Porto Alegre, quinta-feira, 17 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
27°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1560 4,1580 0,02%
Turismo/SP 4,0900 4,3400 0,68%
Paralelo/SP 4,1000 4,3300 0,68%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
132284
Repita o código
neste campo
 
 
 

FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE
de 31 de outubro a 16 de novembro de 2014

04/11/2014 - 10h52min

Alberto Manguel fala sobre a sobrevivência do texto escrito

João Vicente Ribas

CLAITON DORNELLES/JC
Alberto Manguel foi atração da feira e do projeto Fronteiras do Pensamento
Alberto Manguel foi atração da feira e do projeto Fronteiras do Pensamento

Há certas previsões sobre o fim dos livros em papel. O pensador Alberto Manguel ironiza e afirma que não possui bola de cristal. O argentino veio a Porto Alegre para participar da feira e ministrar conferência, ontem, no Fronteiras do Pensamento. Ele defende a ideia de que qualquer suporte de texto é, obviamente, vital para uma sociedade da palavra escrita. Deste modo, a perpetuação do livro está relacionada à nossa sobrevivência.

Segundo Manguel, os cientistas dizem que estamos a algumas horas de ainda poder mudar certas coisas, antes que a vida se acabe no planeta. “Então, neste caso, perguntar se o livro existirá no futuro é uma pergunta que tem que vir depois da pergunta sobre se nós iremos sobreviver”, pontua. 

Em entrevista ao Jornal do Comércio antes de participar de uma mesa-redonda com escritores gaúchos, Manguel falou sobre o ensino da leitura. Explicou que, se escolhemos formar uma sociedade em que os valores são puramente econômicos, não podemos pretender que uma criança aprenda o valor de um ato intelectual, como ler um livro. 

O autor de Uma história da leitura, referência no tema, esteve no Rio Grande do Sul em 2011 participando da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Quando perguntado sobre eventos literários, incluindo a Feira do Livro de Porto Alegre, disse que “é tão positivo quanto a promoção de vinho em uma sociedade de abstêmios”. O escritor acredita que a instrução das crianças para a leitura é essencial em uma sociedade que comunica pela palavra escrita. “O problema é que o ensino tem que ser parte da estrutura da sociedade, não deve ser considerado uma coisa à parte”, conclui.

Alberto Manguel aponta uma questão fundamental, para a qual não possui resposta: “como ensinar a leitura, em uma sociedade cujos valores são o rendimento material, a rapidez e a facilidade?”. Ele explica que o ato de ler se desenvolve lentamente e através do enfrentamento com a dificuldade. “A dificuldade não é um valor positivo em nossa sociedade, então as crianças hoje teriam grandes dificuldades para ler, porque têm dificuldade em apreciar um ato intelectual”, observa.

Concluindo o pensamento, afirma que “é a leitura que leva ao pensamento ético”. E lembra que “a ética é um obstáculo para a ganância financeira”.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
MAIS FEIRA DO LIVRO
Balanço da Feira, de acordo com organizadores, foi positivo
60ª Feira do Livro de Porto Alegre é considerada um sucesso
Patrono Airton Ortiz distribuiu rosas no encerramento da Feira do Livro
Feira do Livro encerra com homenagem ao Xerife e maracatu
Patrono da feira do livro de Santiago, Breno Serafini lançou seu quarto livro
Crônicas ilustradas: nova obra de Breno Serafini

O PRÊMIO

PREMIADOS

COMISSÃO JULGADORA

Blog Acontecendo

Entrevistas Troféu Cultura
#expandasuamente: fotos no estande do JC para o Instagram e Facebook

/jornaldocomercio

Spot de rádio

Coberturas dos Anos Anteriores

2013  |  2012  |   2011  |  2010