Porto Alegre, domingo, 15 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
18°C
13°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0860 4,0880 0,68%
Turismo/SP 4,0100 4,2400 0,47%
Paralelo/SP 4,0200 4,2500 0,47%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
486774
Repita o código
neste campo
 
 
 

FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE
de 31 de outubro a 16 de novembro de 2014

11/11/2014 - 15h09min

Nir Baram sugere um novo olhar sobre o Holocausto

MARIANA FONTOURA/CRL/DIVULGAÇÃO/JC
Nir Baram participou de debate no último domingo
Nir Baram participou de debate no último domingo

Nome aguardado desta edição da Feira do Livro, o jovem israelense Nir Baram, autor do livro Boas pessoas, não decepcionou. Ao lado da tradutora de sua obra no Brasil, Nancy Rosenchan, o escritor falou para o público um pouco mais sobre um dos talentos da nova geração literária de Israel.

O romance começa lembrando o famoso episódio da Noite dos Cristais - que marca, em 9 de novembro de 1938, o início da onda de violência contra judeus em toda a Alemanha. Em um período de apenas dois dias, mais de 250 sinagogas foram queimadas, cerca de sete mil estabelecimentos comerciais destruídos, dezenas de judeus foram mortos - cemitérios, hospitais, escolas e casas foram saqueados.

O escritor, no entanto, evita reforçar no romance a visão histórica que mostra os judeus e o Estado de Israel somente como vítimas. Nir entende que livros como A banalidade do mal, de Hannah Arendt, contribuem negativamente para o entendimento do Holocausto. “Há uma obsessão em Israel de contar repetidamente essa história. Achei que os romances eram ocupados apenas com a história das vítimas. Quis romper com o holocausto”, revelou.

O engenhoso romance sobre a culpa e a moral mostra o talento narrativo de um prosador moderno. Baseado em extensa pesquisa histórica, Baram retrata a vida e as escolhas, nem sempre corretas, de homens e mulheres que decidem sobreviver a qualquer preço na Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

O escritor lança, na verdade, um novo olhar sobre um velho tema para ampliar o debate e tornar a leitura interessante também para os jovens de hoje. “Tentei desenvolver uma relação equilibrada entre as pessoas e o regime (nazista). É um livro sobre amor, sobre jovens que saem para o mundo com suas paixões e esperanças”, explicou.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
MAIS FEIRA DO LIVRO
Balanço da Feira, de acordo com organizadores, foi positivo
60ª Feira do Livro de Porto Alegre é considerada um sucesso
Patrono Airton Ortiz distribuiu rosas no encerramento da Feira do Livro
Feira do Livro encerra com homenagem ao Xerife e maracatu
Patrono da feira do livro de Santiago, Breno Serafini lançou seu quarto livro
Crônicas ilustradas: nova obra de Breno Serafini

O PRÊMIO

PREMIADOS

COMISSÃO JULGADORA

Blog Acontecendo

Entrevistas Troféu Cultura
#expandasuamente: fotos no estande do JC para o Instagram e Facebook

/jornaldocomercio

Spot de rádio

Coberturas dos Anos Anteriores

2013  |  2012  |   2011  |  2010