, que admite que o avanço do setor privado demandará mais investimentos das operações existentes nos próximos anos. “Compramos serviços de hospitais e não temos como interferir na oferta de leitos. A demora de atendimento nas emergências virou quase um problema de saúde pública. Os estabelecimentos estão falando em investir, até porque tem a Copa do Mundo”, frisa Pizzato.

A cada ano, a rede da Unimed-POA ganha mais integrantes – hoje são 400 postos e serviços - e indica maior autonomia e capacidade de resolução para os usuários. São laboratórios, centros de imagem e oncologia. O núcleo de atendimento aberto em 2011, na avenida Farrapos, centralizou os agendamentos e demanda de titulares do plano de entrada, o Unifácil, voltado ao segmento C e D, que já responde por uma fatia de 10% do contingente. Segundo a direção da cooperativa, a estrutura busca agilizar os encaminhamentos de usuários que não chegam a ter o menu completo de médicos.

A ideia é oferecer estrutura própria, o que reduz custos de rede.  “Nos núcleos, os médicos têm outra forma de remuneração, e a agenda está sempre lotada”, garante. A estreia no nicho de renda mais baixa ocorreu em 2005, de forma mais tímida, segundo Pizzato, e acabou se beneficiando do crescimento dessa clientela a partir de 2008. “Esta população reforçou a estratégia na área de planos empresariais, que hoje passaram a ser um benefício essencial na relação com os empregados”, ressalta o dirigente. “E deve crescer cada vez mais”, projeta.

Produto premium altera  planos

A direção da cooperativa enquadra o Unimed Class, que foca o segmento de alta renda, como o mais “inovador do portfólio”. A estratégia também alterou a sistemática de composição e operação de uma modalidade, ao oferecer três opções diferentes de reembolso, que não estava na expertise da organização. A medida é vista como mudança cultural na gestão. “Adequamos processos internos à necessidade de uma parcela dos clientes”, qualifica o presidente do conselho de administração.

O novo produto, lançado em julho, prevê atendimento diferenciado nas estruturas da cooperativa e rede referenciada, acomodação em suíte ou quarto privativo, call center exclusivo, seguro viagem internacional e coleta domiciliar de exames. O contratante terá acesso aos principais hospitais de Porto Alegre e aos maiores centros médicos do País devido à cobertura global (ambulatorial e hospitalar) e abrangência nacional.

A cooperativa reforça a cada ano a proximidade com a comunidade. Mais uma tática para garantir lugar na cabeça dos usuários quando o tema for saúde. Desde 2011, está em ação a Caravana da Saúde, com milhares de atendimentos em diversos municípios. Na internet, foi criado o Cuide Agora em Ação. O espaço editorial foca a importância de uma vida saudável e de hábitos preventivos, com apoio de vídeos.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Relação com os clientes que frequentam o local há décadas é mantida, diz Gitz
Pé de Meia se adapta às mudanças da moda
Segundo Lumertz, cerca de dois refrigeradores antigos passam pelo conserto por mês
Luzitana é referência em assistência para geladeiras antigas
Braga e Bandeira se especializaram em oferecer variedade de rótulos
Bier Markt cativa os amantes das cervejas artesanais
Manoela, Alexandre, Daniela e Patrícia seguem à risca os ensinamentos do fundador
Freire Imóveis tem prazer em atender